Vergel: numa tentativa sensível e poética de entender a morte a dor surge como fator de evolução pessoal

Vergel é uma tentativa de entender a morte. Minha morte, outras mortes, as mortes internas às quais nos levam o desaparecimento físico de um ser querido. E querer entender a morte me levou à complexa tarefa de tentar entender a vida. A vida, que pode ser um simples nascer, respirar, desenvolver-se, procriar, evoluir e morrer; ou o tempo que duram as coisas; ou a busca de autonomia, liberdade e beleza, segundo dizia Aristóteles.

Em todo caso, vida sempre é natureza, de modo que inconscientemente comecei a construir o filme com os componentes mais essenciais da vida/natureza: O mundo vegetal, fonte de oxigênio; o mundo animal, símbolo de instinto; a luz do sol, primeira fonte de energia; a água, essencial para a sobrevivência e o tempo, ao que todo o anterior está submetido.
Ao querer falar de morte me encontrei então falando de vida e ao ter que falar de vida, me descobri falando de natureza. E como falar de natureza sem falar de beleza, se é na primeira que encontramos a referência da segunda?

Vergel se converteu então em uma busca artística, filosófica, física, metafísica, técnica, desesperada, por beleza. Por essa beleza que se esconde na feiura, pela luz que incide na escuridão, pelos espaços que se abrem na reclusão… Pela vida que brota da morte.

Sinopse

Um luto repentino leva uma mulher à beira da loucura. Trâmites funerários, calor e uma vizinha que vem regar as plantas, se juntam em um périplo emocional no qual é impossível distinguir o real do irreal.

 

A PRÉ-ESTREIA NO RIO DE JANEIRO

O Artecult foi convidado para a pré-estreia do filme Vergel com Camila Morgado e Maricel Álvarez. O evento aconteceu ontem, 04/02, no Espaço Itaú de Cinema em Botafogo. As atrizes e a diretora Kris Niklison convidaram os seguidores do ARTECULT para conferir este lindo e sensível filme com lançamento previsto para quinta-feira, 07/02/19!

O filme traz uma atuação impecável e visceral de Camila Morgado. Já a personagem de sua companheira de cena, a argentina Maricel Álvarez,  traz o humor e companheirismo na medida certa para o cenário de desolação total da personagem de Camila.

Com uma interessante trilha sonora de Arrigo Barnabé, as cenas de Vergel se traduzem em sequências imagens poderosas e recheadas de significado e lembranças, fazendo-nos entender a dor e o processo de renovação vital da personagem principal.

Antes do filme conversamos com as atrizes principais e com a diretora para saber um pouco mais da obra.

Veja abaixo as imagens do evento e os convites do elenco e da diretora para os seguidores do Artecult !

A dor não é algo ruim, a dor é algo que nos faz evoluir.” (Kris Niklison)

(Fotos e vídeos: Raphael Gomide)

 

Camila Morgado fala do filme e faz convite para os seguidores do ARTECULT:

 

 

 

Convite da atriz Maricel Álvarez:

 

 

 

A diretora Kris Niklison fala um pouco sobre sua criação e faz convite para os seguidores do ARTECULT:

 

 

 

 

Confira o Trailer

 

 

 

 

Ficha Técnica

  • Produtoras: Basata Films (Argentina), Casadasartes Films (Brasil)
  • Escrita, dirigida e produzida por: Kris Niklison
  • Produção executiva: Mi Chan Tchung
  • Produção Administrativa: Victor Schneider
  • Fotografia e Arte: Kris Niklison
  • Som: Martin Grignaschi
  • Música: Arrigo Barnabé
  • Edição: Kris Niklison, Karen Harley
  • Figurino: Gabriela Marra
  • Maquiagem: Mary Paiva
  • Assistente de direção: Gigi Soares
  • Distribuidora: Arthouse
  • Elenco:
    Camila Morgado
    Maricel Álvarez
  • Participações especiais:
    Maria Alice Vergueiro
    Daniel Fanego
    Daniel Aráoz
  • Com
    André Caldas, Claudio Torres, Sang Min Lee, Silvina Bosco, Nelson Rueda, Cacá Vicente.

Kris Niklison

Internacionalmente premiada como atriz, coreógrafa, autora, diretora teatral e cineasta. Nasceu em Buenos Aires onde se graduou na ENAD e viveu em Amsterdam, onde fundou a Kris Niklison Theatre Company, trabalhou com Peter Greenaway, Dario Fo e deu aulas na The National Ballet Academy. Residiu também em Hamburgo, onde foi protagonista do Cirque du Soleil. Seus espetáculos, uma combinação de teatro físico, dança, projeções e texto, foram apresentados em mais de 20 países de 4 continentes conquistando o público e a imprensa internacional. Em 2006 voltou a Buenos Aires e fundou a produtora de cinema Basata Films. Seu primeiro longa-metragem, Diletante, foi produzido em associação com a Sra Lita Stantic, ganhador de Melhor Longa-metragem Argentino no 23* Festival de Mar del Plata, Melhor Documentário no 50* Festival de Cartagena e foi declarado de Interesse Cultural pelo Honorável Senado da Nação Argentina. O seu segundo longa, Vergel, foi estreado mundialmente na Competição Argentina do 19* BAFICI. O seu terceiro roteiro, O Barqueiro, ganhou recentemente o Fundo de Desenvolvimento de Ibermedia.

Camila Morgado

Camila Morgado é uma atriz brasileira. Começou sua trajetória profissional no teatro e na TV. No cinema, estreou interpretando a personagem-título do filme “Olga”, de Jayme Monjardim. Camila participou do documentário “Vinícius” de Miguel Faria Jr. recitando poemas do poeta Vinícius de Moraes, em 2005, participou dos filmes: “Até que a Sorte nos Separe 2”, de Roberto Santucci ; “Bem Casados”, de Aluizio Abranches; “Até que a Sorte Nos Separe 3”, de Roberto Santucci e Marcelo Antunez; “Albatroz”, de Daniel Augusto; “Divórcio”, de Pedro Amorim; “Domingo”,de Lucas Paraizo; “O Animal Cordial”, de Gabriela Amaral Almeida e lançando hoje como protagonista o filme Vergel, de Kris Niklison.

Maricel Álvarez

Maricel Álvarez é uma atriz argentina, indicada para: Prêmio Ariel de Melhor Atriz, Silver Condor Award for Best Supporting Actress e premida no Sur Award for Best Supporting Actress. Seus créditos no cinema incluem “Biutiful”, de Alejandro González Iñarritu; “Para Roma com Amor”, de Woody Allen; “Un Paraiso para los Malditos”, de Alejandro Montiel; “Meus Dias de Vinil”, de Gabriel Nesci; “Minha Amiga do Parque”, de Ana Katz; “Las Insoladas”, de Gustavo Taretto; “Un Traductor”, de Rodrigo Barriuso e Sebastián Barriuso e hoje lançando “Vergel”, de Kris Niklison.

Distribuição – Arthouse

A ArtHouse é uma distribuidora dedicada ao cinema de autor que traz em seu catálogo filmes como “A Erva do Rato” e “Educação Sentimental”, de Julio Bressane, “A História da Eternidade”, de Camilo Cavalcante, “Big Jato”, de Cláudio Assis, “Futuro Junho”, de Maria Augusta Ramos e muitos outros longas-metragens que se destacaram no circuito de festivais dentro e fora do país, como os Festivais de Rotterdam, Locarno, Roma, Festival do Rio e Festival de Brasília.
Os mais recentes lançamentos incluem: “A Família Dionti”, de Alan Minas, vencedor do prêmio de público no Festival de Brasília; “Um Filme de Cinema”, de Walter Carvalho; “Auto de Resistencia”, de Natasha Neri e Lula Carvalho, vencedor do E Tudo Verdade; e “O Beijo no Asfalto“, de Murilo Benício.
Com um foco no cinema nacional de arte, e consciente da importância da comunicação eficaz com o público, a distribuidora ArtHouse ajuda a preencher uma lacuna no setor, dando visibilidade em salas de cinema a toda uma produção brasileira de imensa qualidade e reconhecimento internacional que enfrenta sérias dificuldades de chegar ao espectador.
Em 2019, a ArtHouse continua seu crescimento no mercado brasileiro de cinema, apresentando uma carteira diversa, onde se destacam ”Domingo”, novo filme de Fellipe Barbosa e Clara Linhart, com Camila Morgado e Chay Suede; “Vergel”, de Kris Niklison; e “Fevereiros”, documentario de Marcio Debelian sobre Maria Bethânia.

Acompanhem-nos em nossas redes sociais:

@artecult e @cinemaecompanhia 

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Raphael Gomide
Fundador e Diretor Geral do ArteCult.com, Sócio-fundador e editor do QuadriMundi, ambos projetos da Webstaff, sua empresa que está sendo estruturada e que também gerencia outros portais como o BandasNovas, OlheiroMusical, Bullyng nas Escolas, Reação Adversa e CasarOnLine. Apaixonado pela sua família e por toda forma de ARTE e CULTURA. No Facebook, administra vários grupos tais como Dicas de Filmes, Dicas de Livros, Dicas de Músicas , além das páginas Futuristiko (sócio-fundador), Infância80, Olheiro Musical, Bullying nas Escolas, Reação Adversa e Portal TEAmigo (app em desenvolvimento para a comunidade TEA - Transtorno do Espectro Autista).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *