ENTRE FACAS E SEGREDOS: Uma Historia bem Agatha Christie, Totalmente Renovada

Mesmo a história não sendo adaptação de um dos livros de Agatha Christie, o diretor Rian Johnson (Star Wars: Os Últimos Jedi) se baseia bastante em seus livros para criar o estilo do filme de mistério policial, entretanto, o diretor consegue criar algo novo dentro desse gênero, que não faz o ritmo do filme ficar repetitivo e parecido com outras obras já feitas. Ao invés de construir o filme com a estrutura de mostrar o assassinato, seguido pela investigação e finalizando com a revelação da identidade do assassino e o motivo do assassinato, o roteiro quebra essa estrutura ao acrescentar um grande plot twist logo no inicio do segundo ato, e a partir dai, o diretor ainda consegue conduzir uma trama intrigante e interessante, construindo um clima preocupante durante a investigação e no resultado final que isso irá tomar.

Mesmo tendo renovado a estrutura desse tipo de filme, vários elementos do gênero continuam presentes no roteiro, já que ainda continuam sendo fundamentais para a construção da investigação, como o interrogatório individual dos suspeitos e dos membros da família da vítima, que também funcionam para mostrar a relação e a proximidade com a mesma, revelando também as divergências e o caráter dos personagens e mostrando que quase todos os suspeitos tinham boas razões para cometer este crime.

Embora o grande número de personagens aumente mais nossa dúvida sobre quem é o assassino, este excesso acaba sendo prejudicial, já que alguns deles têm pouca presença, funções quase inúteis ou que poderiam ser feitas por outro personagem, tornando-os descartáveis. Sendo assim uma oportunidade perdida, já que o filme conta com um grande elenco de peso, com nomes bem reconhecidos dentro do ramo, mas quando um personagem se destaca, tem uma grande função para a construção do ritmo. Um dos poucos momentos em que vemos todos os personagens interagindo entre si são em cenas em que estão todos juntos no mesmo ambiente, já que todos estão atrás da mesma coisa, ou seja, saber suas posições no testamento de Harlan Thrombey (Christopher Plummer). A cena da leitura do testamento acaba mostrando toda a falsidade e egoísmo de cada um.

Os nomes que se destacam mais no elenco são Jamie Lee Curtis, Chris Evans, Katherine Langford e Michael Shannon, todos com mais presença na trama, já que têm mais interação com a protagonista, cada um criando situações diferentes quando confrontadas, como conforto, preocupação, confiança, ou até mesmo desconforto e medo, o que ocorre em uma ótima cena de tensão cheia de ameaças pacíficas, mas que ainda deixa a personagem e o público aflito. Daniel Craig convence na postura de um investigador disposto a resolver esse mistério, mas a direção não dá a importância que o personagem tem durante a investigação. Mesmo estando presente nesses momentos, seu personagem não tem o destaque merecido, até o momento da grande revelação no terceiro ato, onde vemos todo o potencial perdido do personagem.

Ana de Armas é a atriz que mais se destaca entre o elenco, mostrando uma relação mais íntima, mas de forma amigável com Harlan, revelando que sua proximidade com ele fez os outros membros da família ter um carinho grande por ela, e de como ela é a personagem que mais se sente desconfortável dentro dessa situação, cativando o público que torce por ela a qualquer custo, já que a cada momento se encontra em situações mais difíceis e decisivas.

O plot final não surpreende tanto quanto a do início do filme, mas o desenvolvimento e o desenrolar do mistério é bem dirigido, revelando algumas últimas surpresas e amarrando as pontas soltas distintas do tema principal deixadas durante a história.

NOTA :  9,0

BRUNO MARTUCI

 

 

 

ARTECULT – Cinema & Séries
Acompanhem-nos em nossas redes sociais:

@artecult , @cinemaecompanhia ,
@cabinesete ,  @cinestimado e @hospicionerdoficial

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

BRUNO MARTUCI
Colaborador de CINEMA & SÉRIES dos sites ARTECULT.com, The Geeks, Bagulhos Sinistros, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *