Teatro Castro Alves divulga lista de propostas que ocuparão a Sala do Coro no 1º semestre de 2023

Teatro Castro Alves. Foto: Divulgação.

Através de convocatória pública, 33 espetáculos de dança, música e teatro vão se apresentar no espaço

O Teatro Castro Alves (TCA) e a Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) divulgam a lista de projetos selecionados e suplentes da ‘Convocatória para Ocupação de Pauta da Sala do Coro do TCA – 1º Semestre de 2023’. Sistematizando normas, critérios e prazos para definir a programação do espaço no período de 10 de janeiro a 30 de junho do próximo ano, o procedimento estabelece uma curadoria coletiva para uso deste palco. Dentre 50 propostas inscritas, 33 espetáculos de dança, música e teatro terão pautas durante estes seis meses.

O resultado pode ser conferido no site do TCA: www.tca.ba.gov.br.

Com o chamamento público, o TCA dá maior transparência e possibilidade de acesso à Sala do Coro, essencial para a difusão das artes da Bahia, em especial para produções experimentais, de pequeno porte, independentes e emergentes, garantindo também, por outro lado, uma variedade de opções artístico-culturais respaldadas para o público.

CONVOCATÓRIAS

Reinaugurada em julho de 2018, a Sala do Coro do TCA passou por completa reforma, dentro do projeto Novo TCA. Espaço tradicional da difusão das artes da Bahia, a Sala do Coro adquiriu uma nova configuração espacial para o palco e a plateia, tendo a flexibilidade de formatos como fundamento. Múltiplos arranjos são possíveis com a arquibancada retrátil, que oferece versatilidade cênica para criadores, adaptando ao tipo que se desejar – palco italiano, arena, semiarena, cena aberta etc. Intervenções técnicas e de estrutura também incluíram a reformulação do foyer, modernização dos equipamentos de sonorização, qualificação de acústica e cenotecnia, renovação do sistema de ar-condicionado, reforma dos sanitários e camarins.

Uma programação de retomada foi realizada de setembro de 2018 a fevereiro de 2019, reintegrando artistas e públicos na rotina do espaço, como resultado da “Convocatória Especial Nova Sala do Coro – Ocupação da Pauta Artística da Nova Sala do Coro do TCA”. Foram mais de 110 sessões de 29 projetos artísticos selecionados, juntamente com a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), o Balé Teatro Castro Alves (BTCA), os Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (NEOJIBA) e as Escolas de Dança e de Música da Funceb. Mantendo o procedimento de sistematização de normas, critérios e prazos para definir a programação do espaço, foram lançadas em 2019 outras duas edições da “Convocatória para Ocupação de Pauta da Sala do Coro do TCA”, relativas ao 1º e 2º semestres daquele ano, possibilitando a seleção de 43 propostas.

A partir de março de 2020, na pandemia da Covid-19, com o período de medidas de isolamento social que suspenderam as atividades presenciais, o selo “Terça da Música” migrou para o YouTube do TCA (www.youtube.com/teatrocastroalvesoficial), contemplando uma programação com uma série de vídeos de artistas que participaram deste projeto. A Sala do Coro também foi palco, durante esta fase, para o projeto “Voltando aos Palcos”, que fez o marco da retomada de uso dos palcos do TCA, com artistas em cena e plateias à distância, de setembro a dezembro de 2020. Doze sessões semanais às sextas-feiras, em espetáculos realizados e transmitidos ao vivo, alcançaram um público de mais de 20 mil pessoas apenas no canal de YouTube do TCA – sem contar toda a audiência da TVE Bahia e da 107.5 Educadora FM Bahia, que foram também canais de veiculação em tempo real.

Em 2022, com a retomada de eventos com presença de público, a Convocatória foi retomada de forma normalizada, fazendo acontecer, na soma dos dois semestres, 70 projetos neste palco, com grande adesão de públicos.

 

SOBRE O COMPLEXO TCA – TEATRO CASTRO ALVES

Um dos mais importantes exemplares da arquitetura moderna na Bahia, o Teatro Castro Alves (TCA) assistiu à transformação urbana que Salvador vivenciou a partir da década de 1950 e a integrou, sendo um de seus mais importantes capítulos. Localizado em frente à Praça Dois de Julho, cartão postal do bairro do Campo Grande, o TCA é o principal equipamento cultural do estado, mantido pelo Governo da Bahia, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb). Sua data oficial de fundação é 4 de março de 1967. Foi tombado como patrimônio nacional pelo Instituto Nacional de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 2014.

O Complexo conta com Sala Principal (1.554 lugares) e seu foyer, Sala do Coro (com flexibilidade cênica, abarca plateias de até 350 pessoas) e seu foyer, Concha Acústica (5.000 lugares), Centro Técnico, Esplanada, Vão Livre, Jardim Suspenso e Café Teatro, além das salas administrativas e salas de ensaio. O TCA abriga ainda os dois corpos artísticos estáveis da Bahia: a Orquestra Sinfônica da Bahia e o Balé Teatro Castro Alves.

O trabalho do arquiteto Bina Fonyat se destaca, aliando o plástico ao funcional, buscando uma integração com a paisagem da cidade e um caráter multifuncional na utilização de seus espaços, sendo a Sala Principal, por exemplo, adaptável a diferentes tipos de espetáculos. Seu projeto arquitetônico alia-se ainda à importância social conferida ao TCA ao longo das décadas. O Teatro Castro Alves mantém-se no posto de vitrine da vida artística e cultural da capital, sendo um espaço que figura entre os mais conhecidos em âmbito nacional.

Esse importante papel foi se reforçando à medida que o TCA passou a expandir suas formas de contato com o público e a classe artística baiana. Ao assumir a administração deste grandioso equipamento, a atual gestão, em alinhamento com as políticas públicas da Cultura da Bahia, vem trabalhando no aprofundamento desta vocação do TCA em se transformar em um efetivo centro de produção cultural. Esse objetivo vem sendo perseguido através da reestruturação de seu modelo administrativo e, principalmente, da criação de projetos e ações que o conduzam nesta direção.

Espaço aberto para as mais diferentes expressões artísticas, o TCA olha para o futuro. E o futuro é o Novo TCA, com espaços mais bem equipados e com características multifuncionais, corpos artísticos com estruturas físicas mais compatíveis com o desenvolvimento de uma produção artística de excelência, Centro Técnico com instalações capazes de posicioná-lo de fato como uma referência no cenário nacional das artes cênicas.

Viva o TCA!

Visite o site

http://www.tca.ba.gov.br

 

 

 

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Redação do Portal ArteCult.com.   Expediente: de Seg a Sex - Horário Comercial.   E-mail para Divulgação Artística: divulgacao@artecult.com.   Fundador e Editor Geral: Raphael Gomide.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *