IPA? APA? RIS? Entenda essa sopa de letrinhas e conheça os principais ESTILOS DE CERVEJAS

Fala pessoal! Tudo bem com vocês? 

Hoje venho aqui falar um pouco sobre os diferentes estilos de cerveja.

Pessoas bebendo cerveja, de canudo, em um selo cilíndrico do 3o. Período Dinástico da Suméria (cerca de 2600 a.C.) Crédito: CDLI(https://cdli.ucla.edu)/Divulgação.

Há evidências de que a prática da cervejaria originou-se na região da Mesopotâmia onde a cevada cresce em estado selvagem. Os primeiros registros de fabricação de cerveja têm aproximadamente 6 mil anos e remetem aos Sumérios, povo mesopotâmico.

O tempo foi passando e hoje temos uma enormidade de estilos diferentes de cerveja. Até para nortear os fabricantes e consumidores foi criado o BJCP (Beer Judge Certification Program).

O BJCP é um programa para formação e certificação de juízes de concursos cervejeiros. O BJCP catalogou uma infinidade de tipos e estilos de cerveja e posteriormente elaborou um guia de estilos e com base nas informações das cervejas como por exemplo cor, amargor, cheiro e sabor.

OS ESTILOS

Ao todo são 23 estilos catalogados.

Abaixo falarei de alguns, colocando suas características e citando dicas.

1- IPA (India Pale Ale)

As IPAs surgiram na época da colonização inglesa da Índia. Para conservá-las por mais tempo, utilizava-se um carga extra de lúpulo.

As IPAs têm um amargor acentuado, devido aos lúpulos usados em suas fabricação, que na sua grande maioria, apresentam características herbais ou frutadas.

2-APA (American Pale Ale)

A APA é relativamente recente. Surgiu nos Estados Unidos.

As APAs têm aromas muito mais cítricos que a sua correspondente inglesa, que são característicos do lúpulo americano. Outra diferença importante está no fato de a APA possuir um certo dulçor, enquanto a IPA é conhecida por possuir um final bem seco.

3- NE IPA (New England IPA)

Também chamadas de Juicy IPA.

Os guias de estilo ainda não catalogaram suas características sensoriais. E mesmo assim, já existem variações: New England Double IPA, New England Session IPA. Mas de modo geral elas apresentam as seguintes características: coloração amarelada e turva, com aroma intenso remetendo a frutas tropicais como goiaba, manga e melão.

4- RIS (Russian Imperial Stout)

São cervejas escuras, encorpadas e com teor alcoólico elevado. Por isso dizem que elas são cervejas para o inverno. Podem remeter a café, chocolate e especiarias.

5- Porter

É uma cerveja escura, fabricada no Reino Unido que tem um agradável sabor amargo e um baixo teor alcoólico. Percebe-se bem a alta torra do malte.

 

 

6- Dry Stout

Ela possuiu uma cor preta fechada e boa formação de espuma branca e cremosa. Corpo médio-baixo, baixo amargor e final seco.

 

 

7- Sour

As cervejas sour (que significa azedo em Inglês) são aquelas que utilizam leveduras selvagens em seu processo de fermentação. Ela pode ser espontânea, isto é, com leveduras selvagens trazidas pelo ar, ou controlada, quando essas leveduras são inseridas de forma artificial no mosto.

Há estilos de cerveja sour bastante tradicionais, como é o caso das Lambic e Berliner Weisse, e outros mais contemporâneos, como as American Wild Ales, que começam a ganhar versões interessantes conforme a galera vai quebrando a barreira do preconceito e se esbaldando com as cervejas azedinhas.

8- (American) Blond Ale

Sua aparência clara e brilhante e sua espuma persistente, fazem com que esse estilo lembre uma Pilsen. Tem um sabor discreto de lúpulo, com espuma branca e persistente. Algumas cervejas podem levar uma pequena carga de trigo em sua receita, bem como alguns adjuntos como frutas e mel.

9- German Kölsch

Cerveja dourada. Uma cerveja limpa, fresca, delicadamente equilibrada, normalmente com uma nota muito sutil de frutas e lúpulos.

[Nota do Editor: “Kölsch” significa cerveja em alemão].

 

E agora minha pergunta : qual vai ser o estilo que vocês vão escolher ?

MINHAS DICAS

Seguem agora minhas dicas com seus respectivos links das cervejarias no Instagram:

1- Mordida do Tyson – Double IPA (Bella Craft Beer)

2- Vermont – New England IPA (Antuérpia)

3- Ousadia – American IPA (Cocky Rooster Brewing)

4- Moonrock – Double IPA (Hocus Pocus)

5- Expresso Caipira – Double IPA (Botocudos)

6- Qui APA – APA (Cerveja Docente)

7- Garden – New England DIPA (Octopus)

8- Polimango – Double IPA (Tupiniquim)

9- Schornstein Imperial IPA – Double Ipa (Schornstein)

10- Apa Mundi – APA (Radicale)

11- Waking Life – RIS (Hocus Pocus)

12- Shokolad Tzar – RIS (O Motim)

13- Demoiselle – Porter (Colorado)

14- Dublin – Dry Stout (O Motim)

15- Umbu Brasilien Weisse – Berliner Weisse (RockBird)

16- Lado B – Berliner Weisse (Suburbana)

17- Laranjeira – Berliner Weisse (3Cariocas)

18- Antes do Almoço – blonde ale (2 Cabeças)

19- D’alaje – American blonde ale (D’alaje)

20- Uma – German Kölsch (Uma Cerveja)

21- Wig – Kölsch (Wigg Beer)

 

Um brinde a vocês!

LUIZ HENRIQUE ASSUMPÇÃO
@Cervejemos

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Luiz Henrique Assumpção (Cervejas Artesanais)
Gastronomia - Cervejas Coluna sobre eventos cervejeiros, lançamentos de novas cervejas, estilos de cervejas e promoções.E é claro, trazer alguns amigos para apoiarem o projeto AC! Luiz Henrique Assumpção é cervejeiro caseiro, membro da confraria rj e administrador do Instagram @cervejemos. Um entusiasta do mundo das cervejas, em especial das cervejas especiais/artesanais. Instagram: @cervejemos Facebook: Facebook.com/cervejemos Luiz Henrique Assumpção (21) 98830-9723

One comment

  • Andréa Assis

    Ótimo texto, Luiz Henrique.
    Para aprender de maneira também, mas de maneira, vamos dizer, um pouco lúdica, existe uma matéria na Superinteressante publicada em março do ano passado, que trata as variedades das cervejas como uma “bacia hidrográfica” – https://super.abril.com.br/historia/bacia-hidrografica-da-cerveja/. Uma forma inovadora de enxergar. Confesso que a partir dali é que fui me interessar por cervejas que, antes, só se restringiam às pilsens. Agora conheço outros “braços” antes nunca navegados.
    Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *