COVID-19: Sociedade de Bariátrica inicia mutirão emergencial para operarações bariátricas no Rio de Janeiro

Sociedade de Bariátrica inicia mutirão emergencial para operar pacientes no Rio de Janeiro

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) – dentro de uma parceria inédita da Secretaria de Estado da Saúde do Rio de Janeiro – promoverá um mutirão emergencial no Hospital Carlos Chagas para realizar cirurgias bariátricas em pacientes que aguardavam na fila e já tinham realizado todas as etapas exigidas no pré-operatório para o procedimento. A ação servirá como modelo para o país.

As primeiras cirurgias foram realizadas na quinta-feira (07) pela equipe médica do presidente da SBCBM, Fábio Viegas. Os demais pacientes serão agendados conforme o gerenciamento de leitos, material e regras de segurança em função da pandemia.

No mês de dezembro, em vistoria ao Hospital, o presidente da SBCBM, Fábio Viegas, avaliou os primeiros pacientes que já haviam cumprido as etapas e exames de pré-operatórios. Na sequência todos os demais pacientes também foram avaliados.

Segundo o presidente da SBCBM, o mutirão está sendo realizado em razão da excepcionalidade e por conta do pedido de ajuda da Secretaria de Saúde para que as pessoas com pré-operatório concluído possam ser operadas.

“A cirurgia bariátrica é o melhor e, muitas vezes, o único tratamento para os casos de obesidade mórbida com doença associada. É um fator de risco para muitas doenças, entre elas a Covid-19. Quanto mais ampliarmos o serviço, maior será o impacto positivo na população. O SUS é fundamental para isso. A bariátrica não é um procedimento estético, mas que salva vidas”, diz o presidente da SBCBM, Fábio Viegas.

Os pacientes receberão acompanhamento nos 30 primeiros dias do pós-operatório no Carlos Chagas e, posteriormente, serão encaminhados para assistência endocrinológica, nutricional e psicológica no Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia (IEDE).

Entenda o caso

No Rio de Janeiro as cirurgias bariátricas precisaram ser suspensas – em agosto de 2020 – após a secretaria cancelar o contrato para realização do serviço por problemas legais de renovação, gerando uma demanda ainda maior de pacientes que precisam ser operados por problemas graves de saúde.

A Secretaria de Saúde estabelecerá cronograma para abertura dos novos serviços públicos para o tratamento cirúrgico da obesidade nos hospitais. Também foi anunciada pelo secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Chaves, a reabertura de leitos na unidade, sendo oito novos para cirurgia bariátrica no Carlos Chagas:

“Essa ação é resultado do trabalho que estamos fazendo em parceria com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, cumprindo o que afirmamos que faríamos. Os pacientes podem ter certeza de que não ficarão desassistidos, e vamos seguir acompanhando os trabalhos na ponta”, destaca o secretário Carlos Alberto Chaves.

O presidente da SBCBM, Fábio Viegas, explica que será fornecido todo subsidio técnico para que sejam estabelecidos critérios de elegibilidade e priorização dos pacientes, seleção de equipes de atendimento, e adequação de protocolos de atendimento pré e pós-operatórios:

“A SBCBM tem trabalhado incessantemente para democratizar e ampliar o acesso à cirurgia bariátrica e metabólica no país e este mutirão no Rio de Janeiro é um exemplo da nossa ação”, declarou.

Próximos passos

A SES do Rio de Janeiro prepara em caráter de urgência um chamamento para novos contratos com apoio técnico da SBCBM, com quem está trabalhando na elaboração de protocolo conjunto. O processo será feito de forma transparente e com metas claras de produtividade e resultados, para que prevaleça a qualidade do serviço. Em dez anos, 3.200 pacientes já foram operados pelo Programa de Cirurgia Bariátrica do Estado do Rio.

Depoimentos de pacientes

“Eu tenho diabetes desde 1 ano de idade e já perdi a visão de uma vista. Tomo seis injeções de insulina por dia. Minha médica disse que apenas a cirurgia bariátrica poderia me dar uma vida melhor. Para mim, a cirurgia é um recomeço.”(Rafaela Martins Abrantes Carvalho, 37 anos, técnica de enfermagem)

“A bariátrica é a realização de um sonho. Tomei a decisão de fazer a cirurgia após minha segunda gestação, quando tive um grande aumento de peso. Hoje, tenho muita dificuldade de locomoção e de cuidar dos meus filhos. Espero ter uma vida nova após a operação.” (Leane de Oliveira, 39 anos, auxiliar administrativa)

“Paciente vai passar por consulta para acertar a medicação contra a hipertensão e terá cirurgia reagendada para os próximos dias – Estou muito tranquila e feliz. Chegou a minha hora. Foram muitas dificuldades para chegar até aqui. A bariátrica é meu sonho de poder cuidar dos meus filhos, brincar e passear com eles sem dificuldades.” (Priscila Xavier dos Santos, 38 anos, vendedora)

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Redação ArteCult.com
Redação do Portal ArteCult.com.   Expediente: de Seg a Sex - Horário Comercial.   E-mail para Divulgação Artística: divulgacao@artecult.com.   Fundador e Editor Geral: Raphael Gomide.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *