Musical Favela 2: a realidade das comunidades numa visão bem humorada do seu dia a dia

O Musical Favela 2 – A gente não desiste em cartaz Teatro João Caetano, conta de forma bem humorada a realidade da favela, trazendo  questões atuais do nosso dia a dia.

O público se diverte, com a irreverência e drama contado na história, além de entender questões e regras de convívio estabelecido nas comunidades.

Personagens divertidíssimos, arrancando altas gargalhadas da galera. Cada um que assiste se reconhece ou conhece alguém parecido!

Osmar, um marido descansado, que só quer maresia. Meire, a esposa ligada, sem papas na língua que não dá mole para ninguém. Esses e outros personagens que valem a pena conferir!

MIRNA MENEZES

RELEASE

Em Favela ocorrem diversas histórias além da trama principal e os personagens são todos protagonistas em seus próprios mundos: Há a história do pastor evangélico que se diz conservador de sua religião mas demonstra extrema violência quando se sente ameaçado, o casal que se ama mas vive discutindo e brigando, a velha fofoqueira que sabe de todos os acontecimentos na comunidade e é muito querida, o rapaz que escolhe tornar-se traficante mesmo tendo a opção de não ser, a mãe que superprotege um filho distante e aterroriza o filho próximo, tudo muito humor e a musicalidade de um espetáculo baseado numa favela brasileira.

Foto: Carlos Santos

O espetáculo “FAVELA”, com texto de Rômulo Rodrigues e direção de Marcio Vieira, mostra uma abordagem bem diferente de tudo que já foi apresentado sobre o assunto Favela. Mostra que a violência é inegável dentro de uma comunidade, mas também que histórias comuns acontecem ali, como em qualquer outro lugar, histórias engraçadas e comoventes que levam o público em questão de minutos a se encantar, sorrir, chorar e a questionar a vida.

Foto: Carlos Santos

Num grande elenco de 21 atores, temos uma mistura de atores de várias idades. Uma mistura de profissionais experientes com jovens talentos. Alguns deles conhecidos do grande público em trabalhos de sucesso na TV, como os atores Marcelo Batista, Leandro Santanna, Carla Cristina Cardoso, Cridemar Aquino e Gabriel Chadan além de uma poderosa ficha técnica que traz a qualidade ideal ao espetáculo, procurando falar a jovens e adultos, histórias que vão divertir e também comover a todos.

FICHA TÉCNICA

Foto: Allan Akino @allanakino

MARCIO VIEIRA
DIREÇÃO E IDEALIZAÇÃO
Seus últimos trabalhos em direção foram os espetáculo QUANDO AS MÁQUINAS PARAM de Plinio Marcos, que foi grande sucesso de crítica na cidade do Rio de Janeiro e o musical Um Rio Chamado Machado em homenagem ao centenário do escritor Machado de Assis. Márcio Vieira já fez parte das “Oficinas de Criação de Espetáculo”de Rogério Blat e Ernesto Piccolo, como ator e assistente da renomada coreógrafa Sueli Guerra. Participou do longa “ Quase Dois Irmãos”, de Lúcia Murat e 5 x Favela de Caca Diegues”. Como ator de Teatro atuou nos sucessos “Ariano” de Gustavo Paso e Orfeu de Aderbal Freire Filho. Atualmente dirige a comédia “Um triângulo quase amoroso”, fez Direção de Movimento e Coreografias do espetáculo “Garotos” e trabalha como Assistente de Produção de Elenco do produtor Raoni Seixas.

RÔMULO RODRIGUES
TEXTO
Rômulo Rodrigues é ator , autor e produtor. Formado como ator pela Escola de Teatro Martins Pena e como produtor teatral pela EAT (Escola de Artes Técnicas Luiz Carlos Ripper). É um dos fundadores e coordenadores do Centro de Pesquisa e Estudo do teatro Infantil – CEPETIN, responsável por projetos como o Prêmio Zilka Salaberry de Teatro Infantil. É fundador, produtor e ator na Cia Escaramucha de Teatro, cia que em 2013 completa 10 anos de trabalhos continuados, onde atuou nos espetáculos “Quando as Maquinas Param” de Plínio Marcos (2009 E 2010) e Histórias que o Eco Canta de Ilo Krugli (2012) entre outros.

DJALMA AMARAL
ILUMINAÇÃO
Formado em Licenciatura em Artes Cênicas. Em seu currículo tem acumulado prêmios desde 1987: Coca-Cola, prêmio Mambembe, ATACEN e de diversos festivais pelo Brasil. Foi professor substituto na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1999, e da UNIRIO – Universidade do Rio de Janeiro – em 2005 onde ministrou a cadeira de Iluminação Cênica. Seus últimos trabalhos foram “Mais uma vez amor”, com Marcos Palmeira e Luana Piovani; “Êxtase”, com Caco Ciocle e Rosane Goffman e “Coração Caipira”, com Jackson Antunes. Iluminou a exposição “Helio Eichbauer- 40 anos de cenografia”.e o Es-petaculo Rasga Coração e dos Dvds Som Imaginário de Wagner Tiso e Braquinha de Bia Bedran.

DERÔ MARTIN
CENÓGRAFO
Bacharel em Artes Cênicas (habilitação Cenografia) pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Cenógrafo vencedor de dois prêmios Coca- Cola de Teatro Jovem: em 1998 pelo espetáculo “EM CANTOS” e em 1999 por “As Viagens de Guliver”. Foi indicado ao prêmio Maria Clara Machado de Teatro infantil em 2002 pela
ópera-rock “Criança Eu Quero Ser Quando Crescer”. Já trabalhou com diversos diretores entre eles Ernesto Piccolo , Cacá Mourthé, Ricardo Kosovsky e Gilberto Gavronsky. Na TV, participou da equipe responsável por cenário e bonecos da série “Hoje é dia de Maria”.
Nº Inscrição: 000004315

SUELI GUERRA
SUPERVISÃO COREOGRÁFICA
Atriz, bailarina, coreógrafa começou sua carreira como bailarina clássica e estudou na Escola estadual de Danças e no Ballet Dalal Achcar. Começou profissionalmente em 1980, dançando em cias. e fazendo trabalhos de dança na TV Globo. Dançou em companhias como o Ballet do Terceiro Mundo, Cia. Aérea de Dança e Cia de Dança Renato Vieira, entre outras. Em 2004,concluiu a faculdade de dança pela UniverCidade, no Rio de Janeiro. Em Teatro,
trabalhou em mais de 30 espetáculos, sendo os últimos: As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant e Dolores. Em 1999 ganhou o Prêmio Coca-Cola de Teatro pela coreografia de Praça Onze, o musical de Rogério Blat com direção de Ernesto Piccolo. Em cinema, assinou a coreografia de Chatô e atuou em Apolônio Brasil – O Campeão da Alegria.

PEDRO LIMA
PREPARADOR VOCAL
Formado em canto pela UNIRIO (Universidade do Rio de Janeiro). Como cantor-ator participou de vários sucessos como:“Grupo Vocal Garganta Profunda” (1987-2001) – Vale Tudo TIM MAIA – de Nelson Motta – direção de João Fonseca. Orfeu – de Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Direção de Aderbal Freire- Rio de Janeiro 2010. O Soldadinho e a Bailarina –. Direção de Gabriel Villela.. Tom e Vinícios –Direção de Daniel Herz –Gota D’água – Paulo Pontes e Chico Buarque. Direção, João Fonseca. Fez a preparação Vocal de espetáculos como Na Rotina dos Bares – de Marcos França – Sesc Ginástico- Rio 2011; Clandestino, o Sonho Começou – Teatro Leblon – 2010;Meu Caro Amigo – Felipe Barenco – Monólogo com Kelzi Ecard – 2009;È Samba na Veia é Candeia- de Eduardo Rieche- direção André Paes Leme – 2008; Gota D’água – de Chico Buarque, adaptado e dirigido por João Fonseca -2007 entre vários outros.

MÁRCIO EDUARDO MELO
DIRETOR MUSICAL
Tecladista e Produtor Musical, Márcio é natural do Rio de Janeiro. Amplamente conhecido por sua fabulosa sensibilidade artística e por recriar em cada performance uma experiência emocional de uma vida inteira. Sua trajetória musical começou na adolescência quando se interessou pelo piano na igreja e recebeu educação musical consistente nas escolas FAETEC, Instituto Villa-Lobos, CIGAM e Universidade Estácio de Sá. Desde então, Marcio Iniciou sua carreira musical no showbizz como tecladista sideman, tendo acesso fácil a músicos como Marcelo Mariano, Adil Tiscatti, Mario Zazv, Adelmo Casé, André Neiva, Di Mostacatto e mais uma lista exaustiva de músicos que lhe colocaram no nível máximo, quando Marcio tocava pra superstars como Daniela Mercury e Alejandro Sans. Ainda não satisfeito, Marcio migrou para a direção musical criando o selo e o studio NATUREZA ARTÍSTICA em 2001, produzindo CDs e Shows (Carlos Colla, Stella Junia, Projeto Pixinguinha); Soundtracks pra Teatro (“Quando as máquinas param”, com direção de Márcio Vieira, “Ausências”, com direção de Nelson Yabeta, entre outras); TV (“Caldeirão do Hulk” e “Jovens Tardes”, com direção de Marlene Mattos) e Cinema (“Soro Positivo“, de Ed Lopes, “Um leão por dia”, de Ruy Albernaz e “Qual é“, produzido pelos alunos do curso Educação do Olhar, premiado como melhor filme pelo juri popular do Animarte 2006). Desde 2009, preocupados com as novas gerações de artistas, Marcio Eduardo Melo & Natureza Artística iniciaram um projeto educativo em parceria com a escola “Mais que Musica”, além de avançarem para as artes gráficas através do desenvolvimento de websites, dominando assim todas as áreas do espectro artístico.

GILBERT MAGALHÃES
ASSISTENTE DE DIREÇÃO
Gilbert Magalhães é ator, produtor e professor de interpretação, Dentre os cursos que fez destacam-se os de Teatro, TV, Cenário, Figurino, Adereços e Dança. Foi aluno de Fernanda Montenegro, Flávio Colatrello Jr., Domingos de Oliveira, Ernesto Píccolo, Rogério Blat, Roney Villela, Lúcia Helena Máximu, Sueli Guerra, Breno Pessurno, Tim Rescala, Ilo Crugly, Angela Maria Brito, Rosane Gofman, Ronald Teixeira, Fernando Bechy e Márcia Handjakoff. Atuou nos espetáculos: Sujou… uma comédia, (Teatro Clara Nunes/Shopping da Gávea), Um Rio Chamado Machado, (Teatro Sesi, Teatro da UFF e Teatro Miguel Falabella), A Paixão de Cristo, (Lona cultural João Bosco), O Livro Mágico, (Espaço Paissandú, Teatro Sesc Madureira, Lonas Culturais João Bosco e Hermeto Pascoal), Tudo que Você Gostaria de Saber, Mas Tem Vergonha de Perguntar, (Lonas Culturais e Projeto Escola), Ai Lóvi Rio, (Teatro do Centro de Artes Calouste Gulbenkian), Sonho de Uma Noite de Verão, (Teatro da UFF), Viva o Teatro Rebolado, (Teatro O Tablado) e Pequena História do Mundo para 100 Atores (Teatro Planetário da Gávea). Dirigiu os espetáculos, Dorotéia a Bruxinha Rebelde, Pim-Pão o Coelhinho Trapalhão, Camaleão e as Batatas Mágicas, Zú… Ação a festa musical, A Coelha Detetive, A Maga Maluca, Papai Noel em Noite Feliz e O Auto de Natal. Foi Assistente de direção nos espetáculos: Thati na Festa do Sapo (Teatro Vanucci/ Shopping da Gávea), Um Triângulo Quase Amoroso, (Teatro Vanucci/ Shopping da Gávea) e atualmente está na assistencia de direção do espetáculo Favela que estréia em dezembro no Fita, um dos principais festivais de teatro do Rio de Janeiro/Angra dos Reis. No cinema atuou nos curta-metragens Melhor que Chocolate com direção de Tininha Araújo, Entre Amigos com direção de Charles Daves e no longa O Crime da Gávea com direção de André Warwar. Na TV fez participação nas novelas Xica da Silva da extinta TV Manchete e Kubanacan na TV Globo. Fez parte do elenco da Simulação O Filho Frogado na TV Record e do Programa infantil Os Amigos Vegetais também na mesma emissora. Participou também dos comerciais do Unibanco, Prefeitura do Rio/ Lonas Culturais. Também atuou com assistente de produção do espetáculo A Paixão de Cristo, Produtor Executivo em Sujou… uma comédia, foi produtor de elenco da CN Artes e também produziu o programa Conexão em Foco no canal 6 da Net, além de vários Institucionais como da Brahma, Skol e etc.

Produção
PRAMA COMUNICAÇÃO (Rômulo Rodrigues) &
SOBRADINHO CULTURAL ( Leandro Antônio, Milton Filho e Márcio Vieira)

Direção Musical
MÁRCIO EDUARDO

Supervisão Coreográfica
SUELI GUERRA

Preparação Vocal
PEDRO LIMA

Coreografias
MÁRCIO VIEIRA

Assistente de Direção
GILBERT MAGALHÃES

Fotos Oficiais
FERNANDA SABENÇA

Iluminação
DJALMA AMARAL

Cenário
DERÔ MARTIN

Figurinos
CAIO BRAGA

Arte
LEONARDO MIRANDA

Tratamento da Arte, da Sonorização e dos Vídeos
LEANDRO ANTONIO

Estúdio
LÉO RUGERO

Operador de Áudio
GILBERT MAGALHÃES

Montagem
NILSON MELO

Abertura do Expediente
JOÃO LINDEMBERG

Música inédita “SAMBA DO JUVENAL”
GABRIEL CHADAN
(BANDA FULANOS E CICLANOS)

Música inédita
JOÃO AUGUSTO MATHIAS – Mc JOTA

Música “MEU NOME É FAVELA”
RAFAEL DELGADO

 

SERVIÇO

FAVELA 2 – A Gente não Desiste

Onde: Teatro João Caetano. Praça Tirandentes, s/núm. – Centro – RJ
Quando: Sexta e Sábado 19:30h, Domingo 18h. De 15/06 a 29/07

Site: http://musicalfavela.blogspot.com

Facebook: https://www.facebook.com/musicalfavela/

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Mirna Menezes
Mirna Menezes 37 anos, carioca e ama a vida! É formada em Letras e pós graduada em Psicopedagogia. Apaixonada pela natureza, artes, trilhas, shows, viagens, mas seu vício é o teatro!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *