A Dona do Pedaço: O casamento de Maria da Paz e Amadeu

O amor fortaleceu a crença em Maria da Paz (Juliana Paes) e Amadeu (Marcos Palmeira) de que a relação deles veio para interromper um ciclo de ódio que atravessou gerações entre as suas respectivas famílias. E o que parecia impossível aconteceu. Ramirez e Matheus autorizam a união do dois.

No dia da cerimônia, a cidade de Rio Vermelho comemora 100 dias sem mortes. Maria parece não acreditar que o grande dia de sua vida chegou e que a paz entre as famílias está mantida. Emocionada, ela só pensa em viver toda aquela paixão ao lado de Amadeu. Mas o que deveria ser uma grande celebração dessa união termina em tragédia. Em pleno altar e diante dos convidados, Amadeu é atingido por um tiro misterioso ao lado da noiva.  Maria se desespera, mas não há muito o que fazer. O pacto é desfeito.

O noivo é socorrido e levado para um hospital de Vitória. Ameaçada de morte pela família do amado, Maria não pode nem visitá-lo, porque os Matheus querem se vingar. Culpam a jovem pelo atentado contra o herdeiro. Diante disso, mesmo contra a vontade, Maria é orientada a fugir para São Paulo e conta com a ajuda da mãe Evelina (Nivea Maria) e do padre da cidade (Fernando Eiras). O amor interrompido a obriga a encarar uma nova vida. Maria agora precisa, sozinha, descobrir uma forma de viver longe de sua família e do seu amado.

A próxima novela das nove, ‘A Dona do Pedaço’, é escrita por Walcyr Carrasco, com Nelson Nadotti, Márcio Haiduck e Vinicius Vianna, direção artística de Amora Mautner, direção geral de Luciano Sabino e direção de André Barros, Bernardo Sá, Bruno Martins Moraes, Caetano Caruso e Vicente Kubrusly.

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

maribarcelos
Eu me chamo Mariane Barcelos, tenho 26 anos, sou designer e estudante de Audiovisual, construindo uma carreira na área. Já viajei para quase todos os cantos do mundo, inclusive já fui para fora do planeta, já dei um pulo em Marte, conheci uns anéis de Saturno e me aventurei em galáxias muito distantes, me transformei em bruxa, loba e vampira, também já fui super heroína e vilã. Não pensem que sou louca, sou apenas uma cinéfila que enxerga nos filmes uma maneira de se desconectar da realidade, ou quem sabe me conectar, com a minha realidade. Quando eu vejo um filme é para me conectar com aquele mundo, se não estou no clima, digo "nossa que dor de cabeça" e fica para um outro momento. Cinema é para ser sentido, para se apaixonar e se iludir. Encantar. Espero poder compartilhar com vocês, toda essa emoção que eu sinto ao assistir um filme e conseguir fazer com que vocês também embarquem nessa viagem sem destino. Agora através do ArteCult, também faça cobertura de eventos, como o Festival do Rio, RioMarket, Pré-Estreias e afins. Assim como nos filmes, espero poder trazer grandes novidades e coberturas completas em todas as mídias sociais, para que vocês, leitores, possam se sentir sempre imersos ao nosso universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *