Rio Carioca: Um patrimônio da Cidade Maravilhosa

Foto: Daniel Fucs

 

O Rio Carioca batiza nome dos nativos da nossa Cidade Maravilhosa. Além disso os índios Tamoyos, que habitavam a região, idolatravam sua magia pois segundo as crenças suas águas davam beleza às mulheres e virilidade aos homens.

 

Placa informativa do Rio Carioca, próximo ao Largo do Boticário

A nascente do Rio Carioca, tem seu acesso mais próximo pela Rua Almirante Alexandrino, área de Santa Teresa. Mais precisamente na Rua Almirante Alexandrino no. 5440 se tem acesso as conhecidas Caixa da Mãe D’água e o Reservatório Carioca (ou Caixas do Carioca).

Ponto de acesso mais próximo a nascente: Caixa da Mãe D`Água e Reservatório Carioca – em Santa Teresa

A Caixa da Mãe D’água é de 1744 e o Reservatório da Carioca é de 1865. O estado de conservação é ruim e esses reservatórios estão desativados. A nascente em si não é um local único dentro da Floresta da Tijuca, portanto, se fez necessário a criação dessas unidades de captação de água.

Informações técnicas da construção: local composto de uma Caixa de passagem denominada Caixa da Mãe D’Água, jardins na parte frontal, 3 reservatórios a céu aberto denominados Caixas do Carioca, o tanque de decantação, a barragem e a nascente do Rio Carioca que alimentava este sistema. Fazem também parte do conjunto as casas dos encarregados das caixas e do cloro – de construção mais recente.

Caixa da Mãe D’água é a mais antiga e visível na rua. Ela funcionava como caixa de passagem das águas na ligação com o Aqueduto da Carioca.

Caixa da Mãe D`Água

Já o Reservatório do Carioca (ou Caixas do Carioca) é a construção mais recente e no interior do local. O Reservatório em si é composto por outras construções: 3 Caixas de água, 1 decantador e 1 barragem. A capacidade das caixas d’águas é 676.000 litros. A barragem é um muro com 1 metro de altura e em formato de semicírculo. Todos as construções são interligadas por canaletes de pedra.

Caixas do Carioca

A nascente fica na chamada Fonte do Beijo, ao pé do Morro do Corcovado, acumulando-se e formando uma bacia chamada de Mãe d’Água – para depois seguir seu curso pelas Paineiras, Silvestre, Cosme Velho e Laranjeiras até chegar ao litoral, desaguando na Baía de Guanabara.

Em azul todo o trajeto do Rio Carioca – da nascente ao desague

Muitos guias de turismo destacam a qualidade e a fartura das águas do rio Carioca, e sendo fator decisivo no direcionamento e crescimento da cidade do Rio de Janeiro.

Em2005, como a prova da grandeza desse rio para a Cidade Maravilhosa, foi feita uma homenagem pela Escola de Samba União da Ilha em seu samba enredo citando a Fonte do Beijo do Rio Carioca:

“Vem meu amor, vem, vem mergulhar
Meu rio é Carioca, as águas vão rolar (bis)
Da Fonte do Beijo, no calor do desejo
Vejo a cidade despertar”

Atualmente, um bom ponto de observação e contemplação do Rio Carioca fica nos jardins da antiga casa do jornalista Roberto Marinho, local onde hoje abriga o museu Instituto Casa Roberto Marinho – aberto aos visitantes com ingresso. No local há o jardim projetado por Burle Marx, em harmonia das águas do Rio Carioca com vários lagos e peixes ornamentais.

Jardins da Casa Roberto Marinho

Após o trecho do Largo do Boticário, o Rio Carioca segue como uma galeria subterrânea e assim perdendo parte da sua glamourosa beleza e história. O seu desague fica na parte direita da praia do Flamengo onde, de forma urbanizada, se encontra com a Baía de Guanabara tendo como paisagem de fundo o Pão de Açúcar.

Desague do Rio Carioca na Baía de Guanabara ao fundo o Pão de Açúcar.

 

Eduardo Garcia
Guia de Turismo
Rio Turistando

 

 

 

 

Fontes: Site do Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), site da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) e Iracema Franco e Roberto Anderson Magalhães (2006, Inventário de Identificação dos Reservatórios da CEDAE)

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

RIO TURISTANDO
Um guia de turismo maneiro de plantão. Além disto, nutricionista, analista de sistemas e estudo Física. Sou bom motorista, entendo um pouco de alimentação, informática, ciências, convivo com acessibilidade de deficientes e autismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *