A Dona do Pedaço: Ramirez e Matheus, as famílias rivais da nova novela

 

Em uma fictícia cidade do interior do Espírito Santo, chamada Rio Vermelho, ainda na década de 1990, duas famílias de justiceiros disputam o comando dos negócios na região: os Ramirez e os Matheus. Em nome da hegemonia local, os dois núcleos familiares criam as novas gerações para assumirem o trabalho dos mais velhos. Em meio a esse conflito, nasce uma história de amor com elementos de um dos maiores clássicos da literatura mundial: Romeu e Julieta, de William Shakespeare.

Dulce (Fernanda Montenegro) é a matriarca dos Ramirez. Viúva e responsável pelo clã, vive na mesma casa com seus filhos, noras, sobrinhos, netas e bisnetas. Seu filho Ademir (Genézio de Barros) é casado com Evelina (Nivea Maria) e tem duas filhas: Maria da Paz (Mirella Sabarense/ Juliana Paes) e Zenaide (Manu Fernandes/ Maeve Jinkings). Já Adão (César Ferrario), sobrinho de Ademir, é pai de Hélcio (Dionísio Neto) e casado com Berenice (Maria Sílvia Radonille). Juntos, os dois são os pais de Junior (Bernardo Amil/ Guilherme Leicam) – o filho adotivo do casal – e ajudam a criar o agregado da família, Ricardo/ Chiclete (Luiz Felipe Mello/ Sergio Guizé). Também na casa, vivem as filhas de Zenaide e Hélcio, Fabiana (Maria Clara Baldon/ Nathalia Dill) e Virgínia (Duda Batista/ Paolla Oliveira). Dulce é respeitada por todos e dá sempre a última palavra, a que normalmente prevalece frente a todos os parentes. 

Já a família Matheus cresce em torno de Nilda (Jussara Freire), uma mulher dura, forte e capaz de tudo para proteger os seus. Mas, apesar de ser a matriarca, quem dita as ordens na casa é Miroel (Luiz Carlos Vasconcelos), seu marido. Na fazenda, o casal vive com os filhos Ticiana (Áurea Maranhão), Vicente (Álamo Facó) e Amadeu (Marcos Palmeira), além do neto Rael (Luiz Eduardo Toledo/ Rafael Queiroz), filho de Ticiana.

Ninguém consegue determinar o dia exato em que tudo começou, mas fato é que a rivalidade cultivada há anos foi potencializada a cada geração. Esse sentimento só não é compartilhado por Maria da Paz e Amadeu, respectivos herdeiros, que nunca viram no “ofício” das famílias uma opção de vida.

Ela, desde muito pequena, cozinha ao lado da avó, que percebe o dom da neta para fazer bolos e a incentiva com afeto, dedicando todo o seu amor. Maria cresce apaixonada pelos doces e capricha nos sabores, despertando as melhores sensações em quem os degusta. Já Amadeu tem a oportunidade de passar um tempo em Vitória, onde se forma em Direito. Com o aprendizado na cidade grande, acredita que pode convencer os familiares a tentarem levar uma vida diferente. Para ele, a violência não pode ser o único caminho, muito menos o sustento de todos. E é através do encontro inesperado entre Maria da Paz e Amadeu que um possível pacto entre as duas famílias pode acontecer. 

 

A próxima novela das nove, ‘A Dona do Pedaço’, é escrita por Walcyr Carrasco, com Nelson Nadotti, Márcio Haiduck e Vinicius Vianna, direção artística de Amora Mautner, direção geral de Luciano Sabino e direção de André Barros, Bernardo Sá, Bruno Martins Moraes, Caetano Caruso e Vicente Kubrusly.

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

maribarcelos
Eu me chamo Mariane Barcelos, tenho 26 anos, sou designer e estudante de Audiovisual, construindo uma carreira na área. Já viajei para quase todos os cantos do mundo, inclusive já fui para fora do planeta, já dei um pulo em Marte, conheci uns anéis de Saturno e me aventurei em galáxias muito distantes, me transformei em bruxa, loba e vampira, também já fui super heroína e vilã. Não pensem que sou louca, sou apenas uma cinéfila que enxerga nos filmes uma maneira de se desconectar da realidade, ou quem sabe me conectar, com a minha realidade. Quando eu vejo um filme é para me conectar com aquele mundo, se não estou no clima, digo "nossa que dor de cabeça" e fica para um outro momento. Cinema é para ser sentido, para se apaixonar e se iludir. Encantar. Espero poder compartilhar com vocês, toda essa emoção que eu sinto ao assistir um filme e conseguir fazer com que vocês também embarquem nessa viagem sem destino. Agora através do ArteCult, também faça cobertura de eventos, como o Festival do Rio, RioMarket, Pré-Estreias e afins. Assim como nos filmes, espero poder trazer grandes novidades e coberturas completas em todas as mídias sociais, para que vocês, leitores, possam se sentir sempre imersos ao nosso universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *