O Reino de Ugarit: Descoberta por acaso em 1928, revelou um Reino de Ouro na Era do Bronze

Tábua com escrita cuneiforme de Ugarit. Museu do Louvre . Foto: Mbzt. Wikimedia Commons, Creative Commons Attribution.

 

Ugarit era uma antiga cidade portuária no noroeste da Síria, nos arredores da moderna Latakia, a cidade foi a capital de um grande e importante reino durante a idade do bronze tardia, descoberta por acidente em 1928. Suas ruínas são frequentemente chamadas de Ras Shamra. Após o promontório onde se encontram.

Muito do material remanescente veio a ser datado do final da Idade do Bronze Final, do século 14 ao século 12 AEC, seus textos religiosos, econômicos e mitológicos daquela época tiveram um grande efeito em nossa compreensão e conhecimento de a história do final do segundo milênio a.C. no mar Mediterrâneo oriental, no Levante e no oeste da Ásia.

Ilustração de como teria sido Ugarit

No entanto, naquela época, o local fundado no oitavo milênio a.C já tinha visto mais de 6.000 anos de ocupação sem interrupção e os dados e textos de Ras Shamra-Ugarit, portanto, tornaram-se importantes como um ponto de referência para o início da história do Oriente Próximo ao longo a costa levantina e o Mediterrâneo oriental.

As descobertas mais importantes são:

  •  A partitura musical completa mais antiga da história da humanidade
  • O alfabeto mais antigo ou a primeira ordem alfabética foi descoberta até agora

Farei uma palestra pela UFSM sobre este interessante Reino de Ugarit no próximo dia 22 e será via Google Meet.

Não perca!! Entre em contato comigo ou pelo site do GEMAN/UFSM para mais informações!

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *