SIMONAL: uma cinebiografia atual e necessária

 

O longa-metragem “Simonal”, dirigido por Leonardo Domingues e o roteiro de Victor Atherino conta a história de Wilson Simonal de Castro, o famoso cantor e compositor que nasceu em 1938 na cidade do Rio de Janeiro e fez muito sucesso nas décadas de 1960 e 1970.

O filme começa em 1975, em uma cena onde percebemos que o cantor passa um um terrível momento na carreira, após essa percepção, o longa volta 15 anos para explicar o que aconteceu.

Voltando ao passado, o telespectador observa a vida de Simonal a partir do momento em que ele ainda era membro de um grupo musical com os amigos, até que conhecer Carlos Imperial (Leandro Hassum) e iniciar uma nova onda da valorização de Simonal.

A partir daí, é possível acompanhar o crescente sucesso do artista, que a todo tempo tem ao seu lado sua companheira, Tereza (Isis Valverde), com quem vive relacionamento que começa de forma perfeita e logo se deteriora com o passar dos anos.

Cena de “Simonal”. Foto: Divulgação.

Dono de uma qualidade vocal incrível, Simonal viu sua carreira entrar em declínio após o episódio no qual teve seu nome associado ao DOPS (Departamento de Ordem Política e Social), envolvendo a tortura de seu contador Raphael Viviani.

O cantor acabou sendo processado e condenado por extorsão mediante sequestro e viu a sua brilhante carreira e o seu sucesso meteórico serem destruído de uma maneira avassaladora.

Falando um pouco agora sobre Fabrício Boliveira que com toda a malemolência que se exige para representar Simonal, fez brilhantemente o papel. E apesar de não ser parecido fisicamente com Wilson Simonal, o ator conseguiu passar uma certa “verdade” para quem assistiu o filme.

Talvez o único ponto que incomode no filme é uma quebra de ritmo durante a queda de Simonal, no entanto nada que irá te fazer perder o interesse na história.

Cena de “Simonal”. Foto: Divulgação.

Em aspectos técnicos, o diretor Leonardo Domigues optou por usar gravações em áudio do próprio Simonal nos números musicais, além de mostrar imagens do cantor em shows e na televisão.

A fotografia do filme não deixa a desejar e juntamente intercalando as cenas gravadas com imagens recuperadas, o longa ganha caprichadas cores, movimentos e iluminação cênica, além dos figurinos que chamam bastante atenção positivamente.

Por fim, Simonal é uma ótima pedida para que todos possam conhecer a história de um dos maiores artistas brasileiros, que infelizmente teve a sua história artística apagada por questões preconceituosas e políticas.

 

CONFIRA O TRAILER DE SIMONAL:

 

 

 

 

Muitos filmes e abraços 😉

ATÉ A PRÓXIMA!!!

IANA NUNES – CABINE SETE

 

Acompanhem-nos em nossas redes sociais:

@artecult , @cinemaecompanhia , @casaldecinema@cabinesete ,  @cinestimado e @resetdepoisdever

Acompanhe o resumo do dia do universo de Cinema & Séries:

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

CABINE SETE
O instagram @cabinesete é um projeto criado por Larissa Vale, Gabriela Carvalho e Iana Nunes para levar entretenimento e informação do mundo do cinema e da TV, de forma divertida e responsável, para todos aqueles que amam este universo tanto quanto nós. Agora o Cabine Sete vai estar aqui também no Canal CINEMA & SÉRIES do ARTECULT ! Mas não esqueçam de nos seguir no Instagram, ok?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *