ANIMA MUNDI APRESENTA 576 PRODUÇÕES DE MAIS DE 40 PAÍSES

O festival que qualifica o curta vencedor para uma vaga na disputa
do Oscar® tem número recorde de inscritos e realiza sua 26ª edição no Rio e em São Paulo
O ARTECULT esteve tanto na cabine de imprensa como na abertura do ANIMA MUNDI  2018 no dia 20/07 no Cine Odeon, no Rio de Janeiro.

De alguns anos para cá, fica cada vez mais evidente que as animações do festival refletem nosso mundo e realidade de maneira lúdica, porém muitas vezes de forma pesada, triste e esse ano até usando humor escatológico. Porém nada disso tira a mágica e a alegria de assistir o festival.

Os efeitos usados, técnicas de desenhos e as técnicas de animação estão cada vez mais aprimoradas e mundializadas. Curtas de vários países em várias linguagens passando mensagens importantes e reflexivas.

Durante a abertura do evento no Cine Odeon, como “degustação” foram exibidos para uma platéia ansiosa 6 animações espetaculares e muito bem selecionadas:
  • Híbrids (França). Produção francesa que impressiona pela qualidade técnica da animação em 3D. Denúncia sobre a poluição do meio ambiente e dos mares, o curta narra um ecossistema marinho mutante, onde peixes e latas, tubarões e carros, tartarugas e panelas, e polvos e navios se mesclam criando seres meio orgânicos, meio mecânicos, numa cadeia predatória. É um filme intenso e visceral.

“Hybrids”

  • Guaxuma (Brasil, França, Portugal). A produção brasileira (em parceria com a França e Portugal) é um curta emotivo e saudosista. Criado através de diversas técnicas de animação, como stop-motion, animação em areia e até mesmo trechos em live action com fotos e origamis, a história fala sobre a amizade de duas meninas e como o tempo as afasta, seguindo rumos diferentes em suas vidas. O filme também aborda o dilema da vivência urbana contrastando com um ambiente mais voltado à natureza.

“Guaxuma”

  • Lar. Um retrato de York City. O filme com o título mais longo é o que tem o tempo de duração mais curto. Durante pouquíssimos minutos e sem diálogos, este curta dos EUA mostra através de luzes, sons e imagens quase postais, a rotina de Nova York. Semáforos, o metrô, quadras de basquete, apartamentos e a vida noturna da cidade que nunca dorme ganham pequenos momentos de destaque.

“Lar: Um Retrato de Nova York”

  • Wekeends (EUA). Este foi um dos pontos altos da noite em assunto de emoção. Novamente saído dos EUA, o filme narra a jornada de um pequeno menino, filho de pais separados. A viagem de ida e volta entre a casa dos progenitores e as situações que presencia em ambos os lares se mesclam com sonhos e pesadelos do garoto. De um lado, a casa do pai, alegre e exuberante, um apartamento na cidade repleto de música, filmes, diversão e arte. No outro, a casa nos subúrbios, isolada, fria e repleta de dificuldades, mas também alegria. Neste trecho, podemos notar nas entrelinhas algumas questões sérias abordadas de forma tão sutil que se tornam quase imperceptíveis, como são de fato para uma criança, como o abuso doméstico e o assédio.

“Weekends”

  • Animal Behavior (Canadá). Outro ponto alto da abertura foi este hilariante conto produzido pelo Canadá. Uma sessão de terapia em grupo, realizada por animais com variados tipos de problemas psicológicos, mediada por um cachorro. No grupo encontram-se uma lesma “pegajosa” em relacionamentos, uma louva-Deus cheia de atitude, um porco com compulsão por comida, um gorila que precisa tratar sua raiva, entre outros. Volta totalmente para o humor, a animação tradicional, dona de traços estranhos, soa como algo saído de um destes canais de animações adultas. Já queremos ver cenas dos próximos capítulos.

“Animal Behaviour”

  • Heroes (Espanha) do aclamado animador Juan Pablo Zaramella. Saída da Argentina, a animação dos hermanos apresenta um treinador realizando um discurso motivacional ao seu time. O detalhe é que todos são dedos de uma mão, donos de rostos e personalidades. O curta mistura o live action de mãos reais com uma animação simples e muito eficiente. Não vale falar mais sobre o objetivo do grupo e o que irão aprontar.

“Heroes”

 

VEJA AS IMAGENS DA ABERTURA DO FESTIVAL, NO CINE ODEON NO RIO DE JANEIRO:

O Anima Mundi é um dos mais importantes festivais de animação do mundo e o principal da América Latina e chega à sua 26ª edição cheio de novidades. De 21 a 29 de julho ocupará o Centro do Rio de Janeiro, em seis espaços, e de 1º a 5 de agosto acontecerá em São Paulo, com sede no Memorial da América Latina, e sessões em salas na cidade e na periferia. A variada programação reúne longas e curtas para adultos, jovens e crianças de todas as idades, além de debates com ilustres convidados internacionais, exibições de videoclipes, séries para TV, exposições, games, conteúdos em realidade virtual e 360°, oficinas e um grande cinema ao ar livre.Para as mostras oficiais, foram selecionados 405 filmes de 40 países, sendo 108 produções brasileiras, de 13 estados. Contando com as mostras especiais, filmes convidados e retrospectivas, o número de títulos chega a 576, dos mais diversos temas, técnicas e origens. A curadoria é dos animadores Aída Queiroz, Cesar Coelho, Léa Zagury e Marcos Magalhães, diretores e fundadores do festival. Os curtas-metragens são apresentados em sessões infantis ou adultas com até duas horas de duração, que proporcionam experiências incomparáveis. Cada seleção é uma surpresa e traz combinações de filmes de gêneros distintos, como fábulas, dramas, comédias, romances, documentários, terror e suspense.

Outra cena de “Guaxuma”

Quem está em contagem regressiva já pode se preparar para participar do disputado Estúdio Aberto, com oficinas interativas e gratuitas que permitem a realização de cenas de animação em diferentes técnicas: Zootrópio (um dos primeiros instrumentos óticos, que gira com 16 desenhos em 2D), Desenho Animado, Pixilation (animação com o próprio corpo) e Massinha.Para que a imersão do público seja ainda mais completa, este ano pela primeira vez o evento abrigará o Espaço de VR Oi 360°, que apresentará curtas interativos de realidade virtual e 360°, de estúdios como o National Film Board of Canada, Penrose, Baoba, Fable, Aardman, Google Spothlight e o brasileiro Arvore.

Outra cena de “Weekends”

LONGAS-METRAGENS
Quatro longas infantis e três adultos ganham destaque na mostra competitiva. Para as crianças, The Snow Queen 3: Fire and Ice, comédia do diretor Aleksey Tsitsilin (Rússia), El Angel en el Reloj, do diretor mexicano Miguel Ángel Uriegas, e Ploey: You Never Fly Alone, uma coprodução entre Islândia e Bélgica, dirigida por Árni Ásgeirsson. A estreia do nacional Tito e os Pássaros, dos diretores Gabriel Bitar, André Catoto e Gustavo Steinberg, completa a lista de longas infantis.Para os adultos, os aguardados longas-metragens desta edição são As Aventuras de Fujiwara Manchester, nova animação brasileira de Alê Camargo, Wall, documentário canadense do diretor Cam Christiansen, e The Breadwinner, longa indicado ao Oscar® e vencedor do festival de Annecy. Coproduzido por Irlanda, Canadá e Luxemburgo, o drama dirigido por Nora Twomey tem Angelina Jolie assinando a produção executiva. A roteirista do filme, Anita Doron, é uma das convidadas do festival.Fora de competição, os destaques são Isle of Dogs, novo filme de Wes Anderson com a participação do animador brasileiro Matias Liebrecht, que apresentará sessões especiais no Rio e em São Paulo; e o premiado longa espanhol Pos Eso, de Samuel Ortí Martí. Ele participará de um Papo Animado na Mostra “Foco Espanha”, no dia 27 de julho, no Cine Odeon NET Claro – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro.
MOSTRAS COMPETITIVAS:
Divididas por categorias, as mostras competitivas do Anima Mundi são: Curta (95 títulos), Curta Infantil (61), Longa-Metragem (3), Longa-Metragem Infantil (4), Galeria (27 filmes experimentais e um média-metragem do conhecido animador Bill Plympton, que será apresentado em Galeria Especial) e Portfólio (33 filmes publicitários ou feitos sob encomenda).Fora de competição existem as mostras Panorama (57 curtas internacionais que apresentam diversas tendências dentro da animação), Animação em Curso (53 trabalhos finais das melhores escolas de animação do mundo), Olho Neles! (29 curtas nacionais que merecem atenção) e Futuro Animador (42 filmes que utilizam as linguagens da animação para experiências educativas).Este ano, o Anima Mundi teve um número recorde de inscritos: 1.805 filmes, 45% a mais do que em 2017.Confira aqui a lista completa dos filmes selecionados para as mostras oficiais:
http://www.animamundi.com.br/pt/festival/filmes-selecionados-2018/Com tantas atrações e atividades, o Anima Mundi é a principal plataforma de fomento à animação do país e responsável pela formação de um público apaixonado, que todo ano lota suas sessões para assistir a curtas e longas de todos os continentes. O festival e o Anima Forum também formaram toda uma geração de realizadores, que fortalecem a indústria de animação e a cada ano ganham mais destaque no cenário internacional. Este ano é especialmente importante para a animação brasileira, que em junho de 2018 foi a grande homenageada no tradicional festival francês de Annecy, com mostras de curtas-metragens curadas pelo Anima Mundi e exibição de longas-metragens nacionais.

OS CONVIDADOS DO ANIMA MUNDI 2018   O Anima Mundi traz ao Rio e a São Paulo convidados renomados da animação para apresentar sessões, realizar debates com o público durante os Papos Animados, Masterclasses e com os participantes do Anima Forum, que é o segmento do festival voltado para a indústria e profissionais da animação que acontece paralelamente ao festival. São eles:

Anita Doron – Autora do roteiro adaptado do livro “The Breadwinner”, para o longa de mesmo nome, indicado ao Oscar® e premiado em Annecy em 2018.  A roteirista húngara-canadense, além de apresentar o filme, vai ministrar a masterclass “Narrativas Autênticas” sobre a criação de roteiros que acontecerá no Anima Forum do Rio e SP.

Carlos Saldanha – No dia 28 de julho, às 16h, no Cine Odeon NET Claro – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, no Rio, acontece a “Apresentação Especial: Sessão Petrobras Talentos apresenta Carlos Saldanha”. O diretor brasileiro apresentará O Touro Ferdinando, mostrará o making of e conversará com o público sobre o processo de criação do filme. Carlos Saldanha iniciou uma carreira marcada por sucessos, após realizar seu primeiro curta-metragem Time for Love (1993), codirigiu A Era do Gelo e Robôs, e dirigiu A Era do Gelo 2, A Era do Gelo 3, Rio, Rio 2 e O Touro Ferdinando. Foi indicado ao Oscar® de direção pela primeira vez com o curta Gone Nutty (2002), sendo novamente indicado com O Touro Ferdinando.

Gustavo Steinberg 
– Produtor executivo, roteirista e diretor. Acaba de concluir a animação de Tito e os Pássaros, selecionada para a competição oficial do Festival de Annecy em 2018, que terá estreia nacional no Anima Mundi. Seus outros filmes já ganharam prêmios como Melhor Filme Tribeca Festival (NY), Melhor Documentário Opera Prima no festival Latino Americano de Los Angeles, Digital Award no 60º Festival de Veneza, Seleção oficial do 37º Festival de Nova York, entre diversos outros. Nesta edição, Gustavo vai fazer uma palestra sobre a realização de Tito e os Pássaros.

Jean-Louis Padis – O francês falará sobre a interseção entre live-action e animação em sua aula magna sobre fotografia para stopmotion. Foi coprodutor de Negative Space, curta de Max Porter e Ru Kawahata que ganhou o prêmio de Melhor Filme do Anima Mundi 2017 e foi indicado ao Oscar® 2018. Jean coproduziu e fez a iluminação do novo filme em stop motion Guaxuma, da animadora brasileira Nara Normande, que entrou este ano para competição em Annecy e no Anima Mundi. No Anima Forum, em SP, Jean vai ministrar a masterclass “Fotografia para Stop Motion” no dia 1º de agosto.

Kevin O´Brien – O diretor americano é bastante conhecido por seu trabalho em Os Simpsons e nos filmes dirigidos por Brad Bird. Sua especialidade é storyboarding com ênfase em encenação e uso de câmera. Kevin trabalhou em A Era do Gelo (Blue Sky) e na Pixar há 18 anos em Os Incríveis 1 e 2, Carros e Wall-E, entre outros. Em São Paulo, Kevin vai ministrar a masterclass exclusiva “Petrobras Apresenta: Iniciando uma Sequência que Vende”, no Anima Forum SP, no dia 3 de agosto.

Matias Liebrecht – O paulistano que trabalhou com Tim Burton animando o longa Frankenweenie agora assina a animação de Isle of Dogs, novo filme do diretor Wes Anderson, com sessão especial no festival Anima Mundi no dia 25 de julho, às 20h, “Apresentação Especial: Isle of Dogs com parceria da FOX”. No Anima Forum em SP, Matias vai ministrar no dia 4 de agosto a Masterclass “A Eterna Batalha do Animador. Stop Motion ao Vivo”. O filme Isle of Dogs será exibido também no memorial da América Latina, em SP.

Nicolas Burlet – O produtor e diretor suíço Nicolas Burlet, fundador da Nadasdy Films, vai apresentar no Rio, no dia 26 de julho, a Mostra Suíça – Nadasdy Films, com produções selecionadas pela Swiss Films e que estiveram presentes em festivais como Berlim, Veneza, Cannes, Sundance, Clermont-Ferrand e Annecy. Nicolas também vai participar do Anima Forum RJ: em “Os Desafios e Oportunidades da Produção de Animação na Europa: Krishna Mahon entrevista o produtor Nicolas Burlet”, no dia 27 de julho, no Centro Cultural dos Correios.

Peter Peake– Diretor nascido no Reino Unido, Peter Peake fez seu primeiro curta-metragem em 1994, Pib and Pog, com o qual ganhou o McLaren Award no Edinburgh Film Festival, além da indicação para um BAFTA. É conhecido por seus trabalhos Humdrum (1999), indicado ao Oscar e ao BAFTA, e a serie Pib and Pog (1995), ambos produzido pela Aardman. Peter trabalha com 3D, stop motion e Flash. Peter participará do Papo Animado no Cine Odeon NET Claro – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, no dia 28 de julho, exibindo e comentando diversas produções.

Sam Morril– O novaiorquino Sam Morrill passa a maior parte do seu tempo assistindo a vídeos. Ele ingressou no Vimeo em 2009, onde atua como diretor de curadoria da plataforma. Em 2016, Sam liderou o lançamento do Vimeo Staff Pick Premières, um programa semanal em que os curtas-metragens mais celebrados do circuito de festivais estreiam exclusivamente no Vimeo. Sam vai dar a palestra: “Vimeo Staff Picks: 2008 – 2018” no dia 25 de julho, no Centro Cultural Correios.

Wesley Rodrigues – O animador brasileiro é destaque no Papo Animado de 27 de julho, no Odeon. Nascido em Goiânia, formou-se em Design Gráfico pela UFG, ilustrou vários livros, atuou como diretor de animação nos filmes O Ogro e Faroeste-Um Autêntico Western, este vencedor de vários prêmios, como o de melhor animação brasileira no Anima Mundi. Em 2014, lançou o curta Viagem na Chuva e, em 2017, O Violeiro Fantasma. Atualmente desenvolve projetos de HQs e animação. No Anima Forum RJ, vai ministrar a masterclass “Do Esboço Inicial ao Desenho Final: Como Se Faz uma Animação”, no dia 26 de julho, no Centro Cultural dos Correios.

FOCO ESPANHA
Organizado e produzido por: Centre de Cultura Contemporània de Barcelona e Acción Cultural Española. Em colaboração com: Filmoteca Española, Filmoteca de Catalunya, Movierecord, Tres60.bcn e Lobster. Como parte da homenagem à animação espanhola, o Anima Mundi irá receber:

Carolina López – A curadora apresentará no dia 27 de julho, Cine Odeon NET Claro – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, a Mostra Del Trazo ao Pixel, com mais de 40 curtas divididos em quatro sessões, que documentam e recuperam filmes históricos e independentes dos 100 anos da animação espanhola. A mostra foi apresentada no festival de Annecy, no MoMa e na National Gallery of Art de Washington, entre outros locais. Carolina é a atual diretora da Xcèntric – Cinema do Centro de Cultura Contemporânea de Barcelona – e do Animac Lleida, Festival Internacional de Cinema de Animação da Catalunha.

Guilhermo García Carsí – Um dos grandes destaques da programação do Rio, o espanhol Guilhermo vai compartilhar com o público os detalhes da criação da série Pocoyo, que se tornou uma referência em produções para crianças. Guilhermo é diretor criativo da El Señor Studio, uma produtora de animação, focada em animação 2D e 3D, ilustração e design de personagens, com o objetivo de movimentar os novos projetos de Guillermo. Atualmente estão trabalhando com a Disney Channels EMEA em desenvolvimento de séries originais. A apresentação Especial Pocoyo será no dia 29 de julho, no Cine Odeon NET Claro – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro.

Samuel Ortí Martí (SAM) – SAM é conhecido como diretor do premiado filme Pos Eso. Dedicou os últimos 20 anos de sua vida à animação, especialmente em stop motion, trabalhando em séries de TV, comerciais, curtas-metragens, entre outras colaborações com a fábrica da Aardman, sediada em Bristol, participando da série Creatures Conforts e do longa The Pirates!!. O animador também tem inúmeros curtas próprios, como Encarna, O Werepig e o recente longa-metragem Vicenta. Samuel participará de um Papo Animado na Mostra “Foco Espanha”, no dia 27 de julho, no Cine Odeon NET Claro – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro e participará também como convidado de um Programa Especial em SP, no dia 1º de agosto, com exibição do longa Pos Eso no Memorial da América Latina.

NO RIO, CINEMA AO AR LIVRE

Uma novidade do Anima Mundi no Rio é a volta da Praça Animada, agora em estilo open air, batizada de Praça Animada Guaraná Antarctica. Ela vai funcionar de 25 a 28 de julho, com duas sessões gratuitas diárias ao ar livre, às 18h30 e às 20h, na Praça dos Correios. Com iluminação especial, espreguiçadeiras e cadeiras, o local terá capacidade para até 300 pessoas, área de convivência e comidinhas gourmet em food trucks, food bikes e barracas, com opções variadas, sempre do meio-dia às 21h. A projeção será a laser em uma enorme tela de 9×5 metros, onde serão exibidos curtas não competitivos e a Sessão Especial Brasil em Annecy, com os curtas selecionados para o festival francês. A praça vai oferecer oficina de reciclagem para o público e uma kombi do Guaraná Antarctica distribuirá pipoca e refrigerante para o público.

SÉRIE DE TV
Pedro Eboli, Antonio Linhares, Beto Gomes e Joel Vieira, criadores da série nacional Oswaldo, farão uma apresentação no Cine Odeon NET Claro – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, dia 29 de julho, e em SP, no dia 5, no Memorial da América Latina. Sucesso absoluto no Cartoon Network e na TV Cultura, a série é sobre um pinguim que vive em uma família humana. Será montada também uma exposição de Oswaldo na Casa França Brasil, no Rio, e exposição e um game temático de Oswaldo, no Memorial da América Latina, em São Paulo.

ESPAÇO ANIMADOR
Na Casa França Brasil e no foyer do Memorial da América Latina vai funcionar o Espaço Animador, local para o lançamento de livros e exposições de trabalhos autônomos, para profissionais da área se conhecerem e exporem seus trabalhos. Haverá o lançamento do livro Animação Brasileira – 100 Filmes Essenciais, do Canal Brasil, Abraccine e ABCA. Também será lançado Imaginário Coletivo, de Wesley Rodrigues, e haverá a venda do livro Aparecida, a Menina com Cabelo de Brasil!, de Alexandre Bersot.

LOJINHA ANIMA MUNDI
A loja oficial do festival vai vender os produtos licenciados da marca Anima Mundi e o livro Os Óculos Mágicos de Charlotte, da ilustradora e escritora Vivian Suppa, lançado pela editora Callis. O livro originou uma série lançada em junho deste ano em um canal próprio no Youtube chamada Charlotte Lunette, com roteiro de Miguel Falabella e direção geral de Filipe Fratino.

ANIMA EDUCA
Anima Educa é um espaço reservado para abrigar e divulgar ações educativas e sociais de instituições, universidades, escolas, estúdios, produtoras e outros agentes ligados ao desenvolvimento da linguagem de animação. Nos estandes do Anima Educa o público do Festival poderá se conectar a diversas atividades pelas quais a animação pode contribuir com a formação social e educativa das pessoas.

Iniciativas deste ano:

– Equipe de jovens estudantes de audiovisual do programa Nave, da Oi Futuro, que irá oferecer ao o público a oportunidade de criar gifs personalizados durante o festival no Rio de Janeiro.

– Estande do Anima Mundi divulgando seus projetos sociais e educativos, como o Anima Escola.

– Exposição do processo criativo da série Oswaldo, da Birdo Studios.

– Espaço Charlotte Lunette, personagem brasileira animada que é um sucesso nas redes sociais. O Anima Mundi vai reproduzir a casa dela em São Paulo, para que as crianças possam conhecê-la de perto.No Rio a loja oficial vai estar situada na Casa França Brasil e, em São Paulo, no foyer do Memorial da América Latina.

ESPAÇO DE VR OI 360°
O espaço para assistir filmes de animação em Realidade Virtual será montado no CCBB RJ e no Memorial da América Latina, em São Paulo. Oi 360º apresenta obras de estúdios conhecidos como Aardamn e National Film Board do Canadá, e outros que são pioneiros em VR, como Baoba, Penrose, Fable, Google Spotlight e Arvore. Alguns conteúdos serão interativos.

ACESSIBILIDADE
A sessão AnimaAzul, programada especialmente para crianças autistas, será no dia 28, às 10h, no Cine Odeon NET Claro – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro. A Animaterna, para bebês de até 18 meses, acontece no dia 29 de junho, às 10h, também no Odeon. Nestas sessões o espaço, o ambiente e o som serão cuidadosamente preparados para receber esse público tão especial com suas famílias e para proporcionar uma experiência cinematográfica inesquecível.

OS ESPAÇOS DO ANIMA MUNDI NO RIO E EM SP
No Rio, o festival será realizado nos seguintes locais: Cine Odeon NET Claro – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, Centro Cultural Justiça Federal, Centro Cultural dos Correios, Praça dos Correios, Casa França Brasil e o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Em São Paulo, a sede do festival será no Memorial da América Latina, com sessões também na Sala Cinusp Paulo Emílio, no Centro Cultural São Paulo, no Cine Caixa Belas Artes, no Centro Cultural Banco Do Brasil e circuito SPcine (nas salas SPcine Olindo, SPcine Roberto Santos, SPcine Cidade Tiradentes e nos CEUs).

ANIMA MUNDI EM NÚMEROS, DESDE 1993

PÚBLICO: MAIS DE 1,5 MILHÃO DE PESSOAS

MAIS DE 11 MIL FILMES EXIBIDOS, DE 70 PAÍSES

MAIS DE 120 MIL ANIMAÇÕES CRIADAS NAS OFICINAS
 

ANIMA MUNDI NO OSCAR®

O Anima Mundi é qualificado pela Academy of Motion Pictures Arts and Sciences (Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA) e o curta vencedor do Grande Prêmio Anima Mundi é elegivel a participar das seleções para a disputa do Oscar®. No Grande Prêmio Anima Mundi 2017, o francês Negative Space, dos diretores Max Porter (EUA) e Ru Kuwahata (Japão), foi premiado, indicado pelo Anima Mundi e entrou na disputa do Oscar® 2018. Outros dois curtas indicados pelo Anima Mundi foram candidatos à disputa do Oscar®: em 2013 Head Over Heels, do Reino Unido (Melhor Filme Anima Mundi 2012), e, em 2014: Feral, coprodução Portugal e EUA (Melhor Filme Anima Mundi 2013).

ANIMA MUNDI NA FLIP
Outra novidade desta edição é que o festival vai marcar presença, pela primeira vez, na Feira Literária de Paraty (FLIP), com sessões de curtas-metragens exibidas no recém-reformado cinema da cidade, ampliando a difusão do conhecimento sobre literatura e animação no Brasil. O Anima Mundi na FLIP acontece no mesmo período dos dois festivais, entre 21 e 29 de julho, com a exibição de oito sessões de curtas de animação, com curadoria especial voltada para o público da Festa Literária de Paraty.

ANIMA MUNDI NO FESTIVAL DE ANNECY
Em junho o Festival de Animação de Annecy, na França, homenageou a animação brasileira e o Anima Mundi foi convidado para assinar a curadoria das mostras especiais de filmes brasileiros e ter um jurado de uma categoria competitiva. Como já é tradição, alguns filmes premiados na última edição de Annecy também estarão na programação do Anima Mundi.

Destaque para Leica – Everything in Black and White, de Mateus de Paula Santos, que venceu em Annecy na categoria de Filmes para a TV. Ele foi selecionado para a edição 2018 do Anima Mundi e, na Praça Animada Guaraná Antarctica, o público carioca poderá assisti-lo nas mostras especiais de filmes brasileiros exibidas em Annecy.

ANIMA MUNDI NO CANAL BRASIL

O Anima Mundi reuniu um rico acervo de curtas-metragens de animações brasileiras, produzidos nas mais variadas plataformas da indústria audiovisual. Com exibição aos sábados, às 21h30, no Canal Brasil, o programa Anima Mundi Brasil estreia sua oitava temporada em 21 de julho, primeiro dia do festival. A série busca desvendar as diferentes abordagens da arte animada, suas mais diversas estéticas e formatos de produção. A vinheta de abertura do programa é produzida por Wesley Rodrigues, um dos convidados do festival.

MARATONA ANIMADA SENAI
O Anima Mundi, em parceria com o SENAI, lança um desafio criativo para um grupo de animadores previamente inscritos. Eles precisam desenvolver um curta-metragem em sete dias contendo tema e elemento-surpresa obrigatório escolhido pelo festival. As produções vão ser avaliadas por um júri técnico nos quesitos animação, roteiro, arte, edição e som. Os três filmes finalistas serão exibidos no encerramento do Anima Mundi no Rio. A equipe vencedora ganhará R$ 5 mil, além de bolsas de estudo para cursos de animação do SENAI.

CINEMÃO ANIMA MUNDI
Projeto que leva cinema às comunidades pacificadas do Rio de Janeiro com um carro inspirado no “caveirão” da PM carioca. O próprio carro é usado como sala de projeção itinerante, com uma tela inflável gigante de 4,5m de altura por 10m de largura. O projeto Cinemão, idealizado e dirigido por Cid Cesar Augusto, apresenta aos moradores das comunidades produções independentes nacionais, com o slogan “Veículo de Ocupação Tática da Cultura”.

Nos dias 21, 22, 28 e 29 de julho, o Cinemão vai exibir sessões nas comunidades Quilombo Cafundá Astrogilda (Vargem Grande), Sepetiba, Bangu e Caxambi, para um público esperado de 400 pessoas.

ANIMA FORUM 2018
Pensado também para os profissionais do ramo, brasileiros e estrangeiros, o Anima Forum promoverá palestras, mesas redondas e masterclasses voltadas para os interessados no desenvolvimento do mercado de animação. No Rio de Janeiro ele acontece de 24 a 27 de julho, no Centro Cultural Correios. Em São Paulo, o Anima Forum será de 1º a 4 de agosto no Memorial da América Latina.

Nesta edição, o Forum vai abordar três áreas de interesse: o mercado, o profissional e a obra. Assim, as reflexões acerca da realidade e desafios da animação brasileira, conhecimentos inovadores e experiências de grandes profissionais e o conteúdo artístico e técnico dos produtos conduzirão as palestras, debates e mesas-redondas.

Nas tradicionais masterclasses, os convidados serão Wesley Rodrigues, autor de uma obra absolutamente original, que mostrará seu processo de trabalho e criação de filmes em animação, Anita Doron, autora do roteiro do longa The Breadwinner, que dará sua contribuição em uma área ainda muito carente, a criação de roteiros, e Jean-Louis Padis que demonstrará a intersecção entre live-action e animação em sua aula sobre fotografia para stopmotion.

Um dos destaques da programação do Rio, Guillermo García Carsí, autor de Pocoyo, vai compartilhar com o público os detalhes da criação desta série que se tornou uma referência em produções para crianças.

Ainda dentro da programação do Forum, o Anima Business é dedicado ao intercâmbio entre produtores e compradores, e o Anima Coaching seleciona projetos para que produtores recebam orientação de profissionais sobre como inseri-los no mercado.

Para quem tem interesse em projetos de séries, longas e outros formatos comerciais de animação, o Anima Coaching contará com a presença de consultores dispostos a analisar e aperfeiçoar os projetos inscritos, visando aprimorá-los. Os participantes ainda concorrem ao Prêmio Supercoaching, que seleciona o destaque do Anima Coaching, que recebe uma consultoria aprofundada de um estúdio de animação onde acompanhará in loco os processos de produção de um show animado para TV. Esse ano será no estúdio SPLIT STUDIO. Além disto, o selecionado receberá o convite para participar do MAI, mercado de animação do festival Chilemonos, em Santiago e duas credenciais para participar do Rio2C 2019.

As Rodadas de Negócios também orientam projetos em estágio avançado, contribuindo para os últimos ajustes necessários para suas comercializações, bem como indicações de potenciais canais de distribuição ou modelos de viabilidade.

Outras temáticas relevantes, como a representatividade da mulher dentro da indústria de animação, as oportunidades de negócios dentro e fora do país, mecanismos de financiamento, entre outras, serão apresentadas e discutidas por profissionais de diversas funções nas mesas-redondas.

CURSOS

Ao longo de todo ano, a plataforma Anima Mundi oferece cursos em sua sede, em Botafogo (RJ), ou em parceria com outras instituições dentro e fora do eixo Rio-São Paulo, visando a capacitação de iniciantes ou profissionais para trabalhar com a linguagem da animação. Entre as aulas oferecidas estão ateliê de desenho, curso de design de personagem, criação de bonecos para stop motion, entre outras opções.

ANIMA ESCOLA
O Anima Mundi acredita na animação como fonte de conhecimento e desenvolvimento de habilidades essenciais para a futura vida profissional – e criativa – de crianças e jovens. Esse projeto contínuo de formação de educadores e professores das redes pública e privada qualifica professores e alunos a criarem os seus próprios filmes em sala de aula, possibilitando o acesso a novos modos de produção de conhecimento e tornando-os multiplicadores dessa linguagem. Ao longo de 16 anos, desde a sua criação, o projeto já alcançou 2.700 professores e multiplicadores e cerca de 15 mil alunos já foram atendidos no Rio de Janeiro e em diversas regiões do Brasil, como Volta Redonda (RJ), Macaé (RJ), Niterói (RJ), Angra dos Reis (RJ), Campinas (SP) e Suzano (SP) entre outras.

MOSTRA DE CINEMA ANIMA MUNDI 2018
Reúne as melhores atrações de cada edição do festival, com sessões de filmes. Este ano, acontecerá de 8 a 12 de agosto, no Centro Cultural Banco do Brasil – DF.

ANIMA MUNDI ITINERANTE
Reúne os destsques de cada edição do festival e circula por diversas cidades do Brasil, com sessões de filmes e oficinas do Estúdio Aberto. Este ano, já está confirmada passagem por Salvador, de 24 a 26 de agosto, no Caixa Cultural Salvador.

SOBRE OS DIRETORES
Desde 1993, Aída, Cesar, Léa e Marcos têm a árdua, mas feliz missão de realizar a curadoria de todas as mostras do Anima Mundi, selecionando entre milhares de títulos (este ano foram 1.805 inscritos) as melhores produções. Os quatro são coautores do livro Animation Now, publicado em seis idiomas pela editora Tashen. Conheça o perfil de cada um e o da diretora executiva do festival:

Aída Queiroz – Graduada em Belas Artes pela UFMG, é diretora de animação formada pelo convênio National Film Board of Canada / Embrafilme que resultou em seu primeiro curta-metragem NOTURNO, vencedor do Prêmio Coral Negro de Havana em 1987. É sócia da produtora carioca Campo 4, que se destaca por produções para a Rede Globo como a abertura da novela Cordel Encantado e aberturas de séries como Brasil a Bordo, de Miguel Falabella. Dirigiu a abertura em animação da novela Orgulho e Paixão, também da Rede Globo.

Cesar Coelho – Dirigiu mais de 250 obras de animação, destacando-se a animação para as minisséries Hoje é Dia de Maria, Afinal o que Querem as Mulheres, Quem Sou Eu e para novela Meu Pedacinho de Chão. Consultor no processo de desenvolvimento das mascotes dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio2016. Coordenador de animação para a Cerimônia de Encerramento dos Jogos Olímpicos Rio2016.

Léa Zagury – Formada em Comunicação Visual pela PUC Rio, participou do programa de animação do National Film Board of Canadá/Embrafilme e fez Mestrado em Cinema de Animação Experimental no California Institute of the Arts. Dirigiu cinco curtas de animação, sendo que Karaíba (1994) foi premiado em festivais de animação internacionais. Trabalhou na PDI como animadora de efeitos especiais e na Turner Feature Animation como artista de desenvolvimento de longas.

Marcos Magalhães – Cineasta de animação autor de Meow! (Prêmio Especial do Júri em Cannes), Animando (filmado no National Film Board of Canadá) e do ratinho de massinha do Castelo Ra-tim-bum, entre outros. Foi o Coordenador do Núcleo de Animação da Embrafilme e o responsável pela formação de animadores durante o acordo com o NFB. É também Professor Doutor de Animação na PUC-Rio.

Fernanda Cintra – Diretora executiva do Anima Mundi, Fernanda é publicitária e membro do Project Management Institute – NY, especializada em gerenciamento de projetos. Em NY, atuou como gerente do departamento de teatro do City Parks Foundation – SummerStage, e gerente de programação do Apollo Theater Foundation. Fernanda faz parte do time de “readers” dos programas de fellowship da organização The Playwrights Realm. Em 2017, assumiu a direção executiva do Anima Mundi.

PREMIAÇÃO

GRANDE PRÊMIO ANIMA MUNDI
Atribuído conjuntamente pelo Júri Profissional e pelos diretores do festival para a Categoria Curta-Metragem. Concorrem todos os curtas em competição, nacionais e estrangeiros e o vencedor é candidato a disputar uma vaga no Oscar®. Valor do prêmio: R$ 15 mil.

PRÊMIOS – JÚRI POPULAR
O público do Festival Anima Mundi elege por voto direto, com prêmios separados para Rio de Janeiro e São Paulo, os melhores curtas-metragens das seguintes categorias, com prêmios separados para cada cidade: Melhor Curta de Estudante Valor (R$ 4 mil), Melhor Curta Infantil (R$ 5 mil); Melhor Curta Brasileiro (R$ 8 mil); Melhor Curta (R$ 10 mil). Os longas-metragens serão premiados pela média da votação dos públicos de Rio de Janeiro e São Paulo, com um prêmio único para cada categoria: Melhor Longa Infantil (R$ 5 mil), Melhor Longa (R$ 5 mil) – a cerimônia de premiação dos longas é realizada em São Paulo.

PRÊMIOS – JÚRI PROFISSIONAL
Um colegiado composto por animadores, cineastas, jornalistas, artistas plásticos, músicos e demais profissionais ligados à arte da animação, confere prêmios específicos em quatro categorias profissionais para os curtas-metragens das categorias ‘Curtas’ e ‘Curtas Infantis’, além de deliberar também o prêmio para a categoria ‘Galeria’ e o Grande Prêmio Anima Mundi em conjunto com a direção do festival (acima). Melhor Roteiro (R$ 4 mil), Melhor Concepção Sonora (R$ 4 mil), Melhor Direção de Arte (R$ 4 mil), Melhor Técnica de Animação (R$ 4 mil), Prêmio Galeria (R$ 4 mil), Melhor Filme de Encomenda – Portfólio (R$ 4 mil). Além disso, os vencedores – tanto os selecionados pelo júri popular quanto os pelo júri profissional – recebem, também, o troféu Anima Mundi.

PRÊMIO CARLOS SALDANHA
Do Brasil para o Brasil. Os curtas-metragens brasileiros presentes nessa edição do Anima Mundi irão concorrer a dois prêmios especiais que serão concedidos pelo próprio Carlos Saldanha: o Prêmio Melhor Curta Brasileiro, no valor de R$ 5 mil e o Prêmio Melhor Curta de Estudante Brasileiro, no valor de  R$ 3 mil.

PRÊMIO CANAL BRASIL
Um júri composto por jornalistas e críticos de cinema escolhe o melhor curta brasileiro em competição, que além de ser exibido na grade de programação da TV, recebe o Troféu Canal Brasil e R$ 15 mil. O filme se classifica também para o Grande Prêmio Canal Brasil, no valor de R$ 50 mil. Criado em 1998, o Prêmio Canal Brasil é realizado nos 12 principais festivais de cinema brasileiros e tem como objetivo incentivar a produção, a exibição e a divulgação de curtas-metragens.

PRÊMIO ACCRJ – ASSOCIAÇÃO DE CRÍTICOS DE CINEMA DO RIO DE JANEIRO

A Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro, representada por Rodrigo Fonseca, irá conceder dois prêmios para essa edição do Anima Mundi: o de Melhor Curta Nacional e o de Melhor Longa. A premiação será no Rio de Janeiro e os ganhadores receberão um diploma da Associação.

“Coucouleurs”


SERVIÇO

Rio de Janeiro: 21 a 29 de julho
Cine Odeon NET Claro – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro
Praça Floriano, 7 – Centro
Capacidade: 550 lugares
Funcionamento: Terça a Domingo, das 11h30 às 22h | Informações: (21) 2240-1093
Vendas online: ingresso.com
Ingressos: inteira R$ 16 e meia R$ 8
CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil
Rua Primeiro de Março, 66  – Centro
Cinema 1: 102 lugares
Cinema 2: 52 lugares
Funcionamento: Quarta a Segunda, das 9h às 21h | Informações: 3808-2052 ou 3808-2049.
Vendas no local e online: eventim.com.br
Ingressos: inteira R$ 10 e meia R$ 5
CCJF – Centro Cultural da Justiça Federal
Av. Rio Branco, 241 – Centro
Capacidade: 56 lugares
Funcionamento: Terça a Domingo, das 12h às 19h| Informações: (21) 3261-2550
Ingressos: inteira R$ 16 e meia R$ 8. Inclui sessões gratuitas
Centro Cultural Correios
Rua Visconde de Itaboraí, 20 – Centro
Funcionamento: Quarta a Domingo, das 12h às 19h| Informações: (21) 2219-5310
Teatro: 152 lugares
Sala de vídeos: 50 lugares
Ingressos: inteira R$ 16 e meia R$ 8. Inclui sessões gratuitas
Casa França-Brasil
Rua Visconde de Itaboraí, 78 – Centro
Funcionamento: 10h às 22h| Informações: (21) 2219-5310
Atividade na área externa
Ingressos: inteira R$ 16 e meia R$ 8São Paulo: 1º a 5 de agosto

Memorial da América Latina

Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda
Plateia A: 1009 lugares
Plateia B: 789 lugares
Funcionamento: Terça a domingo, de 9h às 18h
Caixa Belas Artes
Rua Consolação, 2423 – Consolação
Sala Cândido Mendes: 274 lugares
Sala Aleijadinho: 144 lugares
Funcionamento: Quarta a Domingo, das 13h30 às 21h30
Informações: (11) 2548-7553
Vendas Online: ingresso.com
Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB SP
Rua Álvares Penteado, 112 – Centro
Lotação: 70 lugares
Funcionamento: Quarta a Segunda, das 9h às 21h
Informações: (11) 3113-3651
Vendas no local
Centro Cultural São Paulo – CCSP
Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso
Sala Paulo Emilio: 99 lugares
Sala Lima Barreto: 99 lugares
Funcionamento: Terça a Domingo, das 10h às 22h
Informações: (11) 3397-4002
Vendas no local

CINUSP

1 do Anfiteatro, 181 – Butantã
Capacidade:100 lugares
Funcionamento: Segunda à sexta, de 9h às 20h30. Sessões 16h e 19h.
Informações: (11) 3091-3540
Entrada por ordem de chegada até a lotação da salaSESSÃO PÓS-FESTIVALCCBB Brasília – Centro Cultural Banco do Brasil
De 8 a 12 de agosto de 2018
SCES, Trecho 02, lote 22 – Brasília
Funcionamento: Terça a domingo, das 9h às 21h | Informações: (61) 3108-7600
Ingressos: inteira R$ 10 e meia R$ 5O Festival Anima Mundi é apresentado pelo Ministério da Cultura, Secretaria de Estado da Cultura do Rio de Janeiro, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e Petrobras. O evento conta com o patrocínio prata do Centro Cultural Banco do Brasil, patrocínio bronze do BNDES, Ambev, Apex e Oi. Os patrocinadores são: LiQ, SPCine, Prefeitura de São Paulo, Rio Filme, Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Cultura e Firjan. Além dos patrocinadores o evento tem o apoio institucional dos seguintes parceiros: Instituto Odeon, Centro Cultural Correios, Casa França – Brasil, Centro Cultural São Paulo, Memorial da América Latina e Jleiva Cultura & Esporte. O evento tem como parceiro de negócio o Sebrae e apoio da Faber Castell.Realização: Anima Mundi

Programação completa: WWW.ANIMAMUNDI.COM.BR

 

 COBERTURA:

RAPHAEL GOMIDE (abertura do evento) e MARIANE BARCELOS  (cabine de imprensa)

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Raphael Gomide
Fundador e Diretor Geral do ArteCult.com, Sócio-fundador e editor do QuadriMundi, ambos projetos da Webstaff, sua empresa que está sendo estruturada e que também gerencia outros portais como o BandasNovas, OlheiroMusical, Bullyng nas Escolas, Reação Adversa e CasarOnLine. Apaixonado pela sua família e por toda forma de ARTE e CULTURA. No Facebook, administra vários grupos tais como Dicas de Filmes, Dicas de Livros, Dicas de Músicas , além das páginas Futuristiko (sócio-fundador), Infância80, Olheiro Musical, Bullying nas Escolas, Reação Adversa e Portal TEAmigo (app em desenvolvimento para a comunidade TEA - Transtorno do Espectro Autista).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *