GÓRGONA – Documentário em homenagem a atriz Maria Alice Vergueiro

Dirigido pelos estreantes Fábio Furtado e Pedro Jezler, filme GÓRGONA é um registro de uma das mais importantes atrizes do teatro brasileiro.

SINOPSE:
Endividada pela montagem de sua última peça de teatro, Maria Alice Vergueiro, uma atriz octagenária acometida pelo mal de Parkinson, vive a aclamação da crítica e a indiferença da indústria enquanto tenta encarar o grotesco da morte oscilando entre o horror e o risível.

 

 

 

SOBRE MARIA ALICE VERGUEIRO
Maria Alice Vergueiro dedica-se ao teatro há mais de cinquenta anos, sendo considerada uma das maiores atrizes brasileiras de todos os tempos. Tendo passado pelos grupos mais importantes do teatro paulista, entre eles o Teatro de Arena, o Teatro Oficina e o Teatro do Ornitorrinco, foi parceira de Gerald Thomas, Zé Celso e Luis Antônio Martinez Corrêa, Roberto Lage e Cacá Rosset, que foi seu aluno. Conhecida como a Grande Dama Indigna, a Musa dos Porões e autodenominada substar, deu inestimável contribuição ao moderno teatro brasileiro também como diretora

Confira o trailer: 

 

 

 

FICHA TÉCNICA:

GÓRGONA
Direção: Fábio Furtado e Pedro Jezler
Com participação de: Maria Alice Vergueiro, Luciano Chirolli, Pascoal da Conceição, Danilo Grangheia, Carolina Splendore e Marco Luz.
Gênero: Documentário
Ano: 2016
Duração: 77 minutos
Distribuição: Espaço Filmes

 

 

 

 

O filme tem previsão de estreia para o dia 29/03  na rede do Espaço Itau  e eu gostaria de deixar aqui meu convite a todos nossos leitores!

Siga-nos no Instagram! @artecult / @tiltcine/ @barcelosmariane

MARIANE BARCELOS

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

maribarcelos
Eu me chamo Mariane Barcelos, tenho 26 anos, sou designer e estudante de Audiovisual, construindo uma carreira na área. Já viajei para quase todos os cantos do mundo, inclusive já fui para fora do planeta, já dei um pulo em Marte, conheci uns anéis de Saturno e me aventurei em galáxias muito distantes, me transformei em bruxa, loba e vampira, também já fui super heroína e vilã. Não pensem que sou louca, sou apenas uma cinéfila que enxerga nos filmes uma maneira de se desconectar da realidade, ou quem sabe me conectar, com a minha realidade. Quando eu vejo um filme é para me conectar com aquele mundo, se não estou no clima, digo "nossa que dor de cabeça" e fica para um outro momento. Cinema é para ser sentido, para se apaixonar e se iludir. Encantar. Espero poder compartilhar com vocês, toda essa emoção que eu sinto ao assistir um filme e conseguir fazer com que vocês também embarquem nessa viagem sem destino. Agora através do ArteCult, também faça cobertura de eventos, como o Festival do Rio, RioMarket, Pré-Estreias e afins. Assim como nos filmes, espero poder trazer grandes novidades e coberturas completas em todas as mídias sociais, para que vocês, leitores, possam se sentir sempre imersos ao nosso universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *