SP – Av. Paulista se consagra como polo cultural da capital, recebendo a nova unidade do SESC Paulista.

No último domingo de abril uma multidão se aglomerava no começo da Av. Paulista. Quem não sabia da razão da aglomeração, se interrogava se alguma celebridade apareceria no em frente ao edifício modernoso. Não, não era famoso que estava para aparecer, mas era a inauguração da mais nova unidade do SESC na capital paulista (v. artigo sobre o SESC 24 de Maio em janeiro). Desta vez, a afluência foi tão numerosa que, no meio da tarde, não era mais possível entrar no edifício, pois a capacidade total já tinha sido atingida…

Fachada do novo SESC Paulista – foto Gabriel Cabral – Folhapress

O projeto da reforma (anteriormente lá foi a sede regional do SESC e, abrigou uma unidade provisória até 2010, quando as obras começaram) assinado pelo escritório dos arquitetos Gianfranco Vannucchi e Jorge Königsberger fez com que no prédio, em uma das fachadas laterais, predominasse a transparência dos vidros, permitindo que se use as escadas (intercaladas) e, ao mesmo tempo, que se tenha uma visão da célebre avenida. Já a fachada frontal, que dá para a Paulista, estruturas cinzas são irregularmente vazadas dando a noção de movimento, agilidade e rapidez, características tão apregoadas aos paulistanos. Futuramente, a rua ao lado de prédio e vizinha ao Instituto Itau Cultural será fechada e transformará o quarteirão em um bulevar onde os dois – SESC e Itau – terão programação conjunta. São espaços públicos sendo ocupados para e pelas pessoas.

Palacete Mário Dias Castro e fachada do antigo SESC Av. Paulista

Como foco em artes, tecnologia e saúde, o SESC Paulista vai oferecer atividades, oficinas, cursos, workshops relacionados às áreas. Também vão ser apresentadas exposições de artes, peças de teatro e shows. Uma biblioteca oferece 5.400 títulos ao público (é obrigatório fazer cadastramento para empréstimo) que funciona no mesmo horário da unidade. Três andares são dedicados a práticas esportivas (somente para associados).

Entretanto, o que vem atraindo visitantes à nova unidade é o chamariz da reforma: o mirante. É uma plataforma circundada de vidro que se projeta lateralmente a cima do terraço, no 17º andar. Ali se tornou o point de selfies, pois se visualiza a avenida do começo ao fim, até o cruzamento com a Rua da Consolação. Aliás, dizem que a Paulista é como casamento: começa no Paraíso e termina na Consolação … Seguramente o mirante vai se tornar, logo, logo o mais novo ponto turístico da cidade.

Vista da Av. Paulista do terraço – SESC Paulista – foto AAssis

Vista do terração SESC Paulista – com direito ao olhar do mestre Niemeyer feito pelo Kobra… – foto AAssis

Além do SESC Paulista, fazem parte do “circuito” cultural da avenida, a Japan House, a Casa das Rosas, o Itau Cultural, a FIESP, o MASP e o IMS. Isso sem contar os cinemas e livrarias.

A programação pode ser acompanhada pelo aplicativo no site (v. abaixo) que pode ser baixado e instalado no celular.

ANDRÉA ASSIS

SERVIÇO:

. onde: SESC PAULISTA – Av. Paulista, 119

. quando: funcionamento: 3ª a sáb., das 9h às 22h | Dom. e fer. 10h às 19h; metrô: estação Brigadeiro (linha 2, verde)

– quanto: entrada gratuita; cursos e eventos: consultar programação

– sites:

. programação: Programação SESC Paulista

. aplicativo: sescavenidapaulista.org.br

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Andréa Assis
Carioca, mas paulistana da gema radicada há mais de 20 anos na capital. Formada em Relações Internacionais, tem mestrado em Administração de Empresas em Lyon, na França. Orgulhosa da cidade onde vive, adora mostrá-la aos visitantes, sejam eles brasileiros ou não. Procura sempre descobrir lugares novos e diferentes, por isso sempre se mantém atualizada sobre o que acontece nestas bandas. Para isso, vai sempre às exposições que pipocam aqui e acolá e é sobre elas que pretende lançar seu olhar crítico que não se restringe só às obras, aos trabalhos expostos, mas também ao ambiente: como estão organizadas, se existem informações para os visitantes, enfim, se vale a pena o leitor investir o seu tempo para ir vê-las. Eventualmente, faz críticas de filmes, mas prefere deixá-las aos mais habilitados. Mas não deixa de acompanhar os lançamentos. Humildemente, pede ao leitor paciência para com o que ele lê aqui no espaço, pois a escritura e análise pedem apuro ao longo do tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *