Filmes da Primeiro Plano na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

“A Viagem de Pedro”, “As Verdades”, “Fédro” e “SARS-CoV-2 / O Tempo da Pandemia” terão pré-estreia mundial

 

SÃO PAULO, SP, BRASIL, 21-11-2018: – XXXXXXXX. Pedro, filme da diretora Laís Bodanzky, conta a história do primeiro Imperador do Brasil ( interpretado por Cauã Reymond) em seu retorno à Europa a bordo da nau inglesa Warspite. Durante a travessia, Pedro reflete sobre sua vida no Brasil desde a infância, quando chegou com seus pais de Portugal, em 1808, até sua saída na calada da noite, fugindo de ser apedrejado pela população, em 1831.
A bordo do Warspite, segue com Pedro a sua jovem e bela esposa, Amélia de Leuchtenberg e sua filha Maria da Glória (xxxxx) fruto de sua relação com sua primeira esposa, a austríaca, já falecida, Imperatriz Maria Leopoldina. Seu médico também o acompanha e o auxilia em uma importante questão: já há alguns meses Pedro (o maior mulherengo da história do Brasil) não consegue engravidar D. Amélia.
A viagem obriga Pedro a vencer seus medos e rever sua vida do ponto de vista pessoal. Em conversas com o comandante inglês, com o cozinheiro, o médico, a esposa, a filha e 6 escravos, ele volta no tempo e revive cenas marcantes de sua vida. (Foto: Fabio Braga/Biônica Filmes) Diretora: Laís Bodanzky – DIVULGAÇÃO.

 

“A Viagem de Pedro”

 

Primeiro longa histórico da diretora Laís Bodansky, responsável pelos premiados “Bicho de Sete Cabeças” e “Como Nossos Pais” fará sua pré-estreia mundial no evento com sessão no vão livre do Masp.

“Estrear “A Viagem de Pedro” em uma tela grande no vão livre do Masp não poderia ser melhor presente nesse momento de pandemia. Por isso decidimos fazer essa sessão especial na Mostra de São Paulo, um dos poucos festivais do mundo em formato híbrido, com parte presencial. O lugar certo para o nosso “filme de cinema”. Agradeço à Renata Almeida por este convite!”, afirma a diretora e roteirista Laís Bodanzky.

 

Sinopse: 1831, durante a travessia do Atlântico em uma fragata inglesa rumo à Europa, Pedro, o ex imperador do Brasil, busca forças físicas e emocionais para enfrentar seu irmão que usurpou seu reino em Portugal. Pedro se vê doente e inseguro. Entra na embarcação em busca de um lugar e uma pátria. Em busca de si mesmo.

Elenco:

Cauã Reymond, Luise Heyer, Victoria Guerra, Isabél Zuaa, Rita Wainer, Francis Magee, Welket Bunguê, João Lagarto, Luísa Cruz, Isac Graça, Luiza Gattai, Dirce Thomas, Marcial Mancome, Sergio Laurentino, Calvin Denangowe

Ficha Técnica:

Direção: Laís Bodanzky

Roteiro: Laís Bodanzky

Produção: Bianca Villar, Cauã Reymond, Fernando Fraiha, Karen Castanho, Laís Bodanzky, Luis Urbano, Luiz Bolognesi, Mario Canivello, Sandro Aguillar

Produtor associado: Fernando Meirelles

Produção executiva: Bianca Villar, Karen Castanho, Luis Urbano

Direção de produção: Renato Rondon, Isabel Silva

Elenco: Patricia Faria, Raquel Da Silva

Direção de fotografia: Pedro J. Marquez

Direção de arte: Adrian Cooper

Figurino: Marjorie Gueller, Joana Porto, Patricia Dória

Caracterização: Tayce Valle, Blue

Montagem: Eduardo Gripa

Som direto: Jorge Rezende, Miguel Moraes Cabral

Edição de Som: Miriam Biderman e Ricardo Reis

Mixagem: Toco Cerqueira

 

 

“As Verdades”

Dirigido pelo premiado José Eduardo Belmonte e estrelado por Lázaro Ramos, o ator volta a rodar em sua terra natal após “Ó Pai, Ó”.

Sinopse: Em “As Verdades”, o policial Josué tem que resolver um crime contra o empresário Valmir, em um pequeno município do sertão. A história acontece através de três pontos de vista. Primeiro: o crime é contado por Cícero, o matador de aluguel. Segundo: a história é narrada pelo ponto de vista de Francisca, a noiva do empresário. Terceiro: é revelado o ponto de vista de Valmir, que sobreviveu.

 

Elenco: Lázaro Ramos, Bianca Bin, Drica Moraes, Thomás Aquino, Edvana Carvalho
Participação Especial: Zé Carlos Machado

Ficha técnica:

Roteiro: Pedro Furtado e José Eduardo Belmonte

Direção: José Eduardo Belmonte

Diretora Assistente: Suzy Milstein

Direção de Arte: Dani Vilela

Figurino: Diogo Costa

Maquiagem: Rosemary Paiva

Fotografia: Marcelo Corpanni

Som Direto: Abrão Antunes

Produção: Gullane

Coprodução: Globo Filmes

Distribuição: Gullane

Supervisão de roteiro: George Moura

Produtor associado: Guel Arraes

 

 

“Fédro”

Com Reynaldo Gianecchini e José Celso Martinez Corrêa, primeiro filme do carioca Marcelo Sebá marca o reencontro entre o ator e o líder do Teatro Oficina

Sinopse:

“Fédro” é um documentário que promove o reencontro entre o ator Reynaldo Gianecchini e seu mentor, o diretor José Celso Martinez Corrêa, para a primeira leitura do texto “Fedro” de Platão, adaptado por Zé Celso. Um reencontro evitado por mais de duas décadas. O que vemos aqui é uma verdadeira aula sobre arte, amor e vida. Uma experiência transformadora.

Elenco:

José Celso Martinez Corrêa

Reynaldo Gianecchini

Ficha Técnica:

Direção e Produção: Marcelo Sebá

Codireção: Camila Mota

Assistente de Direção: Renata Young

Pesquisa para Desenvolvimento: Érica Sarmet

Produção Executiva: Carol Gesser e William Viana

Produtores Executivos: Andrea Luz, Eddie Vogtland e Marco Pisani

Assistente de Produção Executiva: Luís Knihs

Direção de Fotografia: Daniel Lima

Direção de Arte: Beli Araújo

Montagem: Alessandro Danielli

Som Direto: Tomás Franco

 

O Tempo da Pandemia – Lauro Escorel Eduardo Escorel Drauzio Varella credito Gustavo_Michelin

 

“SARS-CoV-2 / O Tempo da Pandemia” 

Documentário dirigido por Eduardo Escorel e Lauro Escorel  

A seleção para a Mostra de São Paulo é uma credencial de valor que nos permite estrear o filme cinco meses após as filmagens, preservando sua atualidadeReunimos a perspectiva dos planejadores e a dos executores, por assim dizer, que atuaram indo ao encontro do vírus. São pontos de vista complementares, ambos essenciais para captar a experiência de enfrentar a pandemia“, afirma Eduardo Escorel, que assina a direção ao lado de Lauro Escorel.

Sinopse: 

Sete médicos e especialistas em saúde pública aceitam a missão de combater a pandemia, trabalhando pro bono. A tarefa imprevista nas carreiras de Paulo Chapchap, Maurício Ceschin, Gonzalo Vecina, Drauzio Varella, Sidney Klajner, Eugênio Vilaça e Pedro Barbosa é comentada por eles. A esse comitê gestor são reunidos os relatos de sete profissionais da linha de frente, atuantes em São Paulo e Manaus, sobre a experiência de ir ao encontro da Covid-19 para cuidar de pacientes e idosos.

 

Ficha Técnica: 

Diretores                                Eduardo Escorel, Lauro Escorel

Consultoria                             Miriam IkedaKarla Giacomin 

Diretores de Fotografia         Lauro Escorel, abc; Jacob Solitrenick, abc

Diretora de Arte                    Carla Caffé, abc

Edição                                    Vinícius Nascimento, edt; Laís Lifschitz 

Música                                               João JabaceLuis Rodrigues

Produtor                                 Paulo Dantas

Produzido por                         Movi&Art, Cinefilmes

 

Eduardo Escorel – diretor 

Eduardo Escorel dirigiu, entre outros filmes, Imagens do Estado Novo 1937-45; Paulo Moura – alma brasileira; O tempo e o lugar; Deixa que eu falo; Chico Antonio – O herói com caráter; Ato de violência e Lição de amor. MontouTerra em transe, Cabra marcado para morrer, Santiago e No intenso agora, entre muitos outros. Publicou Adivinhadores de água – pensando no cinema brasileiro. Colabora com a piauí, escrevendo uma coluna semanal no site de revista. 

 

Lauro Escorel – diretor 

Lauro Escorel dirigiu, os filmes Fotografação e Sonho Sem Fim e os curtas-metragens Improvável Encontro e Libertários. Dirigiu a série para TV Itinerários do olhar e foi codiretor do filme A Fera na Selva.  Foi diretor de fotografia entre outros filmes de S.Bernardo, Toda Nudez será Castigada, Lucio Flávio, Passageiro da Agonia, Batismo de Sangue, Bye Bye Brasil, Jogo Subterrâneo, Brincando nos Campos do Senhor, Chico-Artista Brasileiro.

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Luan Ribeiro
Sou natural de Mata de São João, Bahia, mas atualmente moro na cidade do São Paulo. Sou formado em Engenharia, mas sempre tive uma verdadeira fixação pelo universo cinematográfico e sou o admin do @CinemaeCompanhia no Instagram. Assistir um filme é minha válvula de escape para mergulhar e me aventurar em mundos totalmente novos e me desligar dos problemas do dia-a-dia. Aproximadamente de duas a três vezes confiro as estreias da semana nas telonas, digamos que eu seja quase um “rato de cinema”. rs Será um enorme prazer compartilhar aqui minhas opiniões sobre os filmes e suas principais curiosidades. E uma ótima oportunidade para poder aprender e "trocar figurinhas" com todos vocês! Espero que se divirtam muito e curtam minhas dicas. Que a FORÇA esteja com vocês!!! Forte abraço! Luan Ribeiro. Instagram.com/CinemaeCompanhia e-mail: luancribeiro@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *