AWERÊ NA BAHIA: Pre-estreia de documentário sobre a origem do samba de roda no Brasil acontece hoje às 19h no Estação NET Rio


Origem do samba de roda no Brasil é tema do documentário “Awurê na Bahia – A Rota do Samba de Roda”
Produção audiovisual é assinada pelo Cultne, maior acervo digital de cultura afro do país.
Pré-estreia dia 6 às 19 horas no Estação Net Rio dentro da programação da OCUPAÇÃO #FicaEstaçãoNetRio

 

Apresentar e difundir as origens do samba de roda brasileiro é o fio condutor do documentário “Awurê na Bahia – A Rota do Samba de Roda” que faz pré-estreia no cinema Estação Net Rio, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro, no próximo dia 6 de Dezembro. A produção é o primeiro registro cinematográfico do Projeto Awurê (termo iorubá que significa um desejo de boa sorte), uma roda referência de cultura negra que busca exaltar e resgatar a influência africana na identidade e consciência ancestral, por meio de música, cânticos, poesia, gastronomia e dança,

Anderson Quack – Reprodução.

e acontece uma vez por mês em Madureira, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

“O documentário traz memórias, legados e reconhecimentos importantes de uma cultura geradora de outras manifestações artísticas brasileiras, que é o valor cultural do samba de roda para o Brasil. E assim fomos beber na fonte reverenciando Seu João do Boi, dona Nicinha do samba, Cachoeira, Santo Amaro, São Felix, Quilombo Quixabeira, Kaonge, o samba de caboclo, o samba junino, a história do Ylê Aiyê. Foi emocionante e necessário. Viva o samba de roda!.”, festeja Anderson Quack, um dos diretores.

“Awurê na Bahia – A Rota do Samba de Roda” marca a estreia do primeiro audiovisual apresentando a Rota dos Tambores. A proposta é iniciar uma sequência que vai mostrar os caminhos do Tambor em outros estados do Brasil e em países da América Latina como Uruguai e Cuba, dentre outros. O documentário foi gravado em cinco cidades, dois quilombos e um distrito. Nas cidades capital e recôncavo: Salvador, Cachoeira, São Felix, Santo Amaro e Feira de Santana; nos Quilombos: Kaonge e Quixabeira. Distrito de São Braz.

“O objetivo era só lançar o documentário nas redes sociais, mas a ideia cresceu e tomou novos rumos. Assim, virou o primeiro projeto “Originais” da Cultne (maior acervo de cultura negra do Brasil), assim como já fazem Netflix, Amazon, Globoplay, etc. Mas a nossa ideia é contar a história a partir do nosso olhar preto, trazendo a luz uma produção especial, num trabalho com muita ousadia, qualidade e determinação.”, ressalta Filó Filho, coordenador executivo do Cultne, responsável pela produção audiovisual.

Cena de “Awurê na Bahia – A Rota do Samba de Roda”. Foto: Reprodução.

O lançamento de “Awurê na Bahia – A Rota do Samba de Roda” no cinema Estação Net Rio também contará com uma intervenção artística para protestar contra o fechamento do espaço proposto pelo proprietário, o Grupo Severiano Ribeiro (GSR).

“O lançamento desse importante documentário no Estação Net Rio além de celebrar a arte e a música negra também vem demonstrar apoio para que o local continue aberto, divulgando o cinema e arte para todos. É importante nesse momento a união de todos nós artistas contra qualquer forma de silenciamento da cultura no país.”, disse o cineasta Cavi Borges.

 

Cena de “Awurê na Bahia – A Rota do Samba de Roda”. Foto: Reprodução.

 

O documentário estará simultaneamente no canal de Youtube do Awurê: https://www.youtube.com/Awurê

 

SERVIÇO

Lançamento do documentário “Awurê na Bahia – A Rota do Samba de Roda

  • Data e Hora: 06/12 às 19h
  • Local: Cinema Estação Botafogo- Rua Voluntários da Pátria, 35- Botafogo RJ.
  • Entrada: Gratuita
    (Com atenção a lotação do espaço e as normas de saúde contra a COVID-19)
    Simultâneo no canal de youtube do Awurê: https://www.youtube.com/Awurê
  • Realização: Awurê
  • Direção: Pedro Oliveira, Fabiola Machado e Anderson Quack Arifan Jr.

 

FICHA TÉCNICA DO DOCUMENTÁRIO

realização
GRUPO AWURÊ

direção
PEDRO OLIVEIRA
FABÍOLA MACHADO
ANDERSON QUACK
ARIFAN JR.

roteiro
ADERSON QUACK
ARIFAN JR.

pesquisa
FABÍOLA MACHADO
PEDRO OLIVEIRA

produção
GRUPO AWURÊ

produção executiva
NINO CDD

direção de fotografia
ANGELINO ALBANEZE

imagens
ANGELINO ALBANEZE
PEDRO OLIVEIRA

montagem, edição e finalização
DAVID OBADIA

som direto
PEDRO OLIVEIRA

mixagem e masterização
DAVID OBADIA

assistente de direção
FAYOMI ENCARNAÇÃO

identidade visual
PEDRO OLIVEIRA

motorista
ANDERSON QUACK

agradecimentos
Humberto Sodré
Irmãos no Couro
Jorge Washington
Bloco Ile Ayie
Geraldo da Portela
Zé Di Paloma
Bar do Amor
Atelier do Mimo
Dinho Percussões
Marcelo Barros
Fidelis Melo
Pai Pote
Ueslei Cruz
Kainã do Jêje
Amanda Passos
Luizinho do Jêje
Terreiro Bogun
Terreiro da Casa Branca
Arthur Seabra
Espaço Ilê Ekò
Indra Baiana
Gago da Feira
Alberto Pitta
Aninha Catão

Temos que agradecer a todos os encontros,
a todos que nos receberam de braços
abertos em suas casas,
terreiros, quilombos, bares e encruzilhadas.
Vocês fizeram dessa viagem uma experiencia única,
uma vivência que todo brasileiro e
todas as pessoas precisam fazer na vida:
Conhecer nosso povo, suas histórias,
a raiz e o fundamento do que veio antes.

APOIO
EXU

AUDIOVISUAL
Cultne
Digi2 Filmes

Este documentário foi filmado na Bahia, em fevereiro de 2021.
Todos os direitos reservados.

Fonte: Sandra Villela Assessoria.

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Redação do Portal ArteCult.com.   Expediente: de Seg a Sex - Horário Comercial.   E-mail para Divulgação Artística: divulgacao@artecult.com.   Fundador e Editor Geral: Raphael Gomide.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *