Grande Prêmio do Cinema Brasileiro: entrevistamos o diretor do filme vencedor “Bingo, O Rei das Manhãs”. Saiba que foram os ganhadores de cada categoria!

Aconteceu dia 18/9 no Rio de janeiro a grande festa do Cinema Brasileiro: a décima sétima edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, organizada pela Academia Brasileira de Cinema com o Patrocínio Master da TV Globo e Patrocínio do Canal Brasil através da Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura. O evento premiou os profissionais e filmes lançados comercialmente no ano de 2017.

A atriz Fernanda Montenegro foi a homenageada da festa.

A Academia Brasileira de Cinema, premiou 29 categorias e Bingo – O Rei das Manhãs , de Daniel
Rezende, ganhou oito troféus Grande Otelo, nas categorias Melhor Longa-metragem de
Ficção, Montagem de Ficção, Figurino, Maquiagem, Direção de Arte, Voto Popular –
Melhor Longa-Metragem de Ficção, Ator Coadjuvante e Melhor Ator.

“Bingo, O Rei das Manhãs” foi o grande vencedor.

Homenageando o cinema brasileiros os apresentadores Charles Fricks e Laila Garin
encenaram no palco um casal, onde Nelson interpretado por Charles Fricks, recebeu
esse nome inspirado em Nelson Pereira dos Santos um dos maiores diretores
brasileiros, que infelizmente nos deixou esse ano. Além de Nelson Pereira dos Santos,
Roberto Faria e outros grandes nomes do cinema que nos deixaram esse ano foram
lembrados. Laila Garin esbanjou talento em todos os números musicais.

O presidente da Academia, Jorge Peregrino, fez um grande discurso, inclusive prometeu
se empenhar para que o premio ano que vem aconteça antes e deixou claro, que mais
uma vez por motivos de verba, o prêmio foi ameaçado. Peregrino também comentou que
o filme brasileiro indicado ao Oscar, O Grande Circo Místico, foi total apoiado pela
academia. Novas categorias foram anunciadas para o próximo ano, Série de TV e OTT.

Cena de “João, O Maestro” que conta a história do incrível João Carlos Martins

O segundo filme mais premiado foi A Glória e a Graça , de Flávio Ramos Tambellini, com
três troféus: Roteiro, Direção de Fotografia e Melhor Atriz Coadjuvante. Uma grande
vitória a um filme que conta a história de uma travesti, vivida brilhantemente por
Carolina Ferraz.

Humildade. Essa é a melhor palavra para descrever a grande homenageada da noite
Fernanda Montenegro. Precedido de imagens do clássico brasileiro Central do Brasil , de
Walter Salles, Vinicius de Oliveira hoje um homem, discursou lindamente para esse ícone
do cinema e televisão brasileira. Os importantíssimos diretores Luiz Carlos Barreto, Cacá
Diegues e Zelito Viana, subiram ao palco e entregaram o troféu Grande Otelo. Fernanda
agradeceu a todos os diretores com quem já trabalhou e ainda atribui o fato do filme
‘Central do Brasil’ , existir a Vinicius de Oliveira. Pedindo licença a Vinicius ela contou a
história, como aquele menino engraxate, pediu a Walter Salles, sem nem saber quem
era, que pagasse um café e acabou ganhando um papel no filme. Com todos já
embarcados, diante de tanta grandiosidade, Fernanda ainda se ajoelhou diante do trio
demonstrando ainda mais toda a sua humildade e gratidão.

Luiz Carlos Barreto, Cacá Diegues e Zelito Viana homenagearam Fernanda Montenegro e entregaram a ela o Prêmio Grande Otelo

Durante toda a noite o discurso político “Ele Não”, estava na boca praticamente todos os
vencedores, quase um mantra obrigatório Inclusive Vladimir Brichta disse “Bingo sim,
Bozo sim, mas Bolsonaro Não!”. Laís Bodanzky, premiada como melhor diretora por
“Como os Nossos Pais”, lembrou também do movimento ‘Mariele Presente’. Caio Gullane
fez um apelo aos políticos já eleitos e aos que irão se eleger para que prestem atenção
na cultura do nosso país e trabalhem por ele, afinal nas palavras do mesmo “Não
queremos ver nada mais da nossa cultura pegando fogo”.

Cenas de O Último Cine Drive-in , de Iberê Carvalho, finalizaram a história representada
pela dupla de apresentadores e antecederam o final do prêmio.

VENCEDORES GRANDE PRÊMIO DO CINEMA BRASILEIRO 2018:

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO
VÊNUS-FILÓ A FADINHA LÉSBICA, de Sávio Leite

MELHOR CURTA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO
OCUPAÇÃO DO HOTEL CAMBRIDGE, de Andrea Mendonça

MELHOR CURTA-METRAGEM FICÇÃO
A PASSAGEM DO COMETA, de Juliana Rojas

MELHOR MONTAGEM DE DOCUMENTÁRIO
NATARA NEY, por Divinas Divas

MELHOR MONTAGEM DE FICÇÃO
MÁRCIO HASHIMOTO, por Bingo – O Rei das Manhãs

MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA
GUSTAVO HADBA, por A Glória e a Graça

MELHOR EFEITO VISUAL
RICARDO BARDAL, por Malasartes e o Duelo com a Morte

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
MIKAEL DE ALBUQUERQUE E LUSA SILVESTRE, por A Glória e a Graça

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
MIKAEL DE ALBUQUERQUE – adaptado do livro “3000 Dias no Bunker – um plano na
cabeça e um país na mão”, de Guilherme Fiuza – por Real – O Plano Por trás da História

MELHOR FIGURINO
MÁRCIO HASHIMOTO, por Bingo – O Rei das Manhãs

MELHOR MAQUIAGEM
MÁRCIO HASHIMOTO, por Bingo – O Rei das Manhãs

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
MÁRCIO HASHIMOTO, por Bingo – O Rei das Manhãs

MELHOR TRILHA SONORA
CLAUDIO AMARAL PEIXOTO por João, o Maestro

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL
CLAUDIO AMARAL PEIXOTO, por O Filme da Minha Vida

MELHOR SOM
CLAUDIO AMARAL PEIXOTO, por João, o Maestro

MELHOR LONGA-METRAGEM ESTRANGEIRO
UMA MULHER FANTÁSTICA/ Una Mujer Fantástica(Chile) – dirigido por Sebastian
Lelio.Distribuição: Imovision

MELHOR LONGA-METRAGEM INFANTIL
FLÁVIA LINS E SILVA, LG BAYÃO E MIRNA NOGUEIRA – adaptado da série “DPA –
Detetives do Prédio Azul”, de Flávia Lins e Silva – por Detetives do Prédio Azul

MELHOR LONGA-METRAGEM ANIMAÇÃO
HISTORIETAS ASSOMBRADAS – O FILME de Victor-Hugo Borges. Produção: Mayra Lucas
e Paulo Boccato por Glaz Entretenimento

MELHOR SOM
GEORGE SALDANHA, FRANÇOIS WOLF E ARMANDO TORRES JR; ABC, por João, o
Maestro

MELHOR LONGA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO
DIVINAS DIVAS de Leandra Leal. Produção: Carol Benjamin, Leandra Leal e Rita Toledo
por Daza Filmes e Natara Ney

MELHOR LONGA-METRAGEM COMÉDIA
DIVÓRCIO de Pedro Amorim. Produção: LG Tubaldini Jr por Filmland Internacional

MELHOR ATOR COADJUVANTE
AUGUSTO MADEIRA como VASCONCELOS, por Bingo – O Rei das Manhãs

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
SANDRA CORVELLONI como GRAÇA, por A Glória e a Graça

VOTO POPULAR PARA MELHOR LONGA-METRAGEM ESTRANGEIRO
LA LA LAND – CANTANDO ESTAÇÕES

VOTO POPULAR PARA MELHOR LONGA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO
CORA CORALINA – TODAS AS VIDAS

VOTO POPULAR PARA MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO
BINGO – O REI DAS MANHÃS

MELHOR DIREÇÃO
LAÍS BODANZKY, por Como Nossos Pais

MELHOR ATOR
VLADIMIR BRICHTA como AUGUSTO MENDES, por Bingo – O Rei das Manhãs

MELHOR ATRIZ
MARIA RIBEIRO como ROSA, por Como Nossos Pais

MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO
BINGO – O REI DAS MANHÃS, de Daniel Rezende

(obs: para ver todos os concorrentes em cada categoria clique AQUI)

…e a equipe de Cinema do Artecult ainda conseguiu uma entrevista exclusiva com o diretor e editor DANIEL REZENDE, responsável pela direção do filme campeão da “Categoria de Melhor Filme” do Grande Prêmio de Cinema Brasileiro 2018 “BINGO – O REI DAS MANHÃS”, que você pode conferir abaixo, na íntegra:

Luan Ribeiro (Artecult / @CinemaeCompanhia) : Você poderia falar um pouco sobre o processo do filme “Bingo – O Rei das Manhãs”?
Daniel Rezende: A gente só faz filme para comunicar com as pessoas, acredito que fazer um filme que ele seja capaz de mudar alguma coisa em um único telespectador ele já valeu a pena ser feito. realizar um filme é muito complicado,dar muito trabalho, muita gente envolvida, muito dinheiro. a ideia é que isso toque as pessoas, faça as pessoas pensarem, sentir e se divertir… então só em você me falar que você se divertiu vendo o filme para mim já está valendo!

Mariane Barcelos (ArteCult / @TiltCine) : Percebemos diversos detalhes na produção do longa “Bingo – O rei das manhãs”como a iluminação, a trilha sonora, tudo muito bem penado e traduz uma sensibilidade muito grande, me pegou por esses detalhes fiquei impressionada. Como foi a escolha de elenco do filme, você já pensou no personagem sendo o Vladimir o seu escolhido?

Daniel Rezende: Não, na verdade o filme foi escrito para que o Vagner Moura interpretasse o Bingo, durante muitos anos o Vagner estava atrelado para fazer o filme e ele acabou por não poder fazer por questão de agenda e o próprio Vagner indicou o Vladimir que eu conhecia como profissional mas não conhecia pessoalmente e ai quando eu fiz a primeira conversa com Vladimir a gente almoçou para eu falar sobre o projeto do filme para ele, eu tinha certeza que era ele, acho que todo o elenco foi um presente, não só eles toparem fazer mas estarem juntos disponíveis para poder filmar foi um presente para mim.

Mari Barcelos: Foi espetacular!
Luan Riberio: Muito obrigado!
Daniel Rezende: Eu é que agradeço!

Veja o convite de Daniel Rezende para todos os seguidores do ArteCult :

Imagem: Luan Ribeiro

 

 

 

Veja os curtas indicados

 

Cobertura:

 MARIANE BARCELOS com colaboração de LUAN RIBEIRO

Acompanhem-nos em nossas redes sociais:

@artecult , @cinemaecompanhia e @tiltcine.

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

maribarcelos
Eu me chamo Mariane Barcelos, tenho 26 anos, sou designer e estudante de Audiovisual, construindo uma carreira na área. Já viajei para quase todos os cantos do mundo, inclusive já fui para fora do planeta, já dei um pulo em Marte, conheci uns anéis de Saturno e me aventurei em galáxias muito distantes, me transformei em bruxa, loba e vampira, também já fui super heroína e vilã. Não pensem que sou louca, sou apenas uma cinéfila que enxerga nos filmes uma maneira de se desconectar da realidade, ou quem sabe me conectar, com a minha realidade. Quando eu vejo um filme é para me conectar com aquele mundo, se não estou no clima, digo "nossa que dor de cabeça" e fica para um outro momento. Cinema é para ser sentido, para se apaixonar e se iludir. Encantar. Espero poder compartilhar com vocês, toda essa emoção que eu sinto ao assistir um filme e conseguir fazer com que vocês também embarquem nessa viagem sem destino. Agora através do ArteCult, também faça cobertura de eventos, como o Festival do Rio, RioMarket, Pré-Estreias e afins. Assim como nos filmes, espero poder trazer grandes novidades e coberturas completas em todas as mídias sociais, para que vocês, leitores, possam se sentir sempre imersos ao nosso universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *