Maria do Caritó: Uma forma divertida de contar a história de tantas outras Marias

Lilia Cabral é Maria do Caritó, uma solteirona em busca do amor verdadeiro, no longa dirigido por João Paulo Jabur (‘Salve Jorge’). Produzido pela EH! Filmes, de Elisa Tolomelli, em coprodução com Globo Filmes, Das Geld, Camisa Listrada BH, Naymar, Arafoto e Afinal Filmes. Com estreia prevista para amanhã, 31 de outubro, a distribuição é assinada pela Imagem Filmes.

O longa é baseado em uma peça homônima, “escrita especialmente para o retorno da atriz Lilia Cabral ao teatro”, como conta o escritor Newton Moreno. A comédia dramática ficou cinco anos em cartaz antes de ganhar as telas dos cinemas e foi um verdadeiro sucesso de público. Indicada a seis categorias no Prêmio Shell 2010, a peça ‘Maria do Caritó’ contou ainda com a vitória de Lilia Cabral na categoria de Melhor Atriz no Prêmio Contigo 2011.

Muito popular no nordeste do país, a expressão “ficar no caritó” é utilizada para se referir a alguém que nunca casou e está encalhado. Esta é a história de Maria (Lília Cabral), uma mulher solteirona, que sonha em encontrar o verdadeiro amor. Prometida a um santo que ninguém nunca ouviu falar, ela foi guardada pelo pai para ser entregue virgem a São Djalminha. Parecia que nem um milagre poderia ajudá-la, mas o amor vem de onde menos se espera e, quando uma trupe de circo chega à cidade, Maria descobre que o mundo pode ser muito mais colorido e divertido do que ela imaginava.

 

Crítica:

Lilia Cabral está à vontade agora nas telonas com mais este icônico papel, um personagem desenvolvido para sua volta aos palcos e através do qual conseguiu várias indicações e prêmios. A história é engraçadíssima! Imagine-se na seguinte situação: seu pai e o povo inteiro de uma cidade tentando te transformar em santo, mesmo você não querendo. E no caso dela, o tempo passando, doida para arrumar um marido e ameaçando Santo Antonio (o santo casamenteiro) para conseguir logo o seu par.

Existem inúmeros cenas hilárias e os diálogos são também muito, muito engraçados. Um filme que, com seus personagens bem caricatos, chegou me lembrou bastante obras queridas como O Bem Amado e O Auto da Compadecida. Maria do Caritó é certeza de diversão e ainda traz no “pacote” um visual poético, leve, colorido e uma trilha sonora na mesma pegada da trama, ou seja, músicas cheias de humor que só agregam ao roteiro.

Além disto, o filme é capaz de utilizar com mastria alguns personagens para refletir a manipulação do Governo e da Igreja da fé dos mais humildes e necessitados. Uma excelente crítica sócio-política brasileira com alguns momentos em que você perceberá, com certeza, referências até com o atual Governo.

É sim um filme leve, colorido, cheio de poesia e com um final bem interessante. Maria representa várias mulheres do Brasil , cheis de sonhos, desejos, mas enganadas pelo seu amor, pelo Governo, pela suas igrejas. maria é uma mulher que se redescobre e se liberta.

Se vale o ingresso? Não tenha dúvida. O filme que estreia amanhã vale muito a diversão!

 

Veja algumas cenas:

(Imagens de Selmy-Yassuda)

 

O elenco conta ainda com Kelzy Ecard (‘Segundo Sol’), Leopoldo Pacheco (‘O Sétimo Guardião’), Gustavo Vaz (‘O Doutrinador’), Sylvio Zilber (‘Ponte Aérea’) e Juliana Carneiro Da Cunha (‘Assédio’).

Confira o trailer:

 

 

 

 

Sinopse:

Cansada da vida solitária que leva, Maria (Lilia Cabral) sonha em encontrar um verdadeiro amor. Prometida pelo pai para ser entregue virgem a São Djalminha, um santo de quem ninguém nunca ouviu falar, só mesmo um milagre poderia ajudar. A única certeza que Maria tem é que, custe o que custar, ela precisa sair de uma vez desse Caritó.

 

Elenco:

  • Lília Cabral – Maria do Caritó
  • Kelzy Ecard – Fininha
  • Gustavo Vaz – Anatoli
  • Leopoldo Pacheco – Coronel
  • Sylvio Zilber – Pai
  • Juliana Carneiro da Cunha – Teodora
  • Fernando Sampaio – Fonsequinha
  • Alice Assef – Noiva ex-defunta
  • Larissa Bracher – Cigana
  • Priscila Steinman -Ingênua
  • Fernando Neves – Monsenhor

 

Ficha Técnica:

  • Produtora: Elisa Tolomelli
  • Diretor: João Paulo Jabur
  • Produtor Associado: José Alvarenga Jr.
  • Roteiristas: José Carvalho e Newton Moreno
  • Diretor de Fotografia: André Horta
  • Produtora Executiva: Thais Mello
  • Diretor de Arte: Sérgio Silveira
  • Figurinista: Rô Nascimento
  • Técnico de Som: Toninho Muricy
  • Montadora: Nina Galanternick
  • Diretora de Produção: Bianca Canedo
  • Trilha Original: Sacha Amback
  • Produção: EH! Filmes
  • Coprodução: Globo Filmes, Das Geld, Camisa Listrada BH, Naymar, Arafoto e Afinal Filmes
  • Patrocínio: Energisa
  • Incentivo: Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e Fundo Setorial do Audiovisual / Ancine / BRDE
  • Distribuição: Imagem Filmes

 

EH! Filmes | Produtora

A EH! Filmes foi fundada em 1994 por Elisa Tolomelli, Produtora Executiva responsável pela produção de grandes sucessos do cinema brasileiro, como Central do Brasil, Cidade de Deus e Lavoura Arcaica.

Durante os anos de 1992 a 1996, como Diretora Comercial da Riofilme, Elisa foi responsável pela distribuição de mais de 30 filmes, entre eles “Terra Estrangeira”, de Walter Salles Jr.; “O Menino Maluquinho”, de Helvécio Ratton; e ”Cinema de Lagrimas”, de Nelson Pereira dos Santos. Esta experiência levou à criação da EH! Filmes Distribuidora, em 2013, com o lançamento do longa Noites de Reis, de Vinícius Reis. Seu próximo lançamento será o documentário O Trem da Utopia, de Beth Sá Freire e Fabrizio Mambro.

 

Globo Filmes | Coprodutora

Desde 1998, a Globo Filmes já participou de mais de 280 filmes, levando ao público o que há de melhor no cinema brasileiro. Com a missão de contribuir para o fortalecimento da indústria audiovisual nacional, a filmografia contempla vários gêneros, como comédias, infantis, romances, dramas e aventuras, apostando na diversidade e em obras que valorizam a cultura brasileira. A Globo Filmes participou de alguns dos maiores sucessos de público e de crítica como ‘Que Horas Ela Volta?’, ‘Tropa de Elite 2’, ‘Se Eu Fosse Você 2’, ‘2 Filhos de Francisco’, ‘O Palhaço’, ‘Getúlio’, ‘Carandiru’, ‘Cidade de Deus’ – com quatro indicações ao Oscar, ‘Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo a Hollywood’, ‘Tainá – A Origem, Tainá 2 – A Aventura Continua’, ‘Tudo por um Pop Star’ e Detetives do Prédio Azul – O Filme. Suas atividades se baseiam em uma associação de excelência com produtores independentes e distribuidores nacionais e internacionais.

 

Das Geld Produções | Coprodutora

A Das Geld foi criada pela atriz Lília Cabral para começar a viabilizar seus projetos pessoais . “Maria do Caritó” é sua primeira coprodução.

 

Imagem Filmes | Distribuidora

A Imagem é uma distribuidora nacional de filmes independentes comprometida com a qualidade e variedade de produções. Atuando nos segmentos de cinema, vídeo e televisão a distribuidora é responsável pelos lançamentos de grandes produções nacionais, dentre elas, destacam-se os recentes: 10 Segundos para Vencer, Antes que eu me Esqueça , Nise – O Coração da Loucura, Soundtrack, O Rastro,além das produções internacionais: Florence – Quem é Essa Mulher, Café Society, Roda Gigante, Desejo de Matar, e os recentes A Melhor Escolha e Papillon.

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Raphael Gomide
Fundador e Diretor Geral do ArteCult.com e Sócio-fundador e editor do QuadriMundi. Ambos projetos da Webstaff, sua empresa. Apaixonado pela sua família e por toda forma de ARTE e CULTURA. Nas redes sociais, administra além das páginas do ArteCult e QuadriMundi, as páginas do OlheiroMusical.com, Atuando, Dica de Vinho, Dicas de Filmes, Dicas de Livros, Dicas de Músicas, Futuristiko, Infância80, Olheiro Musical, Bullying nas Escolas, Reação Adversa e Portal TEAmigo (comunidade TEA - Transtorno do Espectro Autista).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *