Rock in Rio 2019: O Terno e Capitão Fausto abrem Galp Music Valley Sessions, que antecipa encontro do Rock in Rio 2019

Dobradinha entre artistas dos dois países acontecerá no
Palco Sunset, em 6 de outubro, no Rock in Rio Brasil

 

O encontro entre os grupos O Terno e Capitão Fausto, dois grandes representantes da nova música pop do Brasil e de Portugual, inaugurou, na noite de quinta-feira, 11, o Galp Music Valley Sessions, no Capitólio em Lisboa. O evento antecipa, do outro lado do Atlântico, a dobradinha entre artistas brasileiros e portugueses que acontecerá no Palco Sunset na edição do Brasil do Rock in Rio, que acontece nos dias 27, 28, 29 de setembro, 3, 4, 5 e 6 de outubro de 2019, na Cidade do Rock, na Barra da Tijuca. O show de O Terno e Capitão Fausto abre o Sunset no último dia de festival, 6/10.

“É uma alegria muito grande abrir esse show com essas duas bandas maravilhosas. O Galp Music Valley Sessions é uma forma de não dar o privilégio desses encontros apenas para quem vai ao Rock in Rio no Brasil. O Palco Sunset nasceu em Lisboa, foi para o Rio, em 2011, e se tornou gigante. Por lá já passaram nomes como Korn, John Legend, Joss Stone, Alice Cooper… Em 2019, nós vamos ter a melhor edição e o maior line-up que o Palco Sunset já teve na história do Rock in Rio. Alguns dos headlines que estarão no palco serão Seal, Jessie J, Slayer e King Crimson. E é para lá que estamos levando os artistas portugues, a partir do Galp Music Valley Sessions”, comentou Zé Ricardo, diretor artístico do Palco Sunset e do Espaço Favela (que estreia na edição desse ano), no Brasil, e do Palco Music Valley, em Portugal.

A apresentação trouxe momentos intimistas, nos quais as bandas conversaram sobre os desafios de preparar um espetáculo e sobre a relevância do intercâmbio cultural e musical. No encontro o público pôde ver e ouvir um concerto único e original, cujo alinhamento passou por temas de cada uma das bandas, mas que também incluiu versões inéditas de alguns temas, preparados especialmente para este momento. Foi o caso de Boa Memória e Lentamente, temas da autoria dos portugueses Capitão Fausto e tocados, no palco, pelas duas bandas, e também de Culpa e , canções do reportório de O Terno que, neste espetáculo, foram interpretadas também por ambas as bandas.

Para encerrar a primeira Galp Music Valley Session o DJ Diego Miranda – que, em Setembro, também irá representar Portugal na edição brasileira do Rock in Rio, por sua vez no palco New Dance Order – foi o responsável pelo set que transformou o Capitólio numa verdadeira pista de dança.

Além do grupo Capitão Faustão, fazem parte da maior comitiva de artistas portugueses na edição do festival no Brasil, AgirCarolina Deslandes e  Blaya, também no Palco Sunset, e Diego MirandaKuraDeejay Kamala e VanBreda. no New Dance Order – espaço dedicado a musica de pista e que ocupará o lugar da antiga eletrônica no Rock in Rio.

Antes de esse time atravessar o Oceano, em setembro, o Capitólio receberá os encontros musicais neste mês e no próximo. Dando seguencia ao projeto, no dia 6 de maio, estará uma reunião dançante entre Lellê e Blaya. O dia 23 de maio será de hip hop, com os rappers Agir e Rael. E no dia 28 de maio, Carolina Deslandes, um dos maiores nomes da atual música portuguesa, divide o palco com o trio de irmãos Melim.

 

Apresentações no Brasil

Já no Brasil, durante o Rock in Rio, a agenda é a seguinte: no dia 27 de setembro Lellê recebe Blaya; no dia 3 de outubro, Rael encontra Agir para o espetáculo “Hip Hop Hurricane”; e no último domingo, 6 de outubro, Carolina Deslandes sobe ao palco com Melim, mesmo dia que banda paulistana O Terno tocará com Capitão Fausto. Todos se apresentam no Palco Sunset.

 

O Rock in Rio não pára!

Antes da edição de 2019 do Rock in Rio, no Brasil, e do anúncio oficial da edição de 2020 do Rock in Rio-Lisboa, o festival vai agradecer estes 15 anos em Portugal com aquilo a que já habituou os portugueses – as melhores propostas de entretenimento e um calendário recheado de grandes eventos.

Além das Galp Music Valley Sessions, nos dias 31 de maio, 1 e 2 de junho Lisboa vê nascer, na Cordoaria Nacional, a primeira cidade de gaming do país — a Worten Game City. O evento oferece 30 horas de entretenimento, com mais de dez zonas de atividades para todos: gamers profissionais e amadores, famílias, aficionados ou, simplesmente, curiosos. Os bilhetes já estão à venda em https://wrt.page.link/wgc.

De 2 a 5 de julho acontece a 2ª edição do Rock in Rio Innovation Week, um evento que na sua primeira edição recebeu mais de 1.000 participantes, oriundos de 15 países, e 60 horas de talks, painéis e workshops. Este ano o projeto retorna com uma programação alargada, com encontros a partir do dia 08 de maio, que vão explorar três frentes: Inspiração, Experimentação e Conexão. Sempre com muita música e conversa no LACS, em Lisboa.

Para fechar com chave de ouro, nos dias 6, 7 e 8 de setembro a Torre de Belém, um dos principais pontos de Lisboa, vai receber o espetáculo Celebration, a partir de uma mistura de música, video mapping e a maior queima de fogos já vista no Tejo. O evento, que será aberto ao público, abre no seu primeiro dia com um espetáculo comemorativo e especial, com uma orquestra que revisitará temas que marcaram as oito edições portuguesas do festival, numa composição musical inédita. Nos dias que se seguem não faltarão concertos e muita festa.

Sobre o Rock in Rio

O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985 e com 34 anos de vida, é parte relevante da história da música mundial. O evento já soma 19 edições, 112 dias e 2.038 atrações musicais. Ao longo destes anos, mais de 9,5 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock. Nas redes sociais, os números da edição de 2017 são bem impactantes. São 143 milhões de pessoas alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes do festival somente durante os dias de evento.

Nascido no Rio de Janeiro, o evento conquistou não só o Brasil como, também, Portugal, Espanha e Estados Unidos, sempre com a ambição de levar todos os estilos de música aos mais variados públicos.

Muito mais que um evento de música, o Rock in Rio pauta-se também por ser um evento responsável e sustentável.  Em 2001, por meio do projeto social “Por um mundo melhor”, assumiu o compromisso de conscientizar as pessoas para o fato de que pequenas atitudes no dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, o Rock in Rio recebeu a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis, um reconhecimento do poder realizador da marca que desenvolve diversas ações com vista à construção de um mundo melhor, como a criação de 212,5 mil empregos diretos e indiretos no total das 19 edições, e mais de R$ 100 milhões investidos em causas socioambientais e a construção de um legado positivo para as cidades onde o evento é realizado. Em 2016, foi anunciado o Amazonia Live, projeto socioambiental do Rock in Rio, presente nas edições do festival até 2019 em todos os países onde o evento é realizado. Com o projeto, já foram angariadas mais de 73 milhões de árvores por meio de doações.

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Redação ArteCult.com
Redação do Portal ArteCult.com. Expediente: de Seg a Sex - Horário Comerciall. e-mail para Divulgação Artística: divulgacao@artecult.com. Fundador e Editor Geral: Raphael Gomide.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *