Talentos da Cena Eletrônica: Vallent, carioca, multi-instrumentista, cantor, compositor, produtor e DJ

 

Nascido no Rio de Janeiro, Produtor e DJ a 15 anos, o carioca de 34 anos, Luis Valente é o nome por trás do projeto Vallent. Multi-instrumentista, cantor, compositor, produtor, DJ e ainda um dos principais instrutores de produção musical do Aimec Rio. Vallent agora quer muito mais, quer emocionar por onde passa, quer levar sua música para o Brasil e o mundo.

Conheça agora a trajetória desse grande talento da cena eletrônica:

Seu primeiro contato com a música, aconteceu ainda no ventre materno, sua mãe sempre ouvia músicas clássicas com o intuito de desenvolver o gosto pela boa música no filho, além de acalma-lo. Aos 5 anos ganhou um piano de criança, e ao ouvir uma música no rádio, tirou sozinho as notas musicais de ouvido. Aos 6 anos, tocou na Concha Acústica da Uerj, aos 12 no Teatro Noel Rosa e aos 15 no palco Sesc. A partir daí seu mundo virou arte, aprendeu a tocar vários instrumentos, cantar, compor e enfim, produzir e tocar. Antes de tomar gosto pela música eletrônica teve banda de rock, organizava saraus na escola, aulas de desenho e teatro, tudo ligado ao mundo artístico. Em Londres aos 20 anos, iniciou no projeto Natema, que mudaria sua vida.

“Minhas principais referências foram uma mistura de Rock e trance, e nomes como Iron Maiden, Astrix, Infected Mushroom e outros como Township Rebellion, Armin Van Buuren, Above & Beyond e Eric Prydz”.

“Aprendi a tocar quase no susto, em uma festa que tocava guitarra com o projeto de Psy Trance MPA, o meu parceiro pediu para eu cuidar do CDJ enquanto ele guardava os instrumentos, ele saiu e não voltou, e então eu comecei a tocar, para um público de mais de 3000 pessoas, e nunca mais parei, isso aconteceu em 2007”, completa Vallent.

Era só o começo de uma trajetória incrível, que possibilitou ao artista conhecer várias partes do mundo e do Brasil. Em um depoimento emocionado direto da Rússia, em um dos seus vídeos em rede social, ele diz “Olha onde a música me trouxe”.

 

 

 

 

Com uma história de sucesso no antigo projeto Natema, tocaram sua música em 15 países e mais de 200 cidades. Se apresentaram em grandes festas e Clubs no Brasil como Sirena, P12 Tour, Magic Island, Caldas Country e Cargo, Egg London, Heaven todas no top 10 de Clubs em Londres. Dividiram pick ups com grandes nomes da cena mundial, como Astrix, Infected Mushroom, Dnox, EDX, Alok, Dnyo. Atingiram algo que nenhum projeto brasileiro alcançou, TOP 3 do Beatport over all, atrás apenas de David Guetta e Calvin Harris, e ainda ficou por mais de um ano no TOP 100. Outro ponto alto da carreira foi uma apresentação no programa do Jô Soares em 2014.
A decisão de partir para projeto solo Vallent, aconteceu pelo anseio em produzir um estilo mais alinhado com seus novos objetivos. O artista vem se consolidando cada vez mais nessa cena com seu estilo diferenciado de som.Após decidir mudar o rumo de sua carreira, Vallent tem recebido o melhor feedback possível por onde passa, seja do público ou de outros profissionais da cena. Seu projeto é altamente promissor e vem chamando atenção. No Rio de Janeiro Vallent já tocou em grandes festas e clubs como Privilege, Bunker Festival, Bloco Ame, FAU, Euphoria (FAU), Psycologic, Fosfobox, Prisma Showcase e outras.

 

 

 

 

Lançou no ano de 2019 a gravadora Chords Of Life, juntamente com Nana Torres e Korvo. Grades nomes já lançaram successos em sua gravadora, como Glen, André Gazolla, Zac, Who Else e outros.Com um repertório extenso de músicas autorias já finalizadas, seus sets são experiências únicas, em que o Shazam é pouco utilizado. As vertentes escolhidas para conquistar o público são Techno, House Melódico e Progressive House. Estes estilos representam muito o amor do Vallent pela música. Até o momento, pouco mais de 10 músicas foram lançadas, em Collabs com grandes amigos como Korvo e Pzillio, e ainda uma Collab de sucesso com Zac e Korvo na música ‘Voodoo’, lançada pela Chords of Life, e que já teve vários suportes, inclusive de Tim Baresko. Outro lançamento bastante esperado, foi a track ‘Hey Human’, uma parceria com Pedro Sarria, lançada pela Prisma Tecnho, uma Label referência no segmento, esta track entrou para o Top Techno do Beatport, um dos mais concorridos dentre todos os charts.O foco em 2020 é expandir seu som aos principais clubs e festas do Brasil e do mundo, além de lançamentos de vários hits.
 “Meu desejo é demonstrar minhas emoções e sentimentos através da minha música e trazer as pessoas para uma viagem sonora, passando pelo Techno, House Melódico e Progressive”, finaliza Vallent.

 

 

Siga Vallent nas Redes Socias:

INSTAGRAM // FACEBOOK // SOUNDCLOUD

 

 

#VidaLongaVallent

DANIELA FRÓES

 

 

 

 

 

 

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Daniela Fróes
Musicalmente eclética, apaixonada pela diversidade dos estilos, das festas e festivais, amante de uma boa música, principalmente das batidas eletrônicas. #Música #MúsicaEletrônica - Nunca se precisou de drogas para senti-la, a essência da batida, a sonoridade toca a alma de um jeito que não da pra ficar parado! "Quem não sente a melodia acha maluco quem dança"!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *