DESLEMBRO: filme já premiado em festivais estreia nos cinemas dia 20 de junho

 

Dirigido por Flavia Castro, o filme participou da seleção oficial de Veneza e de Havana, ganhou o prêmio da crítica no Festival de Biarritz e no Panorama Coisa de Cinema/Salvador, os prêmios de público e FIPRESCI no Festival do Rio, e Melhor Filme no Festival de Cinema Latino Americano de Pessac/Fr e no 21º Festival de Cinema Brasileiro em Paris

 

DESLEMBRO é produzido por Walter Salles, Gisela B. Câmara e Flavia Castro, que também assina a direção do longa.  Além dos prêmios acima mencionados, o filme obteve ótima repercussão na imprensa na participação festivais brasileiros e internacionais.  O filme conta a história de uma adolescente que volta ao Brasil com a família, do exílio em Paris após decretada a anistia. Ao chegar ao Rio, Joana precisa se adaptar à cidade, da qual nada se lembra, e se aproximar da avó paterna para se lembrar da infância e do pai desaparecido durante a ditadura militar.

Deslembro. Foto; Divulgação.

A diretora Flavia Castro nos indaga:

“Como lembramos? Como funciona nossa capacidade de lembrar na adolescência, quando tudo tende para o futuro, e que a memória emerge e invade o presente? Foi durante a montagem do documentário “Diário de uma busca” (no qual retraço a trajetória do meu pai, militante e exilado político nos anos 70), absorta por testemunhos, cartas, diferenças entre as minhas lembranças com as de outros familiares, que surgiu a vontade de ir mais longe em um trabalho sobre a memória. Quando a infância foi uma sucessão de exílios, fugas, luto e lutas, como será, depois disso, esse momento de transição?

Para ir mais longe nessas questões, a ficção se impôs para a diretora que se interessou em mostrar a subjetividade da adolescente Joana: como ela sente, busca, sobrevive e se reinventa.

A produção de DESLEMBRO é da VideoFilmes, Flauk Filmes e Tacacá Filmes, com coprodução da Globo Filmes, Telecine, Canal Brasil e Imovision, e patrocínio da RioFilme, empresa da Prefeitura do Rio de Janeiro, além de ter José Alvarenga Jr. como produtor associado.

 

SINOPSE

Joana é uma adolescente que se alimenta de literatura e rock. Ela mora em Paris com a família, quando a anistia é decretada no Brasil. De um dia para o outro, e à sua revelia, organiza-se a volta para o país do qual ela mal se lembra.
No Rio de Janeiro, cidade onde nasceu e onde seu pai desapareceu nos porões do DOPS, seu passado ressurge. Nem tudo é real, nem tudo é imaginação, mas ao “lembrar”, Joana inscreve sua própria história no presente, na primeira pessoa.

 

 

IMAGENS

 

DESLEMBRO – Ficha Técnica

  • Brasil, 2018, 97 min, cor, ficção
  • Roteiro  | Direção: 
Flavia Castro
  • Direção de Fotografia: Heloisa Passos
  • Montagem: François Gedigier e Flavia Castro
  • Produtores: Walter Salles, Gisela B.Camara, Flavia Castro
  • Produtor Associado: José Alvarenga Jr.
  • Produção: VideoFilmes, Flauk Filmes e Tacaca Filmes
  • Coprodução: Globo Filmes, Telecine, Canal Brasil, Imovision
  • Distribuição: Imovision

 

A DIRETORA

Flavia Castro é roteirista e diretora, e há tempos alterna trabalhos em ficção e documentário. Escreveu e dirigiu Diário de uma Busca; documentário premiado no Brasil e no exterior e que participou de mais de quarenta festivais internacionais, além de ser lançado comercialmente na França e no Brasil em 2011. Como roteirista, pesquisadora e/ou assistente de direção, trabalhou com importantes documentaristas, como Richard Dindo (Diário do Che na Bolívia, 1994), Philippe Grandrieux (Jogo do Bicho, 1995), Eduardo Escorel (Imagens do Estado Novo, 1937-45, de 2015). Flavia escreveu e dirigiu dois curtas de ficção: Cada um com seu cada qual (2006) e Matemática (2013), que faz parte do longa-metragem A aula vazia, direção artística de Gael Garcia Bernal. Foi uma das roteirista de Nise: Coração da loucura (2015), de Roberto Berliner. Deslembro é o seu primeiro longa de ficção.

 

 

VIDEOFILMES

Criada pelos irmãos Walter e João Moreira Salles em 1986, a VideoFilmes é uma produtora independente com 30 anos de trajetória no mercado audiovisual, considerada referência pelo valor artístico de seus trabalhos. A produtora já realizou mais de 100 projetos de filmes de ficção, documentários, séries, programas para Tv, coproduções nacionais e internacionais. Dentre suas produções estão os filmes de ficção: Central do Brasil e Linha de Passe, de Walter Salles; Santiago e No Intenso Agora, de João Moreira Salles; filmes de renomados diretores como Karim Ainouz, Sérgio Machado e Eryk Rocha, além dos documentários do grande mestre Eduardo Coutinho como Edifício Master e Jogo de Cena, entre outros. Suas produções são distribuídas em diversos países. A trajetória da VideoFilmes é marcada pela conquista de mais de 400 prêmios nacionais e internacionais, entre eles o Globo de Ouro, BAFTA, Urso de Ouro e Urso de Prata no Festival de Berlim e Palma de Ouro em Cannes, e conta ainda com 8 indicações ao Oscar® por suas produções e coproduções.

 

FLAUK FILMES

A Flauk Filmes surgiu em 2002, pouco depois que Flavia voltou a morar no Brasil. À época, com um sócio francês e operando com outro nome, a produtora visava sobretudo a produção de documentários. Além de diversas coproduções ou produções executivas para a TVs francesas, produziram (em parceria com a TV Zero) o primeiro curta metragem de Flavia, Cada um com seu cada qual. Flavia também foi produtora (ao lado da Tambellini Filmes, Films du Poisson e Videofilmes) de seu primeiro documentário Diário de uma busca, e foi produtora executiva do episódio Matemática que faz parte do longa El Aula Vacia (produção BID/Canana).

 

TACACÁ FILMES

A TACACÁ FILMES nasceu da parceria da produtora Gisela B. Camara e do diretor Vinícius Reis, em 2009, na produção do longa-metragem Praça Saens Peña, de Vinícius Reis, vencedor de cinco prêmios no Cine-PE Festival do Audiovisual, dentre eles Melhor Direção e Prêmio Especial da Crítica.

Desde então a Tacacá desenvolve e produz filmes de longa-metragem em parceria com outras produtoras e diretores – Quase Memória, de Ruy Guerra com produção da Kinossaurus Filmes em coprodução com a Globo Filmes e Canal Brasil, Montanha Russa, coprodução com Globo Filmes e Canal Brasil com direção e roteiro de Vinícius Reis; Kasa Branca, primeira direção solo do premiado diretor Luciano Vidigal, em coprodução com a Cavideo – além de produzir documentários para televisões estrangeiras (BBC, Channel Four, Prosieben).

 

SOBRE A GLOBO FILMES

Desde 1998, a Globo Filmes já participou de mais de 280 filmes, levando ao público o que há de melhor no cinema brasileiro. Com a missão de contribuir para o fortalecimento da indústria audiovisual nacional, a filmografia contempla vários gêneros, como comédias, infantis, romances, documentários, dramas e aventuras, apostando na diversidade e em obras que valorizam a cultura brasileira. A Globo Filmes participou de alguns dos maiores sucessos de público e de crítica como, Tropa de Elite 2, Minha Mãe é uma Peça 2 – com mais de 9 milhões de espectadores -, Se Eu Fosse Você 2, 2 Filhos de Francisco, Aquarius, Que Horas Ela Volta?, O Palhaço, Getúlio, Carandiru e Cidade de Deus – com quatro indicações ao Oscar. Suas atividades se baseiam em uma associação de excelência com produtores independentes e distribuidores nacionais e internacionais.

 

SOBRE A DISTRIBUIDORA | IMOVISION

Presente no Brasil há mais de 25 anos, a Imovision vem se consolidando como uma das maiores incentivadoras do melhor cinema, tendo lançado mais de 300 filmes no Brasil. A distribuidora tem em seu catálogo realizações de consagrados diretores internacionais e nacionais e filmes premiados nos mais prestigiados festivais de cinema do mundo, como Cannes, Veneza, Toronto e Berlim. Mantendo seu foco em títulos de qualidade, a Imovision foi a responsável por introduzir no Brasil cinematografias raras e movimentos internacionais expressivos, como o Movimento Dogma 95 e o cinema iraniano.

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Redação ArteCult.com
Redação do Portal ArteCult.com.   Expediente: de Seg a Sex - Horário Comercial.   E-mail para Divulgação Artística: divulgacao@artecult.com.   Fundador e Editor Geral: Raphael Gomide.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *