Mentiras Perigosas: Entre dinheiro e segredos

 

Uma das atrizes mais queridas para os fãs brasileiros, Camila Mendes é a estrela de uma das mais recentes produções da Netflix: Mentiras Perigosas (Dangerous Lies), que está disponível na plataforma desde abril de 2020.

A história gira em torno de Katie, personagem de Mendes uma jovem no começo de sua vida. Tentando construir sua vida com seu marido Adam (Jessie T. Usher) a moça acaba sendo designada como cuidadora de Leonard (Elliott Gould), um idoso rico, após um assalto no seu antigo estabelecimento de trabalho.

Após o falecimento de Leonard, Katie e Adam são colocados como suspeitos número um de um possível assassinato, mas o que deveria ser um pequeno segredo acaba colocando o jovem casal em uma rede de mentiras e mistérios.

Sob a direção de Michael Scott e o roteiro de David Golden, o filme procura passar sempre um ar de suspense, como se a qualquer momento, uma reviravolta pudesse ocorrer. A soundtrack ajuda a criar esse clima, e o espectador acaba reparando bastante em cenas que poderiam ter passado batidas.

Cena de “Mentiras Perigosas” da Netflix. Foto: Divulgação.

O clima de mistério acompanha bem os diversos plot twists, mas o conjunto da obra acaba sendo exagerado. A narrativa tenta distrair o público, destacando momentos e conduzindo-o por um caminho que parece claro, ao mesmo tempo que introduzem personagens e novos fatores que não encaixam nos levantamentos iniciais. O final, apesar de não se tornar tão óbvio assim, não cativa tanto o espectador como o esperado.

A mesma estratégia foi vista no sucesso Entre Facas e Segredos (Knives Out, 2019), que já teve sua sequência confirmada. Dessa fórmula do sucesso, entretanto, faltou acrescentar toda a boa construção dos personagens, fazendo-os cativos na opinião dos espectadores.

Mendes, que é mais conhecida pelo seu papel Veronica Lodge na série teen Riverdale, conquistou os corações brasileiros quando se mostrou fluente em português, herança de seus pais, ambos brasileiros. Agora, interpretando uma personagem mais madura, Camila se desliga um pouco da imagem de adolescente e mostra um pouco mais do seu potencial como atriz, entregando uma atuação bastante convincente e cheia de desenvoltura nessa nova proposta.

Cena de “Mentiras Perigosas” da Netflix. Foto: Divulgação.

Sasha Alexander (Detetive Chesler) apresenta uma investigadora concisa e Jessie consegue construir um personagem coerente com o proposto, enquanto Elliott não consegue cativar o como o bom velhinho. Infelizmente, alguns personagens secundários não tiveram o merecido destaque, como o corretor de Cam Gigandet e a advogada de Jamie Chung. Com todos esses pontos negativos e a gigantesca semelhança com “Entre Facas e Segredos”, o longa acaba parecendo uma tentativa de repetição, sem muito sucesso.

Confira o trailer:

 

 

 

Nota : 6

STEPHANIE MIRANDA

 


ArteCult – Cinema & Companhia

Siga nosso canal e nossos parceiros no Instagram para  ficar sempre ligado nas nossas críticas, últimas novidades sobre Cinema e Séries, participar de sorteios de convites e produtos, saber nossas promoções e muito mais!

@artecult , @cinemaecompanhia , @cabinesete ,
@cinestimado , @sinistros.bagulhos@hospicionerdoficialp

#VamosParaOCinemaJuntos

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Stephanie Miranda
Carioca, 20 anos, estudante de engenharia, colecionadora de canhotos de ingresso de cinema e apaixonada pela Sétima Arte. Seja na telinha do meu celular ou nas telonas dos cinemas, assistir filmes é uma verdadeira paixão. Pra mim, cinema é uma das mais belas formas de arte. O modo como integra todas as outras artes é simplesmente mágico, como me faz viajar e me teleporta para outras realidades, como me envolve, me intriga, me emociona... Seja sozinha ou com amigos, cinema é sempre uma boa opção pra sair, mas se o assunto é ficar em casa, por que não maratonar aquela série? Tenho aqui no ArteCult a chance de compartilhar minhas impressões sobre um pedaço desse mundo maravilhoso e, assim, espero poder fazer vocês sentirem um pouco do que senti, e também sentir um pouco do que vocês sentiram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *