Carol Ferreira, ex-apresentadora de canal erótico, se lança no mercado da música

Carol Ferreira, ex-apresentadora de canal erótico, se lança no mercado da música com mesmo arranjador musical de ‘Evidências’ – Entrevistamos Carol Ferreira que lançou dia 17/07, o videoclipe no Youtube, de “Os Maridos das Outras”. Cantora desde os 12 anos, ela conta que a carreira musical estava adormecida e que não tem arrependimento algum por ter trabalhado em um canal adulto. Seu EP será lançado em breve e terá Julinho Teixeira nos arranjos e direção e Cau Mendes na produção musical.

 

Crédito: Edgar Maciel/Divulgação

 

O rosto conhecido de Carol Ferreira pode chamar a atenção de alguns, afinal ela esteve por seis anos como apresentadora de um programa na televisão. Mas, o que para muitos será novidade, é que a mineira de 36 anos além de ter o dom da locução, também usa sua voz para cantar. E de uma forma bastante empolgante e romântica! Ela comandou um programa de entrevistas no canal adulto Sexy Hot até 2010 e voltará aos holofotes neste ano se lançando na carreira da música com composições próprias. O primeiro EP da artista chegará às plataformas digitais, nas rádios e no Youtube e conta com uma produção de peso. Terá Julinho Teixeira, que foi arranjador de vários sucessos, entre eles “Evidências”, como seu arranjador no trabalho. 

Confira abaixo a entrevista exclusiva para o ArteCult: 

Mariane Barcelos (ArteCult): Carol, como você mesmo comentou, sua carreira de cantora estava adormecida. Como está sendo para você entrar no cenário musical?
Carol Ferreira: Um desafio. Desde que percebi que a música estava tomando espaço na minha vida, várias composições foram vindo, surgindo. Em 2011 comecei o projeto, mas ainda não era o momento certo. Algum tempo depois engravidei e esperei meu filho crescer para voltar a trabalhar no que acreditava: a música. O projeto deu uma pausa, mas não parei de compor. Fiz a direção de vídeo de um escritório de advocacia e esse trabalho me reaproximou de uma artista que muito admiro, a atriz Babi Xavier. Foi ela quem indicou o estúdio Playrec. Desde então começamos a trabalhar em parceria juntamente com meu agente. Em janeiro de 2018 entrei em estúdio e participei de todo processo de evolução do meu primeiro EP.

Você teve incentivo de alguém?
Meu agente , minha família, e vários amigos.

Você tem 24 músicas registradas, inclusive entre elas estão as duas que você irá lançar dia 17.
Ao longo desse tempo, chegou a pensar em mandar suas 
composições para outros artistas?
 “Cheiro do Mato” e “Por quanto tempo?” são minhas composições presentes neste EP. Tentei enviar algumas músicas para alguns cantores famosos mas eles trabalham com amigos, compõem com pessoas conhecidas. Eu tentei muito, mas não tive sucesso na época. Mas fiz algumas músicas pensando em alguns artistas e seria uma honra ter alguma música minha na voz de uma cantora ou cantor. Fiz uma música que é a cara do Zeca Baleiro, uma que combina com Mariene de Castro, outra com a Pitty…

Como está sendo voltar a sua carreira com nomes tão importantes na produção?
Uma honra! Julinho Teixeira é um mestre com simplicidade ímpar. Um ouvido absoluto e talento que nunca vi igual. Tive sorte dele aceitar entrar no meu projeto e sorte por ter visto todo o processo sendo cuidado por ele e Cau Mendes, que é o produtor musical que abraçou a ideia, me recebeu com respeito e profissionalismo. Hoje a Playrec é nossa parceira nos nossos trabalhos relacionados a música.

Você foi a primeira apresentadora do canal Sexy Hot, e ficou alguns anos nessa posição. Quais pontos dessa sua experiência anterior, você leva consigo para sua nova fase?
Foi uma fase muito importante. Eu cresci e evolui como pessoa e apresentadora. Sempre agradeço por ter sido a primeira apresentadora e ter ficado neste posto por seis anos. Foi um ciclo com começo, meio e fim. Guardo o melhor dessa época. Agora é outra fase, o microfone ganha outra importância, ao invés de conversar, falar, vou cantar minha verdade.

Tem alguma cantora ou cantor que seja sua inspiração?
Brasil : Maria Bethânia
Internacional: Sade Adu

Ouçam meu single: Os maridos das outras nas plataformas digitais. E o meu EP que está lindo. Beijo grande!

 

Para a estreia na música, Carol disponibilizará três canções, duas delas composições próprias – “Cheiro do Mato” e “Por quanto tempo” – e uma versão de um autor português, Miguel Araújo, chamada “Os Maridos das Outras”, que também ganhará um videoclipe dia 17. Uma quarta canção, “Não Dá”, também versão portuguesa, será lançada em breve, também como parte do EP.  O que para muitos será uma novidade, para a cantora – que iniciou na música aos 12 anos e passou parte da adolescência cantando na igreja – é um projeto que começou em 2008, quando ainda era apresentadora e compôs sua primeira música. Somente neste ano, Carol coloca em prática um sonho antigo. 

Também me inscrevi para o programa Popstar, que formou o grupo Rouge, e fui até a segunda etapa. O sonho de cantar profissionalmente estava adormecido em mim. Mas retomei esse projeto musical há seis anos e comecei a compor mais ainda, e falar de tudo nas minhas músicas, seja de amizade, de amor, de tristeza ou de pé na bunda. Hoje tenho 24 músicas registradas e separei duas para lançar neste meu primeiro EP. Para esse lançamento escolhi canções que trazem um mix de sentimentos e para vários momentos, seja animado ou mais romântico. Cada música tem uma proposta e eu estou na expectativa de ser tão bem recebida no mercado da música quanto fui na carreira de apresentadora”

… conta Carol, que tem parceria da Playrec Stúdios para este trabalho. 

Confira o clipe da Carol Ferreira:

.

.

.

.

Agora na carreira musical, Carol espera que seu crescimento seja tão positivo quanto foi quando era apresentadora:

“Eu quero fazer parcerias, e quero crescer gradativamente, assim como fiz quando era apresentadora. Quero muito evoluir na música e espero receber um bom retorno do público depois que lançar este meu primeiro trabalho.”

MARIANE BARCELOS

Siga-nos no Instagram @artecult / @TiltCine / @barcelosmariane

 


Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

maribarcelos
Eu me chamo Mariane Barcelos, tenho 26 anos, sou designer e estudante de Audiovisual, construindo uma carreira na área. Já viajei para quase todos os cantos do mundo, inclusive já fui para fora do planeta, já dei um pulo em Marte, conheci uns anéis de Saturno e me aventurei em galáxias muito distantes, me transformei em bruxa, loba e vampira, também já fui super heroína e vilã. Não pensem que sou louca, sou apenas uma cinéfila que enxerga nos filmes uma maneira de se desconectar da realidade, ou quem sabe me conectar, com a minha realidade. Quando eu vejo um filme é para me conectar com aquele mundo, se não estou no clima, digo "nossa que dor de cabeça" e fica para um outro momento. Cinema é para ser sentido, para se apaixonar e se iludir. Encantar. Espero poder compartilhar com vocês, toda essa emoção que eu sinto ao assistir um filme e conseguir fazer com que vocês também embarquem nessa viagem sem destino. Agora através do ArteCult, também faça cobertura de eventos, como o Festival do Rio, RioMarket, Pré-Estreias e afins. Assim como nos filmes, espero poder trazer grandes novidades e coberturas completas em todas as mídias sociais, para que vocês, leitores, possam se sentir sempre imersos ao nosso universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *