literatura brasileira

Algodão doce

Algodão doce

  Segunda semana da quarentena. Alguma coisa se aquietou em mim. Talvez não devesse ser assim. Ainda vivemos no caos. Estamos alguns dias atrás da Europa e assistimos à luta dos países surpreendidos pela pandemia. O mundo aprendeu que as…
A cor do protagonismo

A cor do protagonismo

Muitos brasileiros, arrisco a dizer que a maioria, nascidos entre os anos 1920 a 1970, principalmente aqueles do interior, tiveram contato, nas primeiras leituras, com o mundo mágico, rural e lúdico de Monteiro Lobato. A vida como ela era nos…
Sexo no papel

Sexo no papel

“O Crime do Padre Amaro”, de Eça de Queiroz, foi um livro proibidíssimo, em meados do século 20, mas todas as famílias o tinham e o mantinham escondido, disfarçado, nas estantes. Era citado, vez por outra, em conversas adultas, e…