Aplaudida nacionalmente, Nádia Figueiredo leva repertório do disco “Meu Idioma É o Amor” para Portugal

Nádia Figueredo – Foto: Sergio Baia / Divulgação

Depois de lançar seu primeiro CD – Meu Idioma É O Amor no Rio de Janeiro com um show que foi sucesso de público e crítica, Nádia Figueiredo faz sua primeira apresentação solo internacional no dia 13 de setembro, na Casa da Música, em Porto, Portugal.

“É o meu primeiro show solo fora do Brasil, apesar de já ter cantado como convidada em palco internacional. É uma grande oportunidade de mostrar com detalhes o trabalho que vem sendo construído com muito foco, dedicação e amor. O lançamento do CD no Rio de Janeiro teve uma plateia muito emocionada e calorosa, eu espero poder atingir o coração do público português da mesma maneira e estou ansiosa para isso”, conta Nádia.

O álbum, com nove faixas e produzido pelo renomado Guto Graça Mello, saiu no final de abril pela Biscoito Fino e contou com participações para lá de especiais, como foi o caso da música que abre o disco, “A Paz”, composição de Gilberto Gil, que no CD canta e toca violão, e João Donato no piano, do cantor Max Wilson na icônica “Dio, como te Amo!”, do mexicano Plácido Domingo Jr. (filho do célebre tenor espanhol) em um dueto no standard “The Way You Look Tonight” e do pianista Luca Rasca, superpremiado na Itália, em “Io Ci Sarò” e que a acompanhará na apresentação em Portugal.

“Luca Rasca é um grande pianista, essa música (Io Ci Sarò) é especial, é um dueto de voz e instrumental, algo que me fascinou desde a primeira vez que ouvi”, conta Nádia que também comemora ter tido a oportunidade de gravar com Gilberto Gil:

“Eu sempre tive vontade de gravar ‘A Paz’, mas jamais poderia imaginar que eu gravaria com os compositores dela, foi incrível. Um momento único que agora faz parte da minha história. Só posso dizer que sou grata e que o universo conspirou para que acontecesse. Fiquei muito honrada em saber que o Gil nunca gravou um dueto dessa canção com ninguém, eu fui a primeira e quem sabe a única (risos). O Gil é um cara incrível, eu passaria horas conversando com ele, inteligente, culto, bom coração e um gênio da nossa MPB”, comemora.

Nádia Figueredo – Foto: Divulgação

No repertório do show estarão, além de todas as canções do CD, outras músicas bastante conhecidas do público, como “Carinhoso” e “Fascinação”. Além do pianista italiano Luca Rasca, Nádia estará acompanha dos músicos da Orquestra de Portugal: Alberto Restivo (Violãocelo), Bruno Miguel Rodrigues (Baixo) e Flávio Aldo (violino).

Em Meu Idioma É o Amor, Nádia canta em quatro idiomas, português, italiano, russo e inglês. O álbum traz um passeio entre o clássico e o popular, é marcado pelo crossover, onde existe a fusão de dois estilos musicais:

“Eu não queria cantar somente em português. O crossover me dá a liberdade de explorar mais de um gênero musical, eu quis ter a mesma liberdade em relação às canções de outras nacionalidades, cantando em outros idiomas. O amor que tenho pela música é um só, independente do estilo ou do idioma que estou cantando, por isso o título ‘Meu idioma é o amor.”

 

SERVIÇO:
Data: Sexta-feira, 13 de Setembro de 2019
Local: Casa da Música, Porto – Portugal
Horário: 21h
Duração: 1h15
Ingressos: https://www.casadamusica.com/pt/canais/sro/buyticket?event=57204#
Classificação etária: 6 anos

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Jornalista por paixão. Música, Novelas, Cinema e Entrevistas. Designer de Moda que não liga para tendência. Apaixonada por música e cinema. Colunista, critica de cinema e da vida dos outros também. Tudo em dobro por favor, inclusive café, pizza e cerveja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *