Malhação: Viva a Diferença vence prêmio inédito no Emmy Internacional Kids 2018

O autor Cao Hamburger e o diretor artístico Paulo Silvestrini recebem o prêmio Emmy Internacional Kids 2018 por Melhor Série com ‘Malhação: Viva a Diferença’. Crédito Globo/Divulgação.

Foi uma noite de reconhecimento para a Globo, em Cannes, na França. A emissora recebeu o prêmio inédito de melhor série no Emmy Internacional Kids 2018 com ‘Malhação: Viva a Diferença’, escrita por Cao Hamburger e dirigida por Paulo Silvestrini. Os vencedores foram anunciados pela Academia Internacional de Artes e Ciências da Televisão em uma cerimônia durante o MipTV. A Globo também concorria com ‘The Voice Kids’ na categoria ‘Reality’.

Esta foi a quarta indicação de ‘Malhação’ ao prêmio. Por duas vezes, disputou a categoria ‘Digital’:  em 2017, com ‘Malhação – Seu Lugar no Mundo’, de Emanuel Jacobina e direção geral de Leonardo Nogueira; e em 2016, com ‘Malhação Sonhos’, escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm, com direção de núcleo de José Alvarenga Jr e direção geral de Luiz Henrique Rios. Em 2015, concorreu por melhor “Série”.

‘Viva a Diferenca’ concorreu ao Emmy Internacional Kids 2018 com produções da Alemanha, Austrália e Canadá. A temporada vencedora celebrou a diversidade em São Paulo, tendo como fio condutor a história de amizade entre cinco garotas de raízes, vivências e personalidades distintas. A trama acompanhou a vida dessas jovens, que descobriram juntas como pode ser enriquecedor viver, confrontar e celebrar as diferenças.

Cao Hamburger e Paulo Silvestrini, autor e diretor artístico da trama, receberam a estatueta e falaram sobre a alegria de receber o prêmio. “O reconhecimento internacional a esse trabalho é importante para celebrarmos a diversidade da sociedade e da cultura brasileira, nosso maior bem. Além de nos fazer lembrar de valores essenciais – como respeito e valorização dos direitos humanos, diferenças religiosas, culturais, raciais e de orientação sexual – e da educação pública, único caminho para o desenvolvimento do pais. É também o reconhecimento ao trabalho de alto nivel de todo o elenco e equipe técnica e artística”, destaca Cao. Silvestrini comentou o significado do prêmio para a equipe: “É muito legal ver o reconhecimento de um trabalho feito com tanta seriedade e amor por uma equipe incrível e um elenco maravilhoso. O Cao é um grande parceiro e amigo. Sinto muito orgulho do que fomos capazes de realizar”.

As atrizes Manoela Aliperti, Gabriela Medvedovski, Heslaine Vieira, Daphne Bozaski e Ana Hikari – Crédito Globo/Divulgação.

Com a nova estatueta, a Globo já acumula 17 prêmios Emmy. O primeiro foi o de “Personalidade Mundial da Televisão”, recebido por Roberto Marinho, em 1976, prêmio que receberia novamente em 1983. Seu filho, Roberto Irineu Marinho recebeu a estatueta em 2014, na mesma categoria. Em 1981, ganhou com o musical ‘A Arca de Noé’ e em, 1982, com ‘Morte e Vida Severina’. A Globo foi premiada sete vezes por “Melhor Novela”, com ‘Caminho das Índias’ (2009), ‘Laços de Sangue’, coprodução com a SIC, exibida em Portugal (2011), ‘O Astro’ (2012), ‘Lado a Lado’ (2013), ‘Joia Rara’ (2014), ‘Império’ (2015) e ‘Verdades Secretas’ (2016). ‘A MulherInvisível’ (2012) e ‘Doce de Mãe’ (2015) venceram na categoria ‘Melhor Comedia’. Fernanda Montenegro recebeu o prêmio em 2013 como ‘Melhor Atriz’ por seu papel em ‘Doce de Mãe. O Jornalismo recebeu a estatueta em 2011, pela cobertura do ‘Jornal Nacional’ sobre a invasão do Complexo do Alemão no Emmy Internacional de Jornalismo.

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Jornalista por paixão. Música, Novelas, Cinema e Entrevistas. Designer de Moda que não liga para tendência. Apaixonada por música e cinema. Colunista, critica de cinema e da vida dos outros também. Tudo em dobro por favor, inclusive café, pizza e cerveja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *