FUZUÊ NERD E BUTANTÃ GIBICON: Um final de semana alucinante! Veja a cobertura completa.

 

O final de semana de 09 e 10 de junho foi especialíssimo, pois tive a oportunidade de vivenciar boa parte dos eventos de cultura Geek que aconteceram. Aliás São Paulo, que já é considerado como um dos polos mais importantes de cultura, teve nada mais , nada menos que 4 importantes eventos, praticamente simultâneos: A Bienal do Livro 2022 (@bienaldolivrosp), que ocorreu de 02 a 10 de julho no Expo Center Norte; O Anime Friends (@animefriends), considerado maior evento de Cultura Asiática da América Latina, de 08 a 10 de julho no Anhembi; O Fuzuê Nerd (@fuzuenerd), evento voltado ao público de comics, animes e mangas, dia 09 de julho no espaço Bunkyo, no Bairro da Liberdade; e a Butantã GibiCon (@butantagibicon), dias 09 e 10 de julho em espaço aberto no Instituto Butantã.

Estive no Fuzuê Nerd com meu grande amigo Maurício Bigmau no dia 09, onde realizamos uma cobertura para os Canais Grandes Heróis BR e ArteCult QuadriMundi. Nosso plano original era estarmos também na Bienal, mas os ingressos esgotaram no sábado pela manhã. O que não nos impediu de obtermos um relato muito bacana de um grande amigo que esteve lá, expondo seus quadrinhos e que obteve um estrondoso sucesso de vendas. No domingo fui na Butantâ com meu filho Kalil e sua companheira Adriana Yume (que também é quadrinista) e realizei  algumas entrevistas com produtores brasileiros.

 

Fuzuê Nerd

A terceira edição do Fuzuê Nerd ocorreu após um hiato de dois anos de pandemia e foi uma verdadeira celebração de retomada dos eventos presenciais. Segundo o site oficial, contou com 800 participantes, 104 artistas e 20 expositores entre editoras e lojas.

Esse evento marcou a celebração do encontro presencial de muitos amigos que fiz, mas cujo contato só se dava por meios virtuais. Nós latinos somos um povo que aprecia a proximidade, então abraços não faltaram em meio a muitas risadas.

Capitão Gordo

Capitão Miolo-Mole

 

Fui recepcionado pelo sempre simpático e divertido amigo Caio Sillas, criador do Capitão Gordo e de Tirinhas Infernais. Ele dividiu mesa com James Lee, criador do Capitão Miolo-Mole. Tínhamos ali 50% da Liga dos Capitães,  aglomerado de heróis com estilo cômico e inclusivo.  Sillas informou do lançamento de duas revistas para colorir de seu personagem, Capitão Gordo, para deleite das crianças e dos fãs.

 

 

 

 

 

CONFIRA A ENTREVISTA:

 

Com Junior Cortizo e Bigmau

Junior Cortizo marcou presença com as edições de seu grupo A Tribo #1 e #2 e Carrapato #1 e #2, este realizado em parceria com autor carioca Tony Brandão. Não faltaram risadas quando questionamos onde estava o Tony ou em piadas internas como chama-lo de Tony Cortizo ou Junior Brandão, fato comum realizado por fãs em eventos devido ao trabalho em parceria. Carrapato 1 e 2, que considero uma das mais importantes edições independentes do cenário de Super-heróis BR. Falamos também das expectativas em relação ao lançamento da Tribo 3, recém financiada pelo Catarse.

 

 

CONFIRA A ENTREVISTA:

 

 

Com Ede Galileu

Ede Galileu, participante do coletivo JundComics, trouxe a edição 1 do Homem-Chiclete e as 3 edições da revista Japi, coletânea de diversos autores com temáticas específicas. Destaque para a # 3 – Heroísmo, que aborda o tema em diversos  estilos diferentes. Ede comentou sobre a preparação da segunda edição do Homem-Chiclete.

 

 

 

 

CONFIRA A ENTREVISTA:

 

Com Franco de Rosa

Com Nobu Chinen

Franco de Rosa é quadrinista, editor, autor de diversos livros e empresário do ramo. Apresentou diversas edições dos selos Criativo / GRRR!, com relançamento de personagens clássicos e edições biográficas. Falamos sobre o livro Totalmente Franco, escrita pelo pesquisador e professor Nobu Chinem, que compila a trajetória de Franco de Rosa com mais de 50 anos no mercado de Quadrinhos Brasileiros.Mencionou sobre o lançamento do segundo álbum do Ultraboy, com aventuras inéditas do herói de sua criação e de seu trabalho recente em hqs voltadas ao público infantil com personagens folclóricos.

CONFIRA A ENTREVISTA:

Com Sérgio Oliveira

Sergio Oliveira é um batalhador do ramo de quadrinhos e mantém firme sua produção  independente e praticamente artesanal. Figura constante em feiras e outros espaços , tem como meta levar os quadrinhos aos novos públicos. Para isso adota a produção em formatinho com preços acessíveis. Seus títulos Ação a La Carte, Fabrica de Heróis e MegaClã  variam de R$ 5,00 a R$10,00. Inclusive encontrei uma  revista por R$ 2,00 com uma aventura curta dos Biomimetístas, grupo criado pelo Sérgio composto por pesquisadores que emulam as características de insetos.

 

Com André Caliman

 

André Caliman é quadrinista e escritor curitibano. Lançou Mistério do Pirata Avarento, hq que traz Sherlock Holmes para o contexto brasileiro do final do século XIX, interagindo com personagens históricos. Edição caprichada com capa dura, tem como atração adicional QR Codes, ao longo da HQ, que trazem vídeos com abordagens históricas dos locais e acontecimentos, complementando a experiência do leitor.

 

CONFIRA A ENTREVISTA:

 

Com Jussara e Anjo

A escritora Jussara Nunes e o desenhista Leopoldo Anjo produziram Decahedron, uma aventura de vampiros com  pegada de super-heróis, comédia e muito sangue.

 

Com Big Mau e Carlos Felipe

 

Carmelitas, uma história de pessoas com poderes na idade média, sob forte influência da igreja.  Seu autor é Carlos Felipe informou da sua intenção de dar continuidade à essa revista.

 

 

 

Com Big Mau e Sam Hart

Sam Hart, criador da saga 10 Dias Perdidos está feliz da vida pelo sucesso da campanha de pré-venda da oitava e última edição desse título. É uma história que mistura ciência e magia e se passa em 1582, na mudança do calendário Juliano para o Gregoriano. Ele conversou comigo e BigMau sobre o projeto.

 

 

 

 

CONFIRA A ENTREVISTA:

 

Com Bigmau e Germana Viana

Germana Viana,  falou de seus lançamentos na coleção Escafandro, da editora Universo de Bacon. A Marca da Liberdade, tem uma abordagem diferente à lenda do Zorro e  Viúva Veneno, aborda a perversão de uma “aparentemente indefesa mulher”. Germana é autora de diversos títulos com abordagens LGBTIQA+ . Destaque para Gibi de Menininha e Menage.

 

 

 

Coleção Catacumba

Com Kiko

Kiko Garcia e seu selo Kikocomics estavam com sua coleção Catacumba, uma série de revistas de terror com abordagens relacionadas a crimes e mitos urbanos. Fiquei encantado com o tratamento praticamente artesanal que ele realiza nas suas edições, que ampliam a percepção e interatividade do leitor. Em cada capa um elemento que insere o leitor ao contexto pretendido, como uma aplicação de relevo emulando uma aranha na edição que trata de fobias, uma faca prateada na mão do assassino ou uma imagem holográfica de uma cabeça girando na edição sobre possessão. Material muito bacana.

 

Com Big Mau e Rapha Pinheiro

Conversamos com o Rapha Pinheiro da Editora Guará  que afirmou  o retorno da segunda temporada do Almanaque Guará e de algumas séries como Cidadão Incomum do Pedro Ivo e Travessia, de sua autoria. Comentou que novos autores e personagens realizarão estreias nessa nova temporada.

 

 

Conversei também com Roberto de Castro presente no evento com sua marca Universo Fantástico. Falamos sobre as edições que sofreram atraso de produção e que tem previsão para envio agora no final de julho, como Efeito Placebo e Bertagna, de trabalhos futuros com Mozart Couto e da excelente qualidade e das edições já lançadas, como Poderoso Maximus Premium e  Zamor o Selvagem .

O incrível desenhista José Luís Padilha de obras como Astrogênese Potestade e A Maldição da Pedra Escarlate falou de seu novo projeto Os Extremos, que deve logo incluir para financiamento no Catarse.

Ao passar nas mesas dos diversos autores, era impossível não parar para conhecer tão diverso material dos quais destaco:

DestNation

Alice Através do Muro

Reino Vazio

 

Alice Através do Muro de Eric Peleias, Luke Ross e Marco Lesco em uma história de uma menina que foge de uma cidade, isolada por um muro, que ainda vive nos anos 80. Ao se deparar com o mundo na era atual, tem um choque e quer desesperadamente retornar a sua cidade;

Reino Vazio e Reino Vazio Sobrevivendo ao Fim de Claudio Alves, Daniel Alves e Thiago Ribeiro. Uma catástrofe assola a humanidade, que após um misterioso evento se vê sem a presença de nenhuma outra espécie de animal no planeta;

Destination #1 e #2 de Alessio Esteves e Lobo Loss com HQs completas e conectadas que se passam em um mundo que mistura faroeste com cyberpunk.

Esse foi um resumo do Fuzuê, mas não pensem que o dia acabou!

 

Bienal… sem ir a Bienal

Com Bigmau e Eberton Ferreira.

Ao final do sábado  nos encontramos com o nosso amigo Eberton Ferreira, quadrinista, empreendedor e criador das séries Xamã,  Causos e Os Se7e, essa última, em parceria com Marcos Gratão. O Eberton esteve na Bienal e obteve um sucesso estrondoso de vendas. O mais bacana foi seu depoimento de quantas pessoas passavam em sua mesa, sem sequer saberem que seus quadrinhos existiam e ficaram encantados com o trabalho. É o quadrinho brasileiro independente furando a bolha. Falamos sobre a quantidade de pessoas na Bienal, demonstrando o potencial que a mídia impressa ainda possui.

 

Butantã GibiCon

Butantã GibiCon

Em sua segunda edição, a Butantã GibiCon é um evento gratuito  com a presença de autores e desenhistas, com temática diversa e material independente. O público é composto do pessoal que já é aficionado  e o pessoal que está com a família passeando pelas áreas do Instituto Butantã, que vira um verdadeiro parque público aos finais de semana. Fato que também contribui para a conquista de novos leitores.

 

 

 

 

Mesas dos artistas

Ao chegar na mesa da organização, o público já era presenteado com um exemplar de  Inimigo Invisível, produção de O Corre Coletivo (@ocorrecoletivo). Essa edição, vencedora do HQMIX 2021, traz em uma abordagem lúdica, a luta contra o COVID por meio da imaginação de Jonas, um garoto da “quebrada”.  O vírus, vira um vilão e as pessoas de seu entorno, heróis nesse combate e prevenção.

 

 

 

Com Primaggio Mantovi e Franco de Rosa

Pude encontrar e tietar Primaggio Mantovi, criador do palhaço Sacarrolha. Personagem que completa 50 anos em 2022. O autor adiantou que tem a pretensão de lançar, esse ano, 3 edições bimestrais em comemoração ao cinquentenário do personagem.  Franco de Rosa, também marcou presença.

 

 

 

 

CONFIRA A ENTREVISTA:

 

Necro Morfus

Gabriel Arrais, autor que muito admiro pelos seus trabalhos, sempre criativos. Destaque ao Necro Morfus, com quatro edições publicadas. O personagem tem ao mesmo tempo um dom e uma maldição pois  ao tocar uma parte de um cadáver ele assume sua forma e suas memórias. Assim que esse dom se manifestou, ele passou a ter emoções ou sentir prazer ao assumir o corpo de outros. Também falamos de Savants of Sounds, com duas edições. Os sons tomam formas e consciência e quando criança podemos vê-los como amigos imaginários, mas que ao crescer perdemos essa habilidade. O que acontece quando um adulto passa a enxerga-los? E para fechar falamos sobre seu último trabalho, Era Uma Vez na Terra.  Um faroeste espacial, que na realidade é uma representação da relação entre pai e filho, singela homenagem que fez à um amigo pela perda o pai.

CONFIRA A ENTREVISTA:

 

Pavilhão

Assalto ao Útero

Conheci Victor Zanellato e Diogo Mendes do Molotov HQ, roteirista e desenhista respectivamente de duas obras que trazem uma visão crítica da ação do Estado em relação aos menos favorecidos.  Em Assalto ao Útero conheceremos Cristina, uma catadora de recicláveis e os obstáculos de uma gravidez diante da falta de condições e da possibilidade de tirarem sua filha no momento do nascimento. Já em Pavilhão acompanharemos a história de Everson e a trajetória que o levou a ser preso no Carandiru.

 

 

 

CONFIRA A ENTREVISTA:

 

Kauira Dorme

De Diego Torres e Lucas Andrade conheci a obra Kauira Dorme que conta a história de uma garota ou um ser de luz que viaja entre dois mundos, um mundo onírico e uma realidade de abusos na periferia de São Paulo. Quadrinhos fortes para refletir o que é realidade e o que é sonho.

 

 

 

 

 

Ricardo Souza

Ainda pude conhecer pessoalmente o autor de Zémurai, personagem que mistura duas paixões do criador Ricardo Souza, Cangaceiros fruto das histórias de cordel de sua terra natal e filmes de artes marciais que assistia na infância. Estava composto um excelente personagem com aventuras repletas de ação e misticismo, publicadas em duas edições, Zémurai Mugido da Besta Fera e Malassombros na Terra do Sol.

 

Com certeza,  esse foi um final de semana espetacular para quem, como eu, ama quadrinhos e acredita na produção Brasileira.

Viva a Cultura Brasileira!

Até a próxima!

ADALBERTO BERNARDINO

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Adalberto Bernardino é colecionador de história em quadrinhos, apaixonado pelo gênero de Super-heróis e em especial pela produção nacional. Colabora com a divulgação de material brasileiro por meio de resenhas é artigos, que expressam o seu prazer em consumir esse material. Colabora com sites e revistas eletrônicas. Recentemente criou o personagem Conector, em produção para sua estreia como roteirista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *