Música: Zeca Pagodinho volta ao Jockey Club com o “Samba do Zeca”

Primeira edição de 2020 da roda comandada por Zeca terá a participação de Thiago Martins, dia 01 de fevereiro

Depois de uma temporada de tirar o fôlego, em 2019, Zeca Pagodinho volta ao Jockey Club com o “Samba do Zeca”, no auge do verão 2020. O espetáculo transporta para o coração da Zona Sul do Rio de Janeiro a mesma energia das lendárias rodas promovidas por Zeca em Xerém. No dia 01 de fevereiro, a partir das 16h, o bamba receberá o cantor Thiago Martins em mais um fim de tarde e início de noite como muito samba no pé e na palma da mão.

No repertório, além de sucessos do próprio Zeca como, “Verdade”, “Deixa A Vida Me Levar”, “Coração em Desalinho”, “Vai Vadiar”, sambas de Cartola, Nelson Cavaquinho, Elton Medeiros, Candeia, Casquinha, entre outros bambas. Com a direção musical e o violão de Paulão 7 Cordas, a banda do Samba do Zeca é formada por Waltis Zacarias (percussão), Rodrigo Jesus (percussão), Paulino Dias (percussão), Jorge Gomes (bateria), Alessandro Cardoso (cavaquinho) e Dudu Oliveira (sax e flauta).

O projeto realizado pela Peck Produções e Carioca Entretenimento chega ao seu quarto ano. Desde a estreia, em outubro de 2017, o “Samba do Zeca” já recebeu convidados de diferentes gerações da música brasileira, como Maria Rita, Diogo Nogueira, Moacyr Luz, Monarco, Xande de Pilares, Criolo, Marcelo D2 e Roberta Sá.

Serviço Samba do Zeca:
Data: 01/02/2020
Horário: 16h
Local: Jockey Club Brasileiro
Praça Santos Dumont, 31 – Gávea, Rio de Janeiro
Ingressos:
Pista: R﹩ 90,00 (meia-entrada)
R﹩ 180,00 (inteira)
Pista premium: R﹩ 160,00 (meia-entrada) R﹩ 320,00 (inteira)
Vendas: http://www.ingressocerto.com/samba-do-zeca-01-02
Classificação: 18 anos
Contato: (21) 2533-9935

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Daniela Fróes
Musicalmente eclética, apaixonada pela diversidade dos estilos, das festas e festivais, amante de uma boa música, principalmente das batidas eletrônicas. #Música #MúsicaEletrônica - Nunca se precisou de drogas para senti-la, a essência da batida, a sonoridade toca a alma de um jeito que não da pra ficar parado! "Quem não sente a melodia acha maluco quem dança"!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *