DUAS CRUZES – CONTOS MINEIROS: Entrevistamos o autor JOSÉ VECCHI DE CARVALHO

 

Recebi de meu amigo e escritor, José Vecchi de Carvalho, o Livro “Duas Cruzes“, lançado pela Editora Kazuá. Um livro para quem quer conhecer a mata mineira. Descreve geografias de lugares fantásticos, não é por acaso que o maior protagonista do livro é a paisagem.

Segue a entrevista que fiz com o autor:

ArteCult – Fale-nos um pouco sobre você:

Vechi: Nasci em Cataguases em dezembro de 1959. Fui pra Viçosa em 1981 para trabalhar e me formei em Letras pela Universidade Federal de Viçosa. Trabalhei com Tecnologia da Informação até me aposentar. Meu ingresso no mundo das artes se deu pela música, e a literatura andava em paralelo até me atrair com mais pujança. Daí comecei a publicar alguns contos em coletâneas de concursos, jornais, revistas e blogs literários.

ArteCult – Como surgiu a ideia de escrever o livro: Duas Cruzes?

Vechi: Depois que me aposentei, passei a dedicar mais tempo à literatura: lendo e fazendo cursos. Eu vinha escrevendo algumas histórias com base nas minhas leituras, observações e vivências. Quando reli os contos, vi que eles podiam ser organizados de forma que comporiam uma novela e comecei a trabalhar com esse objetivo. Eis que surgiu o concurso de criação literária da editora Kazuá, para livros de contos, romance e dramaturgia. Então, resolvi remodelar os textos para torná-los mais independentes e tentar recuperar as características estruturais de contos. Enviei o original em junho de 2017 para o concurso. Em novembro fui informando pela editora sobre a classificação para a segunda etapa e, de acordo com o modelo do concurso, recebi uma proposta para publicação. O Duas cruzes foi finalista nesse concurso e lançado em 2018.

ArteCult – O livro reúne vários contos, certo? Fale um pouco sobre o livro.

Vechi: São dezoito contos ditos emoldurados. Todas as histórias se passam na mesma cidade; o mesmo narrador está presente em todos os contos, ora narrando, ora escutando o que lhe é contado; e alguns personagens estão presentes em mais de uma história. O narrador, depois de muitos anos morando na capital, decide passar uns dias de férias na sua cidade natal. Ele reencontra parentes, amigos e se depara com fatos e histórias que o fazem refletir sobre valores e temas como amor, solidão, ganância, mentira e traição. Apesar da independência dos contos, o livro pode ser visto como várias histórias que servem de pano de fundo para uma história principal, como se fossem todos os contos parte de uma única história fragmentada.

ArteCult – Possui outros livros publicados?

Participei, como coautor, do livro de crônicas “A casa da rua alferes” (2006). O livro foi idealizado por um amigo que me convidou para participar. São quatro autores e cada um de nós participou com quatro crônicas.

ArteCult – Planeja outros livros?

Vechi: Esse ano de 2020, devo lançar meu segundo livro, também de contos, que está praticamente finalizado.

ArteCult – Como adquirir seu livro?

Vechi: O “Duas cruzes”, na loja virtual da editora Kazuá e no site da Amazon.

ArteCult – Para finalizar, deixe um recado para os leitores.

Vechi: Primeiramente, agradeço aos que leram e aos potenciais leitores. Os contos do livro Duas Cruzes, apesar de estarem impregnados de um ambiente interiorano, procuram tratar de temas presentes em todos os lugares e a todo tempo. O leitor vai se deparar com o amor sublimado pela longa vida de um casal; o idealismo de uns e o arrivismo de outros; a leitura como lenitivo para a solidão; o senso comum e o preconceito; as relações familiares e sociais desgastadas por um período de polarização política. Além disso, para reforçar a importância da relação entre pessoas de pensamentos diversos, o livro apresenta duas histórias diferentes sobre a mesma personagem, nos contos “Buniteza” e “Nana”, e mostra que o acirramento de posições antagônicas inviabiliza essa relação.

 

Agradeço ao Vecchi, desejo sucesso e fico na expectativa de outro livro.

Abraço a todos!

LUIZ SAID

 

SERVIÇO

DUAS CRUZES

  • Autor: José Vecchi de Carvalho
  • Capa comum: 107 páginas
  • Editora: Editora Kazuá
  • Edição: 1ª (2018)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8555651328
  • ISBN-13: 978-8555651328
  • Dimensões da embalagem: 21 x 14 x 0,8 cm
  • Peso de envio: 141 g

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

LUIZ SAID
Formado em ciência da computação, Luiz Antonio Kohler Said nas horas vagas tem o hábito de escrever. Publicou dois livros. O primeiro “O crime do milênio” escrito em 1999 e publicado em 2002 e mais recente (final de 2018) o livro “Antes de Morrer...Punição!” Seu gênero predileto é o policial e é um leitor voraz desse segmento. Também leitor e colecionador de revistas em quadrinhos, mais especificamente da editora Marvel, logo tem bastante conhecimento do Universo Marvel. Possui todas as revistas do Homem Aranha, desde a número 1 publicada na década de 70. Ao todo possui 3056 revistas em quadrinhos e este número aumenta a cada mês!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *