cinema nacional

Como sonhar em público

Como sonhar em público

Eduardo Goldenstein é carioca, cineasta, roteirista, diretor de TV e também professor de cinema.   Seu contato com a tela grande começou como autor de cinco curta-metragens, sendo que o curta “Truques, xaropes e outros artigos de confiança” é considerado…
Viva a variedade brazuca!

Viva a variedade brazuca!

  Muitas estreias esta semana! Comédia, suspense, aventura… Tudo isso para provar que no cinema verde e amarelo entram todas as cores! “Aquarius” segue nas salas de cinema. A polêmica trouxe bilheteria; viva a polêmica! Sonia Braga está brilhante, um…
O foco em movimento

O foco em movimento

Bem,  tem na rede vários vídeos com essas cenas, a maioria editado com música, criações do sujeito indeterminado – povo da internet. Prefiro assim, ela dançando com os narradores esportivos falando. A Michelle Jenneke parece encarnar um espírito que é…
Meu malvado favorito

Meu malvado favorito

Outro dia, escutei uma história que ficou ecoando na minha cabeça. Os antigos, na região do Oriente, iam pescar em alto mar e traziam peixes vivos em grandes aquários nos barcos. Mesmo assim, até chegar à costa, muitos já tinham…
A beleza do contraditório

A beleza do contraditório

Conheci Nelson Leirner  pessoalmente quando fui entrevistá-lo para um documentário.  Ele era bem a figura da foto do livro que ganhei com uma dedicatória, usava esse colar com vários talismãs. Eu tinha voltado recentemente de Portugal e o presenteei com…
Mais amor, por favor!

Mais amor, por favor!

Um susto. Uma vontade incontrolável de escrever uma carta de amor, dessas com muito amor. Quando cruzei o olhar com o dele, me atravessou uma cumplicidade, uma intimidade de séculos.  Só isso. Um instante apenas. Um encontro perfeito. Por sorte,…
Somos todos Luiza

Somos todos Luiza

Vocês estão falando do caso da Luiza Brunet, né?  Não, eu estava falando da Monique Evans.  Ah,tá …  Não, da Hillary Clinton. Não, da Carmem Lúcia. Não, da Andrea Leadsom.  Não, da  Anita. Nesta semana, dei este furo inúmeras vezes.…
Marvada

Marvada

Ainda hoje, não é incomum ver um nariz torto quando se fala de cinema brasileiro, e em tempos mais difíceis do que os atuais, eu costumava usar minha frase que derrubava qualquer preconceito: “Mas você já assistiu A Marvada Carne?”.…