Pedro Novaes e Joaquim Lopes: Atores de “Malhação:Toda Forma de Amar” posam para ensaio de fotos inspirado no Dia dos Pais

Pedro Novaes e Joaquim Lopes estabeleceram uma conexão imediata assim que começaram os trabalhos em ‘Malhação: Toda Forma de Amar’. A admiração é mútua e transparece na relação de cumplicidade que existe entre Filipe e Joaquim na trama de Emanuel Jacobina. Com pouca diferença de idade entre pai e filho, os personagens saem para surfar juntos e conversam sobre qualquer assunto sem constrangimento. Por isso, os atores embarcaram na proposta de fazer um ensaio de fotos no clima do Dia dos Pais, com bastante descontração entre um clique e outro. “Temos uma relação muito boa, que faz com que nosso trabalho seja sempre leve e divertido. Joca me dá muitos conselhos, aprendo demais com ele e isso é muito valioso para mim como ator”, conta Pedro Novaes. “Pedro é um ser humano completamente fora da curva, especial mesmo. Tive muita sorte de tê-lo como filho no meu primeiro papel de pai”, enaltece Joaquim. 

Os personagens só entram em conflito quando o assunto é a guarda de Nina. Apaixonado por Rita (Alanis Guillen), a mãe biológica da criança adotada por sua família, Filipe defende que os pais devem entrar num acordo com a moça em vez de insistir na disputa judicial. “Acho que eles deveriam escutar um pouco mais a posição do Filipe nessa história, conversar com calma. Sempre que se juntam para falar sobre o assunto entram em discussão e não resolvem nada”, opina Pedro. Joaquim conta que em sua casa sempre houve muito espeço para o diálogo e que Joaquim e Lígia (Paloma Duarte) estão sempre abertos a conversar, mas muitas vezes não conseguem enxergar a situação além do ponto de vista deles. “Acredito que a criação de um ambiente disponível a ouvir o outro facilita muito a resolver qualquer questão com sabedoria. Espero que eles se entendam logo e resolvam essa situação de forma que seja bom para todos”, sugere o ator.

Confira mais fotos do ensaio: 

‘Malhação: Toda Forma de Amar’ é escrita por Emanuel Jacobina, com supervisão artística de Carlos Araújo e direção artística de Adriano Melo

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

maribarcelos
Eu me chamo Mariane Barcelos, tenho 26 anos, sou designer e estudante de Audiovisual, construindo uma carreira na área. Já viajei para quase todos os cantos do mundo, inclusive já fui para fora do planeta, já dei um pulo em Marte, conheci uns anéis de Saturno e me aventurei em galáxias muito distantes, me transformei em bruxa, loba e vampira, também já fui super heroína e vilã. Não pensem que sou louca, sou apenas uma cinéfila que enxerga nos filmes uma maneira de se desconectar da realidade, ou quem sabe me conectar, com a minha realidade. Quando eu vejo um filme é para me conectar com aquele mundo, se não estou no clima, digo "nossa que dor de cabeça" e fica para um outro momento. Cinema é para ser sentido, para se apaixonar e se iludir. Encantar. Espero poder compartilhar com vocês, toda essa emoção que eu sinto ao assistir um filme e conseguir fazer com que vocês também embarquem nessa viagem sem destino. Agora através do ArteCult, também faça cobertura de eventos, como o Festival do Rio, RioMarket, Pré-Estreias e afins. Assim como nos filmes, espero poder trazer grandes novidades e coberturas completas em todas as mídias sociais, para que vocês, leitores, possam se sentir sempre imersos ao nosso universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *