SEXY POR ACIDENTE – UMA COMÉDIA LEVE E DIVERTIDA COM FOCO NO ESTEREÓTIPO E SEUS PADRÕES

A comédia Sexy Por Acidente (I Feel Pretty) que foi lançada ontem (28/6) e é estrelada pela incrível atriz Amy Schumer, tem na sua essência uma comédia leve, despretensiosa seguindo os padrões do filme de mesmo gênero de, por exemplo, “O Amor é Cego – 2001”. Se você divertiu com este filme garanto que aqui você repetirá a dose.

A trama gira em torno de uma mulher que não possui uma autoestima tão elevada assim, mas que após sofrer um pequeno acidente tudo muda e aquela confiança que por sua vez, ela não possuia, surge à tona em todos os aspectos.

A direção é da dupla Marc Silverstein e Abby Kohne, que entrega uma boa história, sem muitas reviravoltas e apostam numa proposta pautada na simplicidade de sua personagem e suas situações para lá de desastrosas, garantindo assim um timing eficaz e que prende a atenção do público para o filme.

A personagem Renne Barrett, interpretada brilhantemente pela comediante Amy Schumer, que aliás é o ponto alto do filme. Em muitos momentos vi a plateia rindo com as situações da personagem. Renne é uma jovem que encara os desafios do dia a dia como uma mulher comum em Nova Iorque e trabalha em uma empresa de cosméticos. Uma das principais inseguranças da personagem principal é com a sua aparência, considerada a vilã da história, fazendo com que a Renne não se sinta nem um pouco confiante. A insegurança é algo claro que a personagem traz em sua essência. O filme traz diversas referências, de clássicos do cinema como: Quero Ser Grande na cena da mudança de personalidade da Renne, que sofre um acidente durante uma aula de spinning e bate sua cabeça, começando assim, a se enxergar no espelho de uma forma totalmente diferente, uma mulher altamente “atraente e sexy”.

Com essa autoconfiança à tona, tudo muda na vida de Renne e ela se sente a mulher mais linda do mundo. Desta forma, aquela essência da personagem demonstrado no início da trama muda e a palavra que começa a se fazer presente neste momento da história é a auto aceitação: a mulher cabisbaixa dá um lugar a uma mulher forte e decidida. O filme apresenta alguns clichês de filmes hollywoodianos que seguem este estereótipo, mas é aceitável diante da apresentação das camadas que compõe a personagem principal.

Por fim, “Sexy por acidente” possui seus pontos fracos, como alguns furos no roteiro, algumas transições desasjustadas e algumas piadas um pouco forçadas, mas por outro lado, a atuação e o carisma de Schuman se tornam os pilares de sustentação fundamentais na composição da história.

Além disso, a principal mensagem do filme, que é de você se aceitar como é, fica explicita no seu produto final.

Então é isso pessoal! Corram para conferir e dar boas risadas com essa comédia!

Forte abraço! Se ame acima de tudo e seja muito feliz como você é!

LUAN RIBEIRO

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Luan Ribeiro
Sou natural de Mata de São João, Bahia, mas atualmente moro na cidade do Rio de Janeiro. Sou formado em Engenharia, mas sempre tive uma verdadeira fixação pelo universo cinematográfico e sou o admin do @CinemaeCompanhia no Instagram. Assistir um filme é minha válvula de escape para mergulhar e me aventurar em mundos totalmente novos e me desligar dos problemas do dia-a-dia. Aproximadamente de duas a três vezes confiro as estreias da semana nas telonas, digamos que eu seja quase um “rato de cinema”. rs Será um enorme prazer compartilhar aqui minhas opiniões sobre os filmes e suas principais curiosidades. E uma ótima oportunidade para poder aprender e "trocar figurinhas" com todos vocês! Espero que se divirtam muito e curtam minhas dicas. Que a FORÇA esteja com vocês!!! Forte abraço! Luan Ribeiro. Instagram.com/CinemaeCompanhia e-mail: luancribeiro@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *