Dora de Assis, a tímida Raíssa de Malhação: Toda Forma de Amar, fala mais sobre sua personagem e carreira

Dora de Assis – Foto: Jansen

Filha dos atores Lucília de Assis e Alexandre da Costa, Dora de Assis vem interpretando muito bem a correta Raíssa. Ela que vive um grande conflito entre a música e o sonho de sua mãe Carla (Mariana Santos), que a menina se torne uma grande juizá, ainda nutre um sentimento por Camelo (Ronald Sotto), namorado de sua amiga Nanda (Gabriella Mustafá). Vale lembrar que essa amizade também é uma grande questão, já que Nanda não tem uma boa índole e muitas vezes é falsa com a menina.

Confira nossa entrevista com Gabriella Mustafá, aqui.

Dora comentou sobre as mudanças que a novela trouxe para sua vida.

Nossa, tudo! A vida muda completamente porque você está em contato com o personagem todo dia, desenvolvendo e contando aquela história. É uma trama aberta, então você não sabe o que vai acontecer. Eu acho que o mais legal é isso, é ter outra pessoa dentro do seu corpo que você aciona às vezes. Então, às vezes, eu passo mais tempo de Raíssa do que de Dora. O que é bom porque ela é uma menina muito maneira. Acho que ela faz mais bem para o mundo do que eu.”

Vai no Gás e a resistência de Carla. 

O nossos país desvaloriza muito a cultura e a educação. Então, para quem vive a mesma realidade da Raíssa, eu entendo a mãe dela de querer que ela não largue os estudos. Porque é um país que está com um sucateamento na educação absurdo, com uma desvalorização da cultura constante. Não temos nenhum meio que nos incentive a consumir arte. Eu acho que temos que consumir sim, temos que buscar o nosso espaço para produzir e continuar assistindo arte.”
A atriz também comentou se já passou pela mesma questão da sua personagem, onde a mãe (os pais) querem escolher o futuro e a profissão.

Dora de Assis – Crédito: Globo/João Cotta

Eu já tive outras profissões. Quando você é artista, eu acho que você é artista na vida, principalmente no nosso onde país onde nem todo mundo pode ser atriz, o que é absurdo. Eu tive muita oportunidade de estudar, os meus pais sempre me incentivaram muito porque eles são atores. Mas, ao mesmo tempo, eu senti muita pressão. Quando os meus pais assistem a novela, eu fico nervosa. Fico mais nervosa com o que os meus pais vão achar dos episódios do que o diretor, isso não é normal. Tem uma questão aí! Temos que saber lidar com a crítica e também não querer seguir o que os nossos país esperam da gente. Não somos uma extensão deles, nós somos outras pessoasEu tentei muito não ser atriz, na verdade. Eu já fui vendedora de loja, figurinista por muito tempo, já arrumei cadeiras em desfiles. Eu fiz tudo para não ser atriz, mas falei que não ia conseguir, que não tinha emocional para isso. Para os meus pais eu não ia ser atriz e estava tudo certo. Mas eu acho que quando você quer uma coisa, e quando a coisa é sua, ela te chama. Eu nunca achei na minha vida que fosse fazer Malhação. Isso é muito bom, quando você não espera, mas a coisa é sua de alguma forma. Você sabe que não está no lugar errado, na hora errada.”

 

Relação com os pais na vida real.

 “Os meus pais se metem em tudo na minha vida. A minha mãe me buscava em festas de camisola. Eu estava beijando um garoto e ela me arrancava do beijo, era assim.”
Vale lembrar que os pais da menina, irão fazer uma participação na trama, mas infelizmente não irão contracenar juntos da filha.  “Mas só de ter eles aqui, para mim já é muito emocionante”, completou Dora.

Dora de Assis e Mariana Santos – Foto: Jansen

Mariana Santos, a mãe na ficção.

A Mariana é minha mãe mesmo! Quando eu era criança amava o Zorra Total, o meu quadro favorito era o da Mariana do ‘você fala demaaaaaais, Aderbal’. Aí eu falei que queria ser atriz e fazer o que ela fazia. Eu era viciada! Quando falaram no teste que a Mariana seria minha mãe, caso passasse, eu falei: ‘por favor, eu tenho que fazer. Me bota porque eu sou a filha da Mariana Santos. Não tem outra opção’. Eu sou a filha que a Mariana não teve, nos amamos muito. Eu amo a Mariana! Sou assim porque roubei tudo dela. Eu sou uma farsa, uma cópia muito barata da Mariana Santos” 

O funk 

Eu estou tentando, acho que isso é o mais importante. Eu sempre dancei, mas é muito diferente estar dançando funk. Estamos acostumados também de que a sensualidade é uma coisa privada da nossa vida. Uma relação com nós mesmos e com as pessoas que nos relacionamos. Ter isso exposto na TV, essa sensualidade toda e o funk, para mim é uma responsabilidade muito grande de estar vestindo essa camisa. Estamos tentando e na luta.”

 

Raíssa ( Dora de Assis ) – Crédito: Globo/Estevam Avellar

A Malhação e Definição para o sucesso. 

Eu nunca tinha visto(Malhação), na verdade. Quando iniciei a fazer testes, comecei a assistir tudo frenético, me envolvia, chorava com Malhação e assisto todo dia. Eu sofro assistindo, não é fácil para mim. É muito difícil se ver, não estamos acostumados a se ver de fora.” contou Dora. “Acho que o problema é que o sucesso vem para a gente como uma coisa inalcançável e que tem que ser perfeito. Você tem que estar com tudo em ordem na vida, quando a vida tem várias nuances. Eu acho que o sucesso é você se permitir mudanças, mas continuar sendo você. Continuar se ouvindo, temos que escutar o que o coração fala. Nos vendem uma noção de sucesso já pronta para consumirmos. Falam que ter sucesso é usar roupa tal, frequentar lugares tais, beber vinho tal, aí postamos isso e acreditamos: ‘eu sou sucesso. Olha o que eu estou vestindo, olha o que estou usando, olha onde trabalho’. E não é por aí! Temos que ser o nosso sucesso, temos que ser o melhor que conseguimos.”, completou a atriz sobre o sucesso.

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Jornalista por paixão. Música, Novelas, Cinema e Entrevistas. Designer de Moda que não liga para tendência. Apaixonada por música e cinema. Colunista, critica de cinema e da vida dos outros também. Tudo em dobro por favor, inclusive café, pizza e cerveja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *