Submersão: belas fotografia e paisagens te fazem mergulhar em um mundo quase alternativo

SUBMERSÃO protagonizado por James McVavoy e pela vencedora do Oscar Alicia Vikander, com estréia agendada para esta Quinta-feira, dia 19 de abril, é distribuído pela Califórnia Filmes

Uma história de amor que nos apresenta dois mundos extremamente opostos, mundos dos dois protagonistas, Danielle Flinders (Alicia Vikander) e James Moore (James McAvoy) que se encontram por acaso em um remoto hotel na Normandia. Um lugar que, por sinal, é maravilhoso!

A fotografia abraçou todas as paisagens de maneira brilhante. A luz ficou perfeitamente natural. Neste lugar ambos se preparam para uma perigosa missão. Eles se apaixonam quase contra sua vontade, mas logo reconhecem um no outro como o amor de suas vidas.

Quando precisam se separar, descobrimos que James trabalha para o Serviço Secreto Britânico. Ele está envolvido em uma missão na Somália para caçar uma fonte de terroristas suicidas se infiltrando na Europa.

Danielle ‘Danny’ Flinders é uma bio-matemática trabalhando em um projeto nas profundezas do mar para provar sua teoria sobre a origem da vida no planeta.

Logo, vivem em mundos muito diferentes. James é feito refém dos terroristas e não tem como contatá-la. Danny tem de ir ao fundo do mar em um submergível, sem mesmo saber se James está vivo.

A direção desse thriller romântico é de Wim Wenders (O Sal da Terra, Asas do Desejo), que é baseado no romance Submersão e tem roteiro assinado por Erin Dignam (The Last Face).

James McAvoy, faz um ótimo trabalho e apresenta um personagem sólido e bem estruturado fisicamente.  A vencedora do Oscar Alicia Vikander dispensa apresentações e é simplesmente brilhante em todos os seus papéis, desde os mais simples aos mais complexos. Cada olhar dado entre os atores durante o longa é intenso e profundo.

Cameron Lamb produziu o longa com Wim Wenders e Uwe Kiefer para a Neue Road Movies na Alemanha, Jean-Baptiste Baptiste Babin para o Backup Studio na França e Juan Gordon para a MorenaFilms na Espanha.

Uma complicada história que abrange algumas das preocupações mais profundas da vida, Submersão é baseado no romance de J.M. Ledgard, um jornalista que cobriu a sociedade e a política através da África para a revista The Economist e se inspirou em suas experiências de quando vivia e trabalhava na Somália:

“Eu estava muito interessando na nossa falta de perspectiva do planeta em que vivemos”, ele diz. “É muito maior do que achamos que é, muito mais complicado do que pensamos. E ao mesmo tempo é muito mais duro e desafiador. Sempre fui obcecado pelos oceanos e a ideia de que claramente existe muito mais vida no oceano do que na superfície, particularmente a vida microscópica das bactérias, vírus e algas em uma profundidade muito grande. Essa quantidade de vida pesa mais do que todo o resto da vida no planeta e é mais antiga, mais resistente e mais forte. E, não importa o que aconteça aos humanos, essa vida vai continuar em frente. Claro que sabemos agora que evoluímos a partir do fundo do oceano, onde a vida começou, no fundo do oceano.

Naquela época da minha vida estava na África”, ele continua, “estava noticiando muito sobre terrorismo e passando muito tempo com homens da Al-Qaeda, que, provavelmente não conseguiria conhecer hoje, se quisesse manter minha cabeça no lugar. Então a história é baseada nessas duas experiências”.

Ledgard criou um romance altamente intrincado, onde três mundos distintos se envolvem.

“O romance tem três frentes”, ele diz. “Uma se passa na África, e é sobre um espião britânico que é sequestrado por um grupo jihadista. A segunda frente é sobre uma professora do Imperial College, de Londres, que é uma bio-matemática, o que significa que ela estuda o volume de vida microscópica nos oceanos. E a terceira frente é o encontro desses dois personagens em um hotel na França, e forma a parte central da história. Eles vivem uma paixão avassaladora. Então é sobre ciência, crenças e amor”.

Fica aqui o convite para todos conferirem esse filme tão belo e único que tem uma história diferente e original, além do conteúdo histórico e social.

Veja o Trailer:

 

 

 

Siga-nos no Instagram @artecult / @barcelosmariane

MARIANE BARCELOS

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Jornalista por paixão. Música, Novelas, Cinema e Entrevistas. Designer de Moda que não liga para tendência. Apaixonada por música e cinema. Colunista, critica de cinema e da vida dos outros também. Tudo em dobro por favor, inclusive café, pizza e cerveja. Visite: Instagram.com/PortalMariBarcelos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *