UMA LINDA JANELA: A influenciadora Linda Rojas venceu dois diagnósticos de câncer de mama antes dos 30, hoje é mãe, e empreendedora social

 

Linda transformou sua vivência no projeto de conteúdo “Uma Linda Janela” e em consultoria empresarial focada na visão do paciente, auxiliando grandes empresa00s a entenderem o que os pacientes sentem

Uma das mais relevantes vozes no combate ao câncer de mama na internet, Linda Rojas, hoje, tem motivos de sobra para comemorar a vida! A paulistana enfrentou dois diagnósticos da doença antes dos 30 anos, em 2012 e em 2017. Superou o câncer duas vezes, e em 2021, sua vida passou por uma nova reviravolta. Ela realizou um dos seus maiores sonhos: ser mãe. Linda engravidou do Martín, que hoje está prestes a completar um ano de idade. Diante da dor, ela vem transformando a sua experiência em superação, ajudando a desmistificar o câncer de mama em diversas plataformas.

Criadora do perfil Uma Linda Janela (@umalindajanela), Linda compartilha suas vivências na internet para inspirar pessoas que sofrem o mesmo. Hoje, o perfil já soma 27,2 mil seguidores nas redes sociais e seu conteúdo é lido em cerca de 70 países. Muito além de produzir conteúdo, Linda tornou-se empreendedora social, auxiliando grandes empresas em consultorias sobre a visão do paciente, auxiliando na criação de uma conexão real do produto/serviço com o consumidor final.

A consultoria trabalha serviços e principalmente a comunicação não-violenta e sensível, voltada ao paciente. Desde a revisão do material, estratégias e identificação de possíveis gaps, até uma das partes que as empresas adoram, o Focus Group, em que um grupo de pacientes (público-alvo) aponta melhorias, sugestões, percepções, e por meio de histórias e experiências reais norteiam a efetividade do que está sendo criado para eles – diz.

Além da consultoria, Linda Rojas também ministra palestras corporativas e a sua experiência e visões únicas também despertam o interesse de marcas como a Marisa, Nestlé Health Science, Dasa, Daiichi Sankyo, Aneethun, Janssen Brasil e 3M Brasil. Mais recentemente, também foi convidada pela WinSocial, seguradora de vida do grupo Mag, para fazer parte do Conselho Consultivo da empresa representando a visão do paciente de câncer de mama, ao lado da doutora Maria Júlia Calas, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia do Rio de Janeiro.

O segmento da saúde cresce exponencialmente, e nada mais justo que reconhecer que o paciente também é um cliente e que, como consumidor, quer cada vez mais que a comunicação, os serviços ou qualquer produto atenda, de fato, às suas reais necessidades – afirma.

Prestes a viver mais uma campanha do Outubro Rosa, a influenciadora possui uma visão única do tratamento com câncer, pois além de ter vivido a experiência duas vezes, seu perfil na internet também funciona como um espaço de discussão e de troca de informações entre pacientes. Linda Rojas vem se consolidando, então, como uma das maiores porta-vozes sobre o assunto no país.

 

Maternidade e sonho realizado após o câncer de mama, por Linda Rojas

“Quando descobri o primeiro diagnóstico de câncer de mama aos 24 anos, eu já sabia que queria ser mãe. Esse sonho foi confrontado com a possibilidade real da quimioterapia afetar minha fertilidade. Fui direcionada pelos médicos a fazer o congelamento de óvulos antes do tratamento, mas pelo alto custo do procedimento, na época, não pude fazer.

Após cinco anos do diagnóstico, descobri a recidiva e se o primeiro tratamento de quimioterapia já era um risco para meu sonho da maternidade se tornar realidade, o segundo tornava tudo ainda mais difícil.

Novamente não pude congelar óvulos, desta vez precisava começar a me tratar o antes possível, com a volta do câncer precisávamos agir rápido.

Somado a isto, o tipo de tumor que tive era receptor hormonal, o que significa que desde 2012 (data do primeiro diagnóstico) faço uso de medicações chamadas de bloqueadores hormonais e como consequência, desde então, passo por uma menopausa precoce.

Somente em 2020, junto à minha equipe médica liderada pelo meu mastologista, o doutor Augusto Rocha, e depois de muito estudo de caso, abrimos uma janela nas medicações para a tentativa de engravidar.

Todos os prós e contras foram apontados mas estávamos confiantes. E para surpresa de todos, após a primeira tentativa eu estava grávida do Martin, de forma natural.

Meu filho é um símbolo de esperança para muitas mulheres e mostra o quanto nosso corpo é forte, poderoso e capaz de se regenerar. Meu corpo me curou de dois cânceres e ainda assim foi capaz de ser morada do meu bebê. 💙

Voltei a tomar minhas medicações após um mês de vida do meu filho, por que sei que preciso continuar me cuidando”.

 

Conheça a história de Linda Rojas

Linda Rojas recebeu o primeiro diagnóstico de câncer de mama em 2012, aos 24 anos. Na época, namorava o empresário carioca Caio Barreto, hoje seu marido, pai do Martín, e que esteve ao seu lado em todos os momentos. Angustiada e sem plano de saúde, a então estudante de Relações Internacionais começou uma jornada de autoconhecimento e de descobertas sobre a doença. Ao se ver como paciente, Linda identificou diversas possibilidades de melhorias nesse tipo de atendimento, em procedimentos médicos e descobriu o quanto o psicológico de quem vive com o câncer e dos seus familiares é afetado.

– Muitos assuntos relacionados ao câncer ainda são tabus. Por exemplo, não se fala muito sobre a vida sexual dos pacientes, ou a questão da fertilidade que em alguns casos pode ser comprometida pelo tratamento, sobre a maternidade no pós-doença, sobre implantes e reconstrução mamária… Esse tipo de informação passada com muita responsabilidade e muitas vezes com suporte de especialistas, torna a jornada mais leve – explica.

Após a primeira batalha e prestes a completar cinco anos sem a doença, Linda recebeu um novo diagnóstico, uma recidiva, o câncer tinha voltado na mesma mama. Em 2017, tudo recomeçou. Linda teve o segundo diagnóstico dois meses após o casamento com o seu amado Caio.

– O Caio realmente foi muito importante pra mim, o câncer de mama geralmente vem na mulher, mas todo mundo passa junto. O Caio representa todos aqueles que se colocam como parte da solução de um problema como esse, seja um vizinho, um filho, sua mãe… Pessoas que trabalham com você ou que fazem parte da sua equipe. É incrível quando se conquista algo juntos – conta ela.

Com a criação do projeto Uma Linda Janela, Linda viu sua história ser exposta amplamente, chegando a empresas, hospitais, e claro, pacientes. Assim, começou a receber inúmeras mensagens de apoio, de pessoas que assim como ela, enfrentam o câncer. Hoje, seu Instagram contabiliza cerca de 70 contatos diários.

– O que eu realmente pretendo é levar essa mensagem de superação adiante, alcançar muitos corações, em qualquer lugar! Essa linda janela que se abriu após tanta luta me fez querer compartilhar que é possível, sim, enxergar a beleza da paisagem, seja ela qual for – conclui.

 

SIGA ‘UMA LINDA JANELA’:


Instagram:@umalindajanela
: BLOG umalindajanela.com

 

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Redação do Portal ArteCult.com - Rio de Janeiro. Expediente: de Seg a Sex - Horário Comerciall. e-mail para Divulgação Artística: divulgacao@artecult.com. Fundador e Editor Geral: Raphael Gomide.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *