O HOMEM INVISÍVEL: Um clássico do gênero com nova roupagem e MUITO a oferecer

 

A nova trama dos Estúdios Universal, “O Homem Invisivel“, apresenta ao público um clássico do terror com uma nova roupagem e com camadas de temas conteporâneos. Com atuação afiada de Elisabeth Moss e uma direção espetacular de Leigh Whannell , o público é convidado a entrar numa atmosfera de tensão e de muito suspense. Até onde o ser humano poderia ir pela sua liberdade? Confira a nossa crítica a seguir.

Cena de “O Homem Invisível”. Foto: Divulgação Universal Pictures.

O filme traz a historia de Cecilia (Elisabeth Moss). Após seu ex abusivo tirar a própria vida e deixar sua fortuna, ela suspeita que sua morte tenha sido uma farsa. Assim, diante de uma série de coincidências, o perigo aumenta, se torna letal e Cecilia começa a trabalhar para provar que está sendo caçada por alguém que ninguém pode ver.

Cena de “O Homem Invisível”. Foto: Divulgação Universal Pictures.

A abordagem apresentada vai muito além de todos os elementos que compõem a produção, tendo um real significado, desde sua temática como pano de fundo até o trabalho desenvolvido com a sonoplastia e fotografia. Todos esses fatores potencializam a experiência cinematográfica. A direção de Leigh  Whannell é fenomenal. O diretor, que possui em seu currículo produções gigantescas como “Aquaman”, “Jogos Mortais” e o próximo “Espirais – O Legado Jogos Mortais”, sabe muito bem aqui desenvolver a trama e a sustenta até o fim sem pestanejar. Você é imerso naquele mundo que envolve o horror e o terror psicológico, fazendo com que “Cecilia”, interpretada magistralmente por Elisabeth Moss, impere a todo instante com sua grandeza de atuação e demonstre todas as complexas camadas e o sofrimento que aquela personagem carrega.

Cena de “O Homem Invisível”. Foto: Divulgação Universal Pictures.

 

A Blumhouse mais uma vez aqui mostra a que veio e nos entrega outra uma grande obra. Mesmo se tratando do clássico do anos 30, entrega algo atualizado e com nova roupagem, com temas extremamente relevantes e uma produção grandiosa no aspecto de sua execução e produto final.

O Homem Invisível é, sim, um filme escuro. É proposital: faz você imergir no desconforto de não enxergar aquilo que lhe faz mal e vai mais além ao mostrar que pessoas que você ama e estão ao seu lado não acreditam no “mal” que realmente existe. Assim, cabe a você lidar com o demônio e agir de maneira fria e calculista, pois, caso contrário, pode eclodir seu psicológico e você se abalar, de uma vez por todas, diante do fato.

Cena de “O Homem Invisível”. Foto: Divulgação Universal Pictures.

Alguns planos sequências permitem ao público passear por determinados campos de visões dos personagens em tela, recurso muito interessante e extremamente bem utilizado.

Por fim, a experiência diante de uma atmosfera turbulenta para a qual “O Homem Invisivel” te convida a vivenciar, se mostra extremamente positiva em seu ato final e nos entrega uma produção digna de repetir a dose e ver novamente em uma telona. Muito bom ver o trabalho de Elisabeth Moss e torcer para que as próximas produções da Blumhouse com a Universal Pictures sejam à altura desta!

CONFIRA O TRAILER:

 

 

 

 

Grande abraço e até a próxima pessoal!

NOTA: 9

LUAN RIBEIRO

 


ArteCult – Cinema & Companhia

Siga nosso canal e nossos parceiros no Instagram para  ficar sempre ligado nas nossas críticas, últimas novidades sobre Cinema e Séries, participar de sorteios de convites e produtos, saber nossas promoções e muito mais!

@artecult , @cinemaecompanhia , @cabinesete ,
@cinestimado , @sinistros.bagulhos@hospicionerdoficial

#VamosParaOCinemaJuntos

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Luan Ribeiro
Sou natural de Mata de São João, Bahia, mas atualmente moro na cidade do São Paulo. Sou formado em Engenharia, mas sempre tive uma verdadeira fixação pelo universo cinematográfico e sou o admin do @CinemaeCompanhia no Instagram. Assistir um filme é minha válvula de escape para mergulhar e me aventurar em mundos totalmente novos e me desligar dos problemas do dia-a-dia. Aproximadamente de duas a três vezes confiro as estreias da semana nas telonas, digamos que eu seja quase um “rato de cinema”. rs Será um enorme prazer compartilhar aqui minhas opiniões sobre os filmes e suas principais curiosidades. E uma ótima oportunidade para poder aprender e "trocar figurinhas" com todos vocês! Espero que se divirtam muito e curtam minhas dicas. Que a FORÇA esteja com vocês!!! Forte abraço! Luan Ribeiro. Instagram.com/CinemaeCompanhia e-mail: luancribeiro@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *