“Um Casal Inseparável”: Com Nathalia Dill e Marcos Veras, longa estreia nesta quinta nos cinemas

Longa tem direção de Sergio Goldenberg

Nathalia Dill e Marcos Veras vivem o equilíbrio delicado de um relacionamento amoroso na comédia romântica “Um Casal Inseparável” que estreia nesta quinta, 9 de setembro, nos cinemas do Rio de Janeiro, Niterói, São Paulo, Ribeirão Preto, Brasília, Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Maringá, Brusques e São Bento do Sul. A história original é de Sergio Goldenberg (“Bendito Fruto”), que assina também a direção. A produção é da TvZERO, em coprodução com Trópico Arte & Comunicação, Globo Filmes e Telecine. A distribuição é da H2O Films.

Na história, Nathalia Dill é a professora de vôlei de praia Manuela, autoconfiante e independente, ela está sempre pronta para defender o que acredita e não pauta sua felicidade a ter um relacionamento. Veras vive Léo, pediatra bem-sucedido, carismático e extremamente sedutor. Os dois se apaixonam e passam a viver juntos, mas um mal entendido acaba em separação. Também estão no elenco Stepan Nercessian e Totia Meirelles, os pais de Manuela, Danni Suzuki, Claudio Amado, Ester Dias, Carlos Bonow, Junno de Andrade e Cridemar Aquino.

CONFIRA O TRAILER

O roteiro do filme é de Goldenberg e George Moura (“Getúlio” e “Redemoinho”). A dupla assina junta as séries “O Canto da Sereia” (2013), “Amores Roubados” (2014), “O Rebu” (2014), “Onde Nascem os Fortes” (2018), e a minissérie “Onde Está Meu Coração”. O fundador e diretor artístico da Companhia Atores de Laura, Daniel Herz, é o responsável pela preparação do elenco.

Sinopse

Manuela (Nathalia Dill) é professora de vôlei de praia, determinada e autoconfiante. Ela nunca pautou sua felicidade a um relacionamento e não planeja se casar. Léo (Marcos Veras) é um pediatra bem-sucedido, carismático e extremamente sedutor. Os dois se apaixonam e passam a levar uma vida juntos, mas um desencontro acaba provocando a separação. Em meio a brigas e momentos de nostalgia, e com a ajuda da manipuladora Esther (Totia Meirelles), mãe de Manuela, os dois vão descobrir se são mesmo inseparáveis.

Confira mais imagens do longa:

Elenco

  • Nathalia Dill – Manuela
  • Marcos Veras – Leo
  • Totia Meireles – Esther
  • Stepan Nercessian – Isaías
  • Ester Dias – Rita
  • Danni Suzuki – Cristina
  • Junno Andrade – Dr. Ricardo
  • Claudio Amado – Péricles
  • Carlos Bonow – Paulo Edu
  • Cridemar Aquino – Adão

 

FICHA TÉCNICA

  • Direção: Sergio Goldenberg
  • Produção: Roberto Berliner
  • Roteiro: Sergio Goldenberg e George Moura
  • Colaboração de Roteiro: Laura Rissin
  • Produção Executiva: Anna Julia Wernek, Leo Ribeiro e Rodrigo Letier
  • Direção de Fotografia: Henrique Vale
  • Direção de Arte: Rafael Cabeça
  • Montagem: Leonardo Gouvea
  • Direção de Produção: Henrique Castelo Branco
  • Coordenação de Pós-produção: Cel Mattos
  • Som Direto e Supervisão de Som: José Moreau Louzeiro
  • Mixagem: Breno Poubel
  • Figurino: Domingos de Alcântara e Veronica Schliemann
  • Maquiagem: Auri Mota
  • 1ª Assistência de Direção: Guilherme Camurati
  • Preparador de Elenco: Daniel Herz
  • Produção de Elenco: Ciça Castello
  • Produção: TvZero
  • Coprodução: Trópico Arte & Comunicação, Globo Filmes & Telecine
  • Patrocínio: Governo do Estado do Rio de Janeiro/ SEC, RioFilme, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e da Lei do ISS, Hoteis Othon
  • Investimento: BRDE, Fundo Setorial do Audiovisual, ANCINE
  • Distribuição: H2O Films
  • Classificação: 12 anos

 

Sergio Goldenberg – Direção e Roteiro

Nathalia Dill , o diretor Sergio Goldenberg e Marcos Veras. Foto: Rachel Tanugi.

Estudou cinema na Universidade Federal Fluminense (RJ) e iniciou sua carreira como jornalista e colaborador de Eduardo Coutinho. Escreveu e dirigiu o filme Bendito Fruto (2005). Desde 1995, é autor roteirista da TV Globo. Foi redator e roteirista dos programas “Brasil Legal”, “Por Toda Minha Vida”, “Força Tarefa” e “O Caçador”, entre outros. Seus mais recentes trabalhos como autor e roteirista são as minisséries “O Canto da Sereia” (2013), “Amores Roubados” (2014), o remake da novela “Rebu” (2014), em parceria com George Moura. É autor, também em parceria com George Moura, da supersérie da TV Globo “Onde Nascem os Fortes” (2018) e da minissérie, “Onde Está Meu Coração”, uma das mais vistas do Globoplay.

George Moura – Roteiro

Roteirista formado em Jornalismo pela PUC de Campinas, São Paulo, e com mestrado em artes cênicas pela ECA/USP. Em 2008, escreveu em parceira com Daniela Thomas o roteiro de “Linha de passe”, indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes. É roteirista dos longas “Getúlio” (2014), de João Jardim, “Redemoinho” (2016), de José Luiz Villamarim e “O Grande Circo Místico” (2018), de Cacá Diegues. Por seus trabalhos na TV, já foi indicado sete vezes ao Emmy International Awards. Em parceria com Sergio Goldenberg, escreveu “O Canto da Sereia” (2013), “Amores Roubados” (2014), “O Rebu” (2014), “Onde Nascem os Fortes” (2018) e a minissérie, do Globoplay, “Onde Está Meu Coração”, que foi selecionada para o Festival de Berlim 2020, na categoria Berlinale Serie Market Screenings, e uma das mais vistas do streaming.

Daniel Herz – Preparador de elenco

Premiado diretor, professor, ator e autor. É fundador e diretor artístico da Companhia Atores de Laura desde 1992. Desde 1988 dá aulas de teatro na Casa de Cultura Laura Alvim. Dirigiu também outros espetáculos fora do grupo, tais como “Zastrozzi”(de Georg F. Walker), “Geraldo Pereira, um escurinho brasileiro” (de Ricardo Hofstetter), “Nós no tempo” (de Marcius Melhem), “Otelo da Mangueira” (de Gustavo Gasparani), “Tom e Vinícius” (de Daniela Pereira e Eucanaã), “O Barbeiro de ervilha” (adaptação de Vanessa Dantas), Nadistas e Tudistas ( adaptação de Renata Mizrahi), “A importância de ser perfeito” (de Oscar Wilde com adaptação de Leandro Soares), “O elixir do amor”(adaptação de Vanessa Dantas), Fonchito e a Lua (adaptação de Pedro Brício), “As Bodas de Fígaro”, com tradução de Barbara Heliodora, “Acorda para cuspir” (de Eric Bogosian), “Tudo que há flora”, (de Luiza Prado), “A vida de Galileu” (de Bertold Brecht), “Valsa n:6” (de Nelson Rodrigues). Em 2016, dirigiu a ópera “Mozart e Salieri” (de Rimsky-korsakov). Em 2017 dirigiu “Ubu Rei”, de Alfred Jarry, com Marco Nanini; “Perdoa-me por me traíres”, de Nelson Rodrigues e “Fulaninha e Dona Coisa”, de Noemi Marinho. Em janeiro de 2018 dirigiu “Conexão: Solidão e “Cálculo Ilógico”, de Jessica Menkel. Em janeiro de 2019 estreou “Ódio”, ideia e dramaturgia de Daniel Herz.

 

TvZERO – Produção

A TvZero é uma produtora carioca criada com o objetivo de contar histórias de relevância artística, social e cultural, através de projetos audiovisuais, apostando na renovação da linguagem audiovisual, na qualidade técnica e no sucesso comercial. Ao longo dos seus 30 anos, produziu 30 longas-metragens, que levaram mais de 2,7 milhões de espectadores aos cinemas e foram exibidos em mais de 200 festivais, dos quais se destacam “Meu Nome é Daniel” (Daniel Gonçalves), exibido no IDFA e qualificado ao Oscar de Melhor Documentário pelo Festival Internacional de Cine de Cartagena de Índias; “Benzinho” (Gustavo Pizzi), abertura do Festival de Sundance 2018; “Gabriel e a Montanha” (Fellipe Barbosa), vencedor de dois prêmios na Semana da Crítica no Festival de Cannes 2017 e “Nise – O Coração da Loucura” (Roberto Berliner), vencedor de mais de 20 prêmios em festivais internacionais. Na TV, se destacam as 4 temporadas da série “#MeChamaDeBruna” realizada em coprodução com a FOX e vendida para 13 países, e a série documental “Eu Sou Assim” (Duda Vaisman e Calvito Leal), indicada ao Emmy Internacional 2018 na categoria de Melhor Documentário.

Globo Filmes – Coprodução

A Globo Filmes atua como produtora e coprodutora de filmes brasileiros com foco na qualidade artística e na diversidade de conteúdos que valorizam a nossa cultura, maximizando a audiência no cinema e demais janelas.

Desde 1998, participou de mais de 400 filmes, levando ao público o que há de melhor do cinema brasileiro; comédias, romances, documentários, infantis, dramas e aventuras. Fazem parte de sua filmografia recordistas de bilheteria, como ‘Tropa de Elite 2’ e ‘Minha Mãe é uma Peça 3’ – ambos com mais de 11 milhões de espectadores –, sucessos de crítica e público como ‘2 Filhos de Francisco’, ‘Aquarius’, ‘Que Horas Ela Volta?’, ‘O Palhaço’ e ‘Carandiru’, e longas premiados no Brasil e no exterior, como ‘Cidade de Deus’ – com quatro indicações ao Oscar – e ‘Bacurau’, que recebeu o prêmio do Júri no Festival de Cannes.

Telecine – Coprodução

Telecine é um hub de cinema. Joint venture da Globo e dos maiores estúdios de Hollywood, reúne mais de 2.000 filmes, dos mais variados gêneros, selecionados por uma curadoria especializada e comprometida, que alia tecnologia e inovação para promover a melhor experiência. Pela internet, a plataforma de streaming é a única dedicada exclusivamente ao cinema. Lançamentos exclusivos e clássicos de grandes estúdios de Hollywood, filmes nacionais e do mercado independente compõem o acervo mais completo da área. Líder de audiência na TV paga no Brasil, reúne, em seis canais lineares segmentados por gênero, as produções que o público quer ver. Pela internet ou na TV, Telecine proporciona seu momento cinema quando e onde você quiser. Acesse telecine.com.br

H2O Films – Distribuição

Fundada em 2012, a H2O Films é uma distribuidora de Cinema com capital 100% nacional. Sua missão é potencializar ao máximo o desempenho dos filmes que lança. Em um mercado altamente competitivo, a H2O Films busca tratar e pensar cada projeto de forma exclusiva. Para isso, tem como grande diferencial a expertise em marketing e o know-how em programação de sua equipe.

A empresa é responsável pela distribuição de mais de 30 filmes, em 2014 lançou “Made in China”, com direção de Estevão Ciavatta e protagonizado por Regina Casé, com mais de 400 mil espectadores; “Cássia Eller”, de Paulo Henrique Fontenelle, que, com 72 mil espectadores, se tornou um dos documentários mais bem-sucedidos de mercado e de crítica; “Vai Que Cola – O Filme”, com a maior bilheteria de abertura nacional do ano de 2015, que contou com um público de mais de 3,2 milhões de espectadores; a continuação da comédia de Andrucha Waddington “Os Penetras 2 – Quem dá mais?” e os longas “Um Tio Quase Perfeito”, ambos com Marcus Majella, ambos em 2017. Em 2018, lançou “O Grande Circo Místico”, de Cacá Diegues, indicado pelo Brasil a concorrer a uma vaga ao Oscar, e, em 2019, a sequência da comédia “Vai Que Cola 2- O Começo” e o show “Roberto Carlos em Jerusalém 3D” que fez mais de 70 mil de público.

Entre outubro de 2020 e maio de 2021, período duramente afetado pela pandemia de Covid-19, a distribuidora lançou 4 comédias para toda a família em formato híbrido de cinema e streaming: “Não Vamos Pagar Nada”, com Samantha Schmütz e Edmilson Filho, “De Perto Ela Não é Normal”, com Suzi Pires e grande elenco, “Um Tio Quase Perfeito 2”, continuação da história protagonizada por Marcus Majella, e “Missão Cupido”, de Rodrigo Bittencourt.

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

CINEMA & COMPANHIA
Críticas, Séries, notícias, Mundo Geek! Siga o @cinemaecompanhia no Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *