Campanha NÃO é NÃO! : Conheça este Movimento que vai dar o que falar neste Carnaval e saiba como apoiá-lo!

Foto: Campanha Não é Não! em Curitiba

O ARTECULT teve a oportunidade de conversar com DANI FREITAS, a embaixadora no Rio de Janeiro da Campanha NÃO É NÃO!,  um coletivo feministra criado em 2017. Ela nos contou a história da campanha, seu envolvimento, o atual estágio da campanha nas redes sociais e as parcerias com vários blocos para o Carnaval 2019. Veja abaixo o resumo deste pate-papo.

O SURGIMENTO DA CAMPANHA

Criada em janeiro de 2017 pelo grupo de amigas Bárbara Menchaise, Aisha Jacob, Julia Parucker, Luiza Borges Campos e Nandi Barbosa, o movimento teve início após mais um abuso sofrido por uma delas em um samba antes do carnaval. Naquele ano foram mobilizadas 40 mulheres que se uniram na arrecadação de R$ 2784 reais em apenas 48 horas, que foram usados para a confecção de quatro mil tatuagens, distribuídas gratuitamente pelas ruas da cidade, somente às mulheres. Em seu segundo ano, o movimento extrapolou os limites do Rio de Janeiro e chegou a mais quatro estados como Minas Gerais, São Paulo, Pernambuco e Bahia, tamanha a adesão das foliãs.

 

O ENVOLVIMENTO DE DANI FREITAS

Dani Freitas – Embaixadora RJ Foto: Lu Mattos (@lumattosfotos)

 

Dani Freitas, hoje embaixadora da Campanha Não é Não! No Rio de Janeiro, teve o primeiro contato com a campanha ainda em 2017 num bloco de rua do carnaval . Já naquele momento, através da oferta de uma mulher, permitiu ter a tatuagem colocada sobre sua pele.

Em 2018, envolvida no Projeto Coreto, que hoje é uma associação de vários blocos de rua do Rio de Janeiro, entrou em contato direto com as idealizadoras da Campanha para propor uma parceria: ao invés de receber as tatuagens temporárias (adesivos de pele) na forma de doação, sugeriu financiar a produção de mais tatuagens para a campanha. Ela foi uma das responsáveis por uma parcela das tatuagens no Rio que foram distribuidas e usadas por mulheres em 10 blocos de rua na cidade. Em outubro daquele ano, Luiza Borges Campos, conhecida como Luka, convidou a Dani para ser a Embaixadora da Campanha no Rio de Janeiro.

Uma história merece ser contada. Em final de 2018, o grupo Samba Independente dos Bons Costumes (@sambaindependente), com ensaios sempre às 5as feiras na Fundicao Progresso no Rio, abriu espaço para que Dani Freitas falasse sobre a Campanha Não é Não! Nessa noite, ela também pediu para que as pessoas pudessem seguir a página do Instagram da Campanha atingindo assim mais mulheres. Foi uma questao de poucas horas para superar a marca de 10000 seguidores. Esse apoio e comprometimento do grupo com a Campanha, por ironia do destino, foi onde ocorreu o famoso assédio em 2017, que impulsionou todo esse movimento coletivo feminista. Ressalta-se que esse assédio ocorreu na rua por um folião agressor não seguidor dos bons costumes do grupo de samba.

Para o Carnaval de 2019, foi criado novo financiamento usando a plataforma “Benfeitoria” de promoção de financiamento coletivo na internet.

Campanha Não é Não!

Uma campanha que nasceu em 2017 para confecção de tatuagens temporárias Não é Não!, arrecadando aproximadamente R$2,7mil, arrecadou R$20mil em 2018 e em 2019 já superou R$80mil, atingindo 8 estados e o Distrito Federal.

“Todas as oportunidades de falar que tenho, seja em shows, blocos de rua, encontros de samba, enfim…pego o microfone e busco concientizar as pessoas sobre assedio sexual, para divulgarem a campanha e se ajudarem.” – Dani Freitas

SOBRE ASSÉDIO

O crime do assédio sexual é comum o ano inteiro e em todos os períodos, mas é intensificado durante o carnaval, principalmente pela falsa sensação de que “tudo é permitido”. A mensagem Não é Não! é simples, objetiva e direta, mas ainda muito necessária. Os números são alarmantes: aconteceram 135 estupros, em média, em 2016. Somente em 2017, uma mulher foi agredida a cada quatro minutos durante o carnaval carioca e no primeiro semestre de 2018 a Central de Atendimento á Mulher em Situação de Violência, recebeu 73 mil denúncias, através do telefone 180.

 

VEJA O VÍDEO OFICIAL DA CAMPANHA

 

 

 

 

A CAMPANHA NA REDE

Com a proximidade do Carnaval 2019, o coletivo feminista Não é Não! lança sua a segunda campanha de

Foto: Lu Mattos (@lumattosfotos)

financiamento coletivo online para a confecção de tatuagens temporárias com a frase Não é Não!, contra o assédio sexual. A ideia é distribuí-las gratuitamente às mulheres em blocos, desfiles e até nas praias. O movimento tem como objetivo dar visibilidade e combater esse tipo de crime, usando o próprio corpo como outdoor para espalhar a mensagem. Além do Rio de Janeiro também estão participando da campanha os estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Goías + DF, Pará e Paraná, cada um com sua própria campanha de financiamento. Para o Rio de Janeiro a arrecadação vai até o dia 21 de janeiro e possui três metas: a primeira de R$ 7500 para a confecção de 5000 mil tatuagens; a segunda de R$ 19000 para a produção de 25000 tatuagens e a terceira, de R$ 36000 para a confecção de 50000. A campanha de todos os estados está no ar no canal do coletivo no site Benfeitoria (www.benfeitoria.com.br/canal/naoenao).

Para 2019 o movimento já encontrou parceiros e alguns blocos já declararam seu apoio, como: AfroJazz, Agytoê, Bangalafumenga, Batuquebato, Caramuela, Dinossauros Nacionais, Desliga da Justiça, Empolga ás 9, Estratégia, É tudo ou nada?, Exagerado, Fogo e Paixão, Mulheres de Chico, Mulheres Rodadas, Pipoca e Guaraná, Planta na Mente, Que Pena Amor, Sereias da Guanabara e Turbilhão Carioca, além da Associação de Blocos Coreto. Todos unidos para um carnaval com mais alegria e menos assédio.

Para contribuir com a campanha basta acessar o site www.benfeitoria.com.br/canal/naoenao e fazer sua doação. Para os apoiadores, foram criadas diversas recompensas como citação em post de agradecimento pelo apoio, tatuagens para curtir as festas e brindes exclusivos da campanha como camisas, imãs, bolsas, ecocopos, amigurumis, instrumentos musicais e até cerveja.

Campanha Não é Não!

Contatos:

 

 

 

 

FLORIANO SALVATERRA

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Floriano Salvaterra
Floriano Salvaterra, engenheiro eletrônico pelo ITA, MBA em gestão de projetos pela FGV, mestrando em sistemas de gestão pela UFF, PMP pelo Project Management Institute e IPMA-C pelo International Project Management Association, é consultor, palestrante e professor de cursos de gerenciamento de projetos, de gestão empresarial e de finanças corporativas nas instituições Estácio, Cândido Mendes e UNIABEU. É membro do comitê que elaborou a Norma ABNT de Gerenciamento do Desempenho de Projetos e a Norma ISO de Gerenciamento de Valor Agregado. Foi revisor do guia de boas práticas de gestão de projetos PMBOK, co-autor do capítulo de desempenho do livro “Gestão de Projetos em Engenharias e Arquitetura” (ed. Ciência Moderna) e publica artigos sobre o tema. Possui mais de 12 anos de experiência em gerenciamento de projetos e contratos nas indústrias Automobilística, de Defesa e de Óleo & Gás, dentre os quais destacaram-se: Projeto SIVAM, Plataformas P51, P56 e Replicantes da Petrobras e, ainda, a Petroquímica Braskem. É voluntário do PMI Rio, desde 2009, tendo exercido a função de Conselheiro Fiscal do PMIRio no biênio 2016/17. É proprietário da ENGHA Consultoria e Projetos, empresa pela qual oferece seus serviços. Contatos: floriano@engha.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *