Megarrômantico: Um clichê sobre clichês

A nova aposta de filme no quesito comédia romântica da Netflix está no ar: Megarromântico.
É o clichê sobre clichês que a protagonista gostaria de nunca ter vivido.
Rebel Wilson é Natalie, uma arquiteta sem destaque algum em sua profissão e fora dos padrões de beleza. Desde cedo é desencorajada pela mãe a acreditar nos contos de fada que os filmes como Uma Linda Mulher (1990) mostram. Uma adulta sem muita autoestima, todos em seu trabalho se aproveitam disso para que lhes realize favores, abusando de sua boa vontade. As exceções são: seu melhor amigo, Josh (Adam DeVine) que de cara já percebemos seu lugar cativo na friendzone da garota, e sua melhor amiga, também assistente, Whitney (Betty Gilpin). Enquanto sua empresa está em negociação com o belíssimo Blake (Liam Hemsworth), Natalie acaba batendo a cabeça durante um assalto e acorda em um mundo paralelo, onde parece estar presa numa comédia romântica. Nesse mundo paralelo, ela e Whitney não só são arquitetas de grande sucesso como também arquirrivais, seu melhor amigo namora uma supermodelo (Priyanka Chopra) e quase todos os homens se apaixonam por ela, inclusive o bonitão Josh. Já é bem possível prever o resto da história.
Dirigido por Todd Strauss-Schulson, a história realmente não foge do esperado, mas, como essa é justamente a proposta do filme, o objetivo é alcançado com sucesso, além de transmitir uma mensagem bacana. A satirização desse tipo de filme cria momentos interessantes com uma pitada ácida de humor, mas nada muito marcante para a audiência, com o filme carregando uma avaliação geral de média a boa.

Confira o Trailer

Wilson cria um clima bem divertido no contexto do filme, mas por vezes o humor fica um pouco forçado.
É mais um filme nem tão bom assim com atores que reconhecemos de vários outros filmes que, em sua maioria, são nem tão bons assim.

STEPHANIE MIRANDA

Acompanhem-nos em nossas redes sociais:

@artecult , @cinemaecompanhia , @tiltcine @cabinesete e @cinestimado

Acompanhe o resumo do dia do universo de Cinema & Séries:

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Stephanie Miranda
Carioca, 19 anos, estudante de engenharia, colecionadora de canhotos de ingresso de cinema e apaixonada pela Sétima Arte. Seja na telinha do meu celular ou nas telonas dos cinemas, assistir filmes é uma verdadeira paixão. Pra mim, cinema é uma das mais belas formas de arte. O modo como integra todas as outras artes é simplesmente mágico, como me faz viajar e me teleporta para outras realidades, como me envolve, me intriga, me emociona... Seja sozinha ou com amigos, cinema é sempre uma boa opção pra sair, mas se o assunto é ficar em casa, por que não maratonar aquela série? Tenho aqui no ArteCult a chance de compartilhar minhas impressões sobre um pedaço desse mundo maravilhoso e, assim, espero poder fazer vocês sentirem um pouco do que senti, e também sentir um pouco do que vocês sentiram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *