Missão Impossível: Efeito Fallout – Impossível é não ir assistir. Uma das melhores missões de Tom Cruise e Cia.

Que tal aprender a pilotar um helicóptero em 3 meses? Ou quem sabe saltar de um prédio, machucar feio o tornozelo e mesmo assim sair andando? Aaaah, pode ser que você queira escalar uma montanha, praticamente um precipício, sem nenhum equipamento, o que acham?

Tudo isto e muito mais, fazem a mistura do ator Tom Cruise e o icônico personagem Ethan Hunt se transformarem realmente em um só e te conduzirem perfeitamente pelo primeiro episódio que é de fato uma continuação do anterior.
Mesmo trabalhando com uma continuação, o roteiro se adapta perfeitamente para quem quer virar fã da franquia agora e fazer de Efeito Fallout, sua primeira Missão Impossível.

Com uma abertura totalmente nostálgica e cheia de referências, não só a outros filmes da franquia, mas a vários filmes do gênero, Missão Impossível: Efeito Fallout chega hoje, dia 26/7, aos cinemas brasileiros.

O roteiro muito bem desenvolvido e estruturado dá destaque para cada personagem nos momentos corretos, mesmo que o personagem principal conduza toda a trama como de costume e protagonize as maiores cenas de ação. Aliás, muito bem produzidas e apoiadas por maravilhosos e belíssimos cenários, estas cenas em grandes planos te fazem submergir em toda a ação, de maneira que você quase levanta da cadeira querendo participar. Mesmo as cenas mais longas não ficam nada cansativas. Em todo o longa, o ritmo é muito bem trabalhado dentro de um enredo cheio de reviravoltas e novos fatos que solicitam e perdem a atenção. Assim, mais de duas horas de filme passam sem que você ao menos perceba que está sentado ali tanto tempo.

A inserção de novos personagens traz um frescor às telas em relação ao filme anterior, porém, fica visível que nem todos os atores foram muito bem escolhidos e ficam meio de lado (quando assistirem irão me entender).

Claro que Henry Cavill se destaca dentro da história, bem diferente dos outros personagens. Inclusive com uma grande atuação e ótimo introsamento dentro das cenas de ações com Tom Cruise (se é que me entendem).

A trilha musical guia não só os ouvidos, mas também os olhares para os pontos desejados e, além disso, também aumentam a adrenalina nas cenas mais tensas.

 

Os efeitos sonoros trazem mais veracidade para quem está assistindo e, em alguns momentos, é apresentado o som da perspectiva do personagem, de modo que na cena vai alterando conforme as aparições, o que trouxe uma composição e ainda mais submersão nos personagens.

O filme ainda aborda algumas questões mais sociais e pessoais dentro do dilema de Ethan, como por exemplo precisar matar pessoas “do bem” e grandes criminosos.

Resumindo: O filme é espetacular, Tom Cruise e Cia. estão cada vez melhores em suas ações e interpretações. Ação praticamente do início ao fim. Uma grande produção, que vem mostrando que quando bem produzido e bem trabalhado, mesmo um grande clichê pode ser muito bom.

 

Confira o trailer: 

 

 

 

 

 

MARIANE BARCELOS

Siga-nos no Instagram @artecult / @TiltCine / @barcelosmariane

 

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

maribarcelos
Eu me chamo Mariane Barcelos, tenho 26 anos, sou designer e estudante de Audiovisual, construindo uma carreira na área. Já viajei para quase todos os cantos do mundo, inclusive já fui para fora do planeta, já dei um pulo em Marte, conheci uns anéis de Saturno e me aventurei em galáxias muito distantes, me transformei em bruxa, loba e vampira, também já fui super heroína e vilã. Não pensem que sou louca, sou apenas uma cinéfila que enxerga nos filmes uma maneira de se desconectar da realidade, ou quem sabe me conectar, com a minha realidade. Quando eu vejo um filme é para me conectar com aquele mundo, se não estou no clima, digo "nossa que dor de cabeça" e fica para um outro momento. Cinema é para ser sentido, para se apaixonar e se iludir. Encantar. Espero poder compartilhar com vocês, toda essa emoção que eu sinto ao assistir um filme e conseguir fazer com que vocês também embarquem nessa viagem sem destino. Agora através do ArteCult, também faça cobertura de eventos, como o Festival do Rio, RioMarket, Pré-Estreias e afins. Assim como nos filmes, espero poder trazer grandes novidades e coberturas completas em todas as mídias sociais, para que vocês, leitores, possam se sentir sempre imersos ao nosso universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *