Jessica Jones – Terceira Temporada: Novos mistérios, novas heroínas e um final inesperado

 

A série da Marvel “Jessica Jones” chega a sua última temporada em parceria entre NETFLIX e a MARVEL, mas será que a série vai acabar por ai? Ou vai continuar no Disney+ ? Não sabemos, porém o final da história ficou em aberto e deixou os fãs na expectativa de querer saber mais sobre o futuro dessa heroína.

Jessica Jones, possui uma importância muito grande no universo Marvel, principalmente por ser uma mulher, que possui super força e é viciada em conhaque. Ou seja, uma personagem totalmente desconstruída dos padrões de heróis, ainda mais nas questões de ser “feminina”.

Entretanto, a grande pergunta da temporada é “O que é ser herói?”, um ponto muito importante que o universo de super-heróis vem trazendo para a nossa realidade, como nos filmes Deadpool e Esquadrão Suicida e em séries tais como The Umbrella Academy e a própria Jessica Jones, que representam essa quebra do inalcançável para o personagem real.

 

O roteiro está de parabéns, foi muito bem construído, além de mudar completamente os personagens no decorrer da trama, dando destaque para a Trish, que se tornou o que ela mais temia e o que ela mais queria, porém isso custou a sua vida, até porque ela não soube carregar o peso de ser heroína.

Os personagens estão muito bem construídos e cheios de camadas e o lado detetive da Jessica ganhou mais destaque e foi muito interessante. Além da escolha de mostrar o lado advogado de Malcomm e Jeryn, que foi uma ótima proposta para mostrar o lado da justiça – que já vinha sendo mostrado aos poucos desde a primeira temporada.

*Particularmente, o novo par romântico da Jessica Jones é o melhor de todas as temporadas, sem contar que ele é um dos personagens masculinos mais marcantes da trama.

Outro ponto positivo é a trilha sonora e a fotografia, que nunca decepcionam. Apostando em tons escuros, tão intensos que as vezes nem conseguimos ver o que está acontecendo direito, mas sempre trazendo as cores quentes que se destacam quando a história tem uma reviravolta.

Entretanto, há uma falha constante que aconteceu durante toda a primeira temporada e que melhorou na segunda, na terceira pirou, que é a questão do ritmo da narrativa. Foram 13 episódios que duraram muito mais que o necessário, fazendo ficar repetitivo e cansativo. Tudo poderia ter sido resumido em 7 a 9 episódios.

 

Por fim, Jessica Jones é uma série importante, que teve uma reviravolta no final, que mostra o peso de escolher o certo e fazer a justiça. Sem contar que ela é uma das maiores figuras representativas no Universo Marvel e merece mostrar mais do seu potencial.

CONFIRA O TRAILER DA TERCEIRA TEMPORADA DE JESSICA JONES:

 

 

 

 

Muitas séries e abraços! 😉

ATÉ A PRÓXIMA!!!

LARISSA VALE – CABINE SETE

 

Acompanhem-nos em nossas redes sociais:

@artecult , @cinemaecompanhia , @casaldecinema@cabinesete ,  @cinestimado e @resetdepoisdever

Acompanhe o resumo do dia do universo de Cinema & Séries:

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

CABINE SETE
O instagram @cabinesete é um projeto criado por Larissa Vale, Gabriela Carvalho e Iana Nunes para levar entretenimento e informação do mundo do cinema e da TV, de forma divertida e responsável, para todos aqueles que amam este universo tanto quanto nós. Agora o Cabine Sete vai estar aqui também no Canal CINEMA & SÉRIES do ARTECULT ! Mas não esqueçam de nos seguir no Instagram, ok?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *