Brasil se despede de uma de suas maiores atrizes: Marília Pera

O Brasil se despede hoje, 05/12/15, de Marília Pera, uma das maiores representantes das artes cênicas no Brasil.

Filha dos atores Dinorah Marzullo Pêra e Manoel Pêra, Marília nasceu no Rio de Janeiro. Aos quatro anos de idade estreou na tragédia grega “Medéia”. Na juventude foi bailarina chegando a se apresentar no exterior e dançando na lendária montagem de “My fair lady”, com Bibi Ferreira e Paulo Autran.

DT_MariliaCarmenMirandaTragédias, comédias, dramas e musicais, por todos esses gêneros teatrais deixou sua marca. Seria impossível destacar alguns poucos espetáculos dentre os quase sessenta protagonizados por Marília Pêra, mas “Brincando em cima daquilo” em 1984 foi considerado pela crítica teatral um marco na atuação de uma atriz para o teatro brasileiro. Mais recentemente, sua atuação em “Mademoiselle Chanel”, que fez temporada em Paris, rendeu vigorosa saudação por parte da imprensa especializada francesa.

DT_MariliaIrmaVapMarilia Pera também dirigiu uma das peças mais famosas do Brasil: O Mistério de Irma Vap, com seus amigos Ney Latorraca e Marco Nanini.

Em televisão já atuou em quase cinquenta programas, contando novelas, minisséries, humorísticos, especiais, seriados, etc. Sua primeira aparição foi em “Rosinha do sobrado” de 1965, na Rede Globo, onde fez a protagonista Rosinha. Dentre seus personagens mais marcantes podemos citar a perversa Juliana na adaptação de “O primo Basílio”, a doce Ana em “Quem ama não mata”, a brejeira Rafaela de “Brega e chique”, a imponente Sarah Kubitschek, na minissérie “JK” e a irresistível Darlene no seriado “Pé na cova” ainda no ar.

Cena da novela BREGA & CHIQUE em que Rafaela (Marília Pêra) e Montenegro (Marco Nanini) olham rugas no espelho:

No cinema trabalhou em quase 30 filmes de longa-metragem, lembrado que na prostituta Suely de “Pixote” e na beata Perpetua de “Tieta do agreste”, Marília ganhou relevantes prêmios nos mais importantes festivais do mundo, incluindo o prestigiadíssimo National Society Critics Awards de melhor atriz em 1982.

DT_MariliaPixote

Um dos papéis mais famosos de Marília no Cinema: a prostituta Suely de “Pixote”

Vale ressaltar ainda as personagens Ana Moreno em “Bar Esperança” e as impagáveis Magda e Magali, duas irmãs gêmeas no filme “Polaróides urbanas”, de Miguel Falabella.
Sendo uma artista completa, além de coreógrafa, bailarina, cantora e atriz, Marília Pêra também é autora com dois livros publicados, diretora de teatro e de shows, dirigindo atores como Ney Latorraca e Marco Nanini em “O mistério de Irma Vap” e cantores como Wanessa Camargo e a dupla Christian e Ralph em espetáculos que correram todo o Brasil . E, reafirmando todo esse histórico de sucesso, Marília reúne mais de setenta premiações, homenagens e comendas recebidas.

DT_MariliaMocidade

Marilia foi homenageada no Carnaval neste ano de 2015, quando a Mocidade Alegra apresentou o desfile “Nos palcos da vida… Uma vida no palco: Marília”.

DT_MariliaGramadoEm agosto do mesmo ano, ela foi a grande homenageada do Festival de Cinema de Gramado, onde recebeu o prestigiado Troféu Oscarito.

Faleceu em seu apartamento em Ipanema, no Rio de Janeiro, no dia 5 de dezembro de 2015. Em seus últimos meses de vida, a atriz lutava contra um câncer de pulmão. Ela passara o ano em tratamento médico, segundo informações dos familiares, combatendo um desgaste nos ossos do quadril, o que a fez se afastar do trabalho.

 

Para entender a dimensão do talento de Marília Pera, vejam os principais prêmios (principais!) que ela recebeu:

1969 – Prêmio de Melhor Atriz de Teatro pela APCA por atuação em “Fala Baixo Senão eu Grito”
1969 – Prêmio de Melhor Atriz pelo Governo do Rio de Janeiro por atuação em “Fala Baixo Senão eu Grito”
1969 – Prêmio Molière de Melhor Atriz por atuação em “Fala Baixo Senão eu Grito”
1971 – Troféu Imprensa de Melhor Atriz por atuação em “O Cafona”
1973 – Prêmio Molière de Melhor Atriz por atuação em “Apareceu a Margarida”
1977 – Prêmio Mambembe de Melhor Atriz por atuação em “O Exercício”
1980 – Prêmio Air France de Melhor Atriz por atuação em “Pixote”
1981 – Prêmio de Melhor Atriz pela Sociedade de Críticos de Cinema de Boston (Society of Films Critics), Estados Unidos, pela atuação em “Pixote”
1982 – Prêmio de Melhor Atriz pela Sociedade de Críticos de Cinema dos Estados Unidos (National Society of Critics Awards – USA), pela atuação em “Pixote”
1983 – Kikito de Ouro de Melhor Atriz (Festival de Gramado) por atuação em “Bar da Esperança”
1983 – Prêmio Air France de Melhor Atriz por atuação em “Bar da Esperança”
1983 – Prêmio de Melhor Atriz de Cinema pela APCA por atuação em “Bar da Esperança”
1983 – Prêmio Molière de Melhor Atriz por atuação em “Brincando em Cima Daquilo”
1983 – Prêmio Mambembe de Melhor Atriz de Teatro por atuação em “Adorável Júlia”
1983 – Prêmio de Melhor Atriz de Televisão pela APCA por atuação em “Quem Ama não Mata”
1987 – Troféu Imprensa de Melhor Atriz por atuação em “Brega & Chique”
1987 – Kikito de Ouro de Melhor Atriz (Festival de Gramado) por atuação em “Anjos da noite”
1988 – Prêmio de Melhor Atriz de Televisão pela APCA por atuação em “Brega & chique”
1988 – Prêmio de Melhor Atriz de Cinema pelo Festival de Cartagena (Colômbia) por atuação em “Dias melhores virão”
1988 – Comenda da Ordem do Rio Branco no Grau de Oficial
1989 – Menção como uma das Melhores Atrizes da década pela Sociedade de Críticos de Cinema dos Estados Unidos
1996 – Prêmio de Melhor Atriz no Festival de Havana por atuação em “Tieta do Agreste”
1996 – Prêmio de Melhor Atriz de Cinema pela APCA por atuação em “Tieta”
1996 – Prêmio de Melhor Atriz de Teatro pela APCA por atuação em “Master Class”
1997 – Prêmio Mambembe de Melhor Atriz de Teatro por atuação em “Master Class”
1996 – Prêmio Sharp de Melhor Atriz de Teatro por atuação em “Master Class”
1999 – Grande Prêmio Cinema Brasil, na categoria de Melhor Atriz, por atuação em “O Viajante”
2003 – Comenda da ordem do mérito cultural na classe de comendador – Ministério da Cultura
2004 – Prêmio Shell de Melhor Atriz por atuação em “Fala Baixo Senão eu Grito”
2005 – Prêmio Qualidade Brasil de Melhor Atriz por atuação em “Mademoiselle Channel”
2005 – Prêmio Shell de Melhor Atriz por atuação em “Mademoiselle Channel”
2006 – Prêmio Eletrobrás de Melhor Atriz por atuação em “Mademoiselle Chanel”
2007 – Lente de Cristal de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Miami por atuação em “Polaróides Urbanas”
2007 – Prêmio Faz Diferença 2006 de Melhor Atriz por atuação em “Mademoiselle Chanel”
2008 – Prêmio Contigo! De Melhor Atriz Coadjuvante por atuação em “Duas Caras”
2009 – Prêmio Arte Qualidade Brasil de Melhor Atriz Teatral Musical por atuação em “A Gloriosa”

Veja AQUI a carreira completa da atriz. Visite também o seu SITE OFICIAL.

DT_MariliaAnos60MARÍLIA PERA
*22/01/1943 +05/12/2015

Fontes:

Site Oficial de Marília Pera (http://mariliapera.com.br)

G1 – Rio Grande do Sul

Wikipedia

Teatropedia – O Mistério de Irma Vap

YouTube

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Raphael Gomide
Fundador e Diretor Geral do ArteCult.com e Sócio-fundador e editor do QuadriMundi. Ambos projetos da Webstaff, sua empresa. Apaixonado pela sua família e por toda forma de ARTE e CULTURA. Nas redes sociais, administra além das páginas do ArteCult e QuadriMundi, as páginas do OlheiroMusical.com, Atuando, Dica de Vinho, Dicas de Filmes, Dicas de Livros, Dicas de Músicas, Futuristiko, Infância80, Olheiro Musical, Bullying nas Escolas, Reação Adversa e Portal TEAmigo (comunidade TEA - Transtorno do Espectro Autista).