Dia da(o) Bailarina(o) – Parabéns a todos que fazem da dança uma paixão

Neste dia primeiro de setembro de 2018, Dia da(o) Bailarina(o), o ArteCult divulga o resultado da convocatória de fotografias de dança e aproveita para homenagear todos bailarinos, fotógrafos com olhar sensível e amantes da arte da dança! Conheça os artistas selecionados.

 

 

                                                                                           Vitor Caixeta Gonçalves

Victor Caixeta Gonçalves, de 18 anos em frente ao Teatro Municipal de Uberlândia. Victor é natural de Uberlândia, Minas Gerais e começou a dançar ballet aos 11 anos no projeto social Pé de Moleque, idealizado pela professora Guiomar Boaventura. O projeto tem como objetivo oferecer oportunidades de crescimento pessoal e profissional a crianças e jovens de baixa renda por meio do ballet clássico. Atualmente, Victor é bailarino contratado do Ballet do Teatro Mariinsky de São Petersburgo, na Rússia.

                                                                                      Fotógrafa Fernanda Torquato

Jornalista, professora universitária e fotógrafa de dança.

 

 

                                                                                                                            Edson Avellino

Ator, bailarino, sapateador e coreógrafo. Começou a dançar depois dos 20 anos numa tentativa de agregar a dança ao teatro. Porém descobriu que a dança, principalmente o balé clássico seria sua maior paixão para sempre. Hoje com 42 anos continua na ativa. Dançando, fazendo aulas de balé clássico na escola de bailado do teatro Municipal de são Paulo e dando aulas de sapateado. Atualmente  faz parte de uma cia de teatro e é diretor artístico ao lado de Andy Cunha da Nephesh Cia de dança. Além de escrever dirigir e atuar em espetáculos teatrais.

                                                                                                                        Janaína Cruz

 

Janaina Cruz é artista/bailarina profissional pelo SPDRJ-Sindicato dos Profissionais de Dança do Rio de Janeiro; Iniciou seus estudos em dança na Academia de Dança Tereza Petsold, tem como principais mestres Tereza Petsold, Carlos Magno, Ceme Jambay, Rodrigo Pires, Roberta Valle Trindade. Estudou Fisioterapia pelo Instituto brasileiro de Medicina e Reabilitação; Graduanda em Artes Visuais pelo Centro Universitário Universus Veritas; Pesquisadora de História da Arte; diálogos entre Dança com outras linguagens; Professora de Dança nas modalidades Jazz, Dança Contemporânea e Ballet Clássico; Integrou na COMRUA-Companhia de Dança de Rua de Niterói e TRÊSMAISUM-Cia de Dança Contemporânea. Artista clown e mímica atuando em ONG’s, projetos e eventos artísticos e sociais; Atua na produção e adaptação de coreografias para espetáculos de musicais e intervenções performáticas.

                                                                                                                   Fotógrafo Rodrigo Stutz

Rodrigo Stutz Salgueiro é geólogo de formação e há 2 anos se dedica a retratar pessoas e manifestações artísticas,sobretudo teatro e dança. Seus trabalhos podem ser conferidos no seu Instagram: @rstutz”

                                                                                                                      Cristina Lisot

 

Fotografia da obra Entrecorpo, da coreógrafa Cláudia Palma (SP) para a CiA Municipal de Dança de Caxias do Sul (RS) e foi registrada pelo olhar do fotógrafo alemão Frank Jeske, no ano de 2012. Na fotografia aparecem, da esquerda para a direita, os bailarinos Daniel Medeiros (atualmente na Alemanha), Cristina Lisot e Manuela Schneider (atualmente na Bélgica).
Cristina Lisot , nascida em 1973, iniciou seus estudos em dança em 1978 e em dança contemporânea com a bailarina e coreógrafa Gislaine Sacchet (1998). Em 2006 ingressou, como bailarina, no elenco da CiA Municipal de Dança de Caxias do Sul e dançou obras do repertório da instituição, dentre elas a registrada na fotografia. Em 2008, junto com o bailarino Evandro Pedroni, criou o duo  Because, para o espetáculo “Beatles – a Razão e a Paixão“, da Orquesta Muncipal de Sopros e Coral Muncipal de Caxias do Sul e em 2009 um solo intitulado Florescer. Criou figurinos para as obras Incúbito,Outro Lugar, Salsa ao Mambo, BR Paixão,Pare Olhe Escute, Dizeres, Romeu e Julieta, entre outras. É graduada em Bioquímica, tem mestrado em Ciências Médicas e é pós-graduada em Corpo e Cultura: Ensino e Criação. É  bailarina e figurinista independente e atualmente trabalha como bailarina na obra 346 em 18 – Chapéu de Flor, da coreografa Sigrid Nora,  e na criação do duo Salão dos Homens, ambas sem previsão de data de estreia.
                                                                                                                Fotógrafo Frank Jeske 
Alemão nascido em Berlim oriental. No Brasil desde 2003, dedica-se a fotografia de dança e tem inúmeros registros das obras da CiA Municipal de Dança, bem como registrou o trabalho da bailarina Dagmar Dornelles, por ocasião de sua Bolsa Vitae de Artes, em parceria com o Instituto Goethe.

                                                                                                    Thais Lorraini dos Santos PimentelA dança faz parte do meu ser desde o nascimento, nas brincadeiras infantis onde eu imaginava ser uma grande artista, no imitar os dançarinos da televisão, em vários momentos da vida tenho lembrançar sobre o dançar. Lá na fase da adolescencia dancei nos projetos gratuitos da prefeitura, nas aulas de lamberóbicas e fiz parte de uma comapanhia de dança. Quando comecei a trabalhar e ter meu próprio dinheirinho, entrei numa escola de dança para aprender ainda mais e ampliar o repertório, era o início da realização de um sonho. Em seguida ingressei na graduação em Licenciatura em Dança na UFRJ, inclusive a foto escolhida, foi da apresentação de um trabalho na faculdade, com uma amiga chamada Lorena Fernandes. Esse registro foi especial, eu adoro essa foto e lembro perfeitamente desse momento. Durante a trajetória dançante vivenciei as modalidades: ballet, jazz, contemporâneo e dança de salão. Atualmente concluí a graduação em Dança e sou arte educadora, sigo a vida pelas escolas ensinando e aprendendo a dança com as crianças.

                                                                                                                Fotógrafo Julius Mack

Pesquisador do corpo, fotógrafo, videomaker e cantor. Atualmente, graduando em DANÇA pela UFRJ. Pesquisador de Dança e KARATÊ. É o idealizador e fotógrafo responsável pelo projeto “(des)Construção em Movimento”, pesquisa sobre Movimento entre a dança e a fotografia. Atua como fotógrafo nos projetos: Dança Carioca na Rede – Crtl Alt Dança e Ciclo de Expansão do Movimento.

                                                                                                 Mauricio Silva

Mauricio é formado em pedagogia e pós graduado em Gestão Empresarial, faz dança a mais de 15 anos, passando por diversos estilos, JAZZ, Contemporâneo, Clássico, Dança de rua, entre outros. Passou por algumas CIA’s de dança do Espirito santo, atuando como bailarino, coreografo e diretor. Atualmente faz parte da CIA Pimenta Dance, de Vitoria/ES. Tem na dança sua válvula de escape, num mundo tão corrido e agitado que vivemos.

     Fotógrafa Aurea Cristina

Fotógrafa profissional especializada em Espetáculos de dança, atua no Estado do Espirito Santo.

 

                                                                                                        Matteo Hensso
Matteo Hensso, 21 anos, é artista-bailarino, natural de Maceió – Alagoas, graduando em Dança pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ingressou na carreira artística através de grupos de dança que tinham como foco de trabalho a Cultura Popular do seu Estado. Posteriormente buscou em escolas de dança um aprimoramento técnico através de aula de ballet e jazz. Sempre envolvido com o movimento poético, buscou, em 2014 se profissionalizar ingressando no curso de Licenciatura em Dança na Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Por ter o foco na criação e na interpretação, transferiu-se para a UFRJ em 2015. Atualmente é interessado nas potências do corpo em cena e atua nas linhas de pesquisa que integram a técnica, a investigação e a roteirização em dança. Intérprete-criador na Cia de Dança Contemporânea da UFRJ, desde 2017, e Diretor da Descalços Cia de Artes, desde 2016, busca com sua arte expressar uma visão de mundo acerca de temas que eclodem do seu cotidiano. 
                                                                                             Fotógrafo Angelo Rocha
Angelo Eduardo Rocha, 23 anos, Ponta-grossense, Graduando do quarto ano de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Na sua infância, brincava com uma câmera cyber shot da família, mas não sabia que a fotografia seria mais do que uma brincadeira. Em 2012, comprou a sua primeira DSLR e de forma autodidata começou a fotografar as ruas da cidade, principalmente as marcas deixadas em muros. Em 2015, já na universidade, entrou no projeto de extensão de fotojornalismo Lente Quente e produziu coletivamente o primeiro livro fotográfico e documentário sobre o massacre dos professores do Paraná, ocorrido no dia 29 de abril de 2015. Realizou pesquisas com análises de fotografias e vídeos no projeto de pesquisa em Folckcomunicação. Durante a graduação também desenvolveu experiências com audiovisual, produziu o programa de comentários sobre fotografia “Comentando uma foto” e atualmente produz e estuda fotografias e vídeos em 360 graus. 
                                                                                                   Improviso Coletivo
O Improviso Coletivo é conduzido pela professora e bailarina Gabriela Moriondo, formada pela Escola Bolshoi e pelo Trinity Laban Conservatoire of Music and Dance. Nele, há a promoção de um espaço seguro para criação, partilha e observação do movimento, tendo seu jam abertura a pessoas de todas as experiências. Em meio a conhecidos e desconhecidos, os participantes tem a oportunidade de improvisar a partir de diversos estímulos, se conectar com o grupo, experimentar o contato com o outro ou seguir a sua própria pesquisa. É um lugar para inspirar e ser inspirado.
                                                                              Fotógrafos Sandro Brandão e Bernardo Firme

Há mais de dois anos, Sandro Brandão e Bernardo Firme são entusiastas da fotografia como premissa para refazer a paixão pela vida. De maneira amadora, buscam solidificar e rever as emoções e os objetos cotidianos que se expressam, principalmente, nas ruas. Mais recentemente, apóiam o projeto do Improviso Coletivo, por entenderem a contribuição da dança à formação humana.

 

                                                                                                        Luíza Richter

Bailarina e membra do Espetáculo Minhas Imagens. As fotos são fragmentos do espetáculo de dança independente criado por Luiza e pela bailarina Laura Schilling. Dançam juntas desde os 03 anos de idade e no início do ano de 2017 decidiram criar este espetáculo de dança. Bailarina há 21 anos e já participei de inúmeros espetáculos de dança e festivais de dança. Danço balé, jazz, contemporâneo e dança aérea.

                                                                                               Patricia Athayde

Bailarina, formada pelo Centro de Dança Rio, fez parte da Cia Jovem de Ballet do Rio de Janeiro. Atuou em diversos musicais como Cats e Mamma Mia (montagens oficiais da Broadway), Cinderella, Kiss Me Kate entre outros. Atuou no filme Saltimbancos Trapalhões Rumo a Hollywood. Vem desenvolvendo a “Dança & Essencia” uma prática de dança unida a meditação, autoconhecimento, conscientização corporal. Dança do corpo, mente, campo energetico e emocional para uma melhor qualidade de vida. Atualmente encontra-se no papel de mãe da Amélia de 2 meses.

                                                                                            Fotógrafa Carol Corrêa

Fotógrafa colombiana, morando no Brasil. Também é estilista de alta costura e maquiadora.

                                                                                                              Vavá Lima

Formada em Educação Física desde 2003, professora de ballet e Jazz em escolas desde então. Sou apaixonada pela dança e pelo ensino as crianças.

                                                                                               Fotografo Igor Meireles – Fotografo amador.

                                                                                                        Thainá Reinert
Começou a dançar ballet clássico aos 16 anos em um projeto social em Tremembé-SP. Continuou seu caminho na dança passando por grandes mestres como Arilton Assunção e Yara Ludovico, estando hoje na companhia de Dança Alessandra Baraldi, localizada em Taubaté.
                                                                                             Fotógrafo Renan Livi
Especializado em fotos de dança com o projeto Ballerina Project Brasil.
                                                                                 Janaína Ciodario (@janainaciodario)

É bailarina e cursa Educação Física na UERJ. Formada pela Escola de dança Maria Olenewa e em Dança do Ventre pelo SPDRJ, também já atuou em Jazz Dance, Dança Contemporânea, Dança Moderna, Dança Afro, Sapateado, Dança de Salão e Street Dance. Entre 2006 e 2016, foi contemplada com mais de 70 prêmios e bolsas de estudo no Brasil e no exterior. Dançou no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, no Ballet Simone Falcão, e no Grupo Clássico Lyceu, além de participar de vários trabalhos na TV e no carnaval carioca (Comissões de frente da Portela e Em Cima da Hora). No Canadá, fez parte da temporada 8 da Lamondance, em Vancouver, e da Júnior Company da Canada’s Ballet Jörgen, em Toronto. O espetáculo “Maria” marcou sua estreia na Cia. Nós da Dança, em 2018. É bailarina integrante da atual abertura do programa “Fantástico”, na Rede Globo.

                                                                                 Fotógrafa Carol Caldas (@justgotshot)

Bailarina formada com base nas Danças Urbanas com estudos em Jazz e Dança Moderna, no Centro de Artes Nós da Dança. Compõe, como bailarina e programadora visual, a Cia. Crütz desde sua formação, em 2010. Começou na fotografia como hobby mas hoje em dia, além de dançar, também trabalha no âmbito da fotografia e do audiovisual, voltados para o universo da dança.

 

                                                                                                       BIA PEREZ

Sou artista bailarina. Dançar é o que mais gosto de fazer desde que comecei a andar. Comecei pelo Ballet Clássico, migrei para o Jazz e, assim que pude, me enfiei em aulas das mais diversas modalidades. Fiz parte dos grupos “CAND Jovem” e “Crewtz Grilla”, participando de festivais como bailarina e coreógrafa, além de concursos e espetáculos. Passei uma temporada nos EUA, onde frequentei aulas em Nova Iorque, Washington DC e Los Angeles. Estagiei por alguns meses na “Cinco de Dez Cia de Dança”. Em relação aos trabalhos, já fiz de tudo um pouco: integrei a equipe de dançarinos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos “Rio 2016”; ministrei aulas nos festivais “Tap in Rio” (Rio de Janeiro, RJ) e “Dança em Dia” (Saquarema, RJ); fui jurada no “Circuito Mineiro – V Encontro de Inverno Belo Horizonte”; recentemente participei a Comissão de Frente da Unidos da Porto da Pedra (Equipe Jardel Augusto Lemos). Quando não estou ministrando aulas, estou produzindo arte, seja coreografando videodanças para o meu canal no Youtube “Bia Perez” ou atuando como produtora associada de compainhas e festivais de dança.

                                                                                  Fotógrafo MÁRCIO MONTEIRO

 Assumi a fotografia como atividade principal há uns 6 anos. Mas fotografia sem ser profissão, já faço desde 1989. Fotografo gente, Casamentos, famílias… fotografo pessoas. Ensinar e passar adiante essa forma leve de pensar a fotografia tem sido a minha missão e me sinto realizado cumprindo esse objetivo de vida. Sou, portanto, professor de fotografia e mantenho 2 projetos pessoais, não comerciais, dentro da fotografia de dança.

 

                                                                                            Thaísa Faustino
O meu amor pela dança iniciou desde muito cedo, desde a primeira infância lembro de dançar as coreografias dos grupos que faziam sucesso na época e de, um pouco mais tarde, criar minhas próprias coreografias. Essa prática se estendeu até a adolescência, quando, ao começar a trabalhar e, posteriormente, a fazer faculdade, me distanciei um pouco da prática. Cursei Letras na UERJ de 2012 à 2013, quando tranquei a faculdade por insatisfação com a escolha que havia feito. Na UERJ há um centro de artes no qual eu passava grande parte do meu tempo – muito mais do que o tempo que me dedicava à graduação – onde pude ter acesso a diversas manifestações artísticas, e a dança foi uma delas. Fiz Jazz e Dança de Salão durante o tempo que estudei na UERJ e a consequência disso foi fazer o vestibular para Dança na UFRJ em 2014. Hoje curso Licenciatura em Dança na UFRJ, estou no 8° período, sou bolsista de Iniciação Científica no Projeto Dança Poética e Metafísica; pesquisadora no Projeto em Africanidade na Dança Educação – PADE/UFRJ; tenho uma pesquisa pessoal voltada para o empoderamento de crianças negras através da Dança-educação; fui diretora de movimento dois anos consecutivos no CAp UFRJ no projeto EncenaAção; e sou preparadora corporal e diretora de movimento do espetáculo Nona Nuvem, da Placenta Cia de Teatro Ritual. Atualmente participei da Exposição #In África com movimentos do corpo.
                                                                                              Fotografo Thiago Nunes
Artista, Fotografo e Diretor de Fotografia Cinematográfica se especializou em Fotografia com mais de 10 anos de carreira. . Atualmente participou como Direção de Fotografia de Dança da Exposição #In África com movimentos do corpo.

                                                                                                     Daniel Robert

Daniel Robert é de Uberlândia e começou a dançar ballet no no projeto social Pé de Moleque, idealizado pela professora Guiomar Boaventura. O projeto tem como objetivo oferecer oportunidades de crescimento pessoal e profissional a crianças e jovens de baixa renda por meio do ballet clássico. Atualmente, Daniel Robert é bailarino contratado do Het Nationale Ballet da Holanda.

                                                                                       Fotógrafa Fernanda Torquato

Jornalista, professora universitária e fotógrafa de dança.

 

                                                                                                              Karine Silva

 

Karine Silva Campinas – SP – Graduada em Educação Física pela Puc-Campinas, iniciou seus estudos na dança em 2003 vivenciando diversas modalidades. Integra atualmente a Independente Cia. Claudia Pereira onde ingressou em 2009 e logo após graduando-se pelo método Royal Academy of Dance de ballet clássico. Aprofundou seus estudos na dança moderna e contemporânea com Rubén Terranova e em diversos cursos como ateliês da São Paulo Cia. de Dança, congressos nacionais e internacionais como o curso intensivo de dança Contemporânea na Step On Broadway em NYC. Atualmente atua como bailarina, professora e coreógrafa.

Fotógrafa Alana Aynore

Alana Aynore, fotógrafa e estudante de Artes Visuais da Universidade Federal de Sergipe. Os principais temas fotografados são as paisagens e belezas da natureza em uma perspectiva minimalista, bem como captura de apresentações das linguagens artísticas como Teatro, Dança e Música. Possui projetos de fotografia de cunho político e social na reflexão sobre moradores de rua e movimentos rotineiros dos trabalhadores de um modo geral.

 

Parabéns pessoal!!!

 

RAFAELI MATTOS & DANIELE CASTRO

Equipe ArteCult – Canal Dança

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Rafaeli Mattos
Mestre em Artes Visuais, com ênfase em dança – UFRJ (2013), Especialista em Estudos Contemporâneos em Dança –UFBA/FAV 2007 e Bacharel em Dança, Intérprete e Coreógrafa, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – 2006/1. Possui formação em jazz, ballet, ballet moderno – Horton, dança contemporânea, sapateado e canto popular. Qualificada Profissional da Dança, artista-dançarina sapateadora e Instrutora de Dança, seguimento sapateado, pelo SPDRJ, atua como professora de sapateado, jazz e balé desde 2007 em diversos espaços de dança do Rio de Janeiro. Integrou a Cia de Dança Contemporânea Helenita Sá Hearp – 2004/1 a 2005/1, Cia Étnica de Dança e Teatro – 2007 a 2008, Projeto Ateliê Coreográfico do Centro Laban RJ – 2008 a 2009, Projeto de residência internacional da coreógrafa Erica Essner (Erica Essner Performance CoOp) no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro 2007 e do grupo A.C.Ho com a performance Q _ _ _ _ _ , realizada no eventro Transperformance em 2011. Como cantora atuou na Cia Nós da Dança no espetáculo Bossanossa – 2009. Foi coreógrafa residente no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro de julho de 2005 a julho de 2006, onde realizou seu primeiro trabalho autoral Chora Corpo Choro, composto pelos solos Rádio e Violão Mudo e pelo quarteto Choro na Feira. Seu segundo solo autoral Ah vai andas?! participou, em junho de 2012, em work in progress do evento Novíssimos da Ocupação Dança pra Cacilda. Em 2015 integrou o corpo de jurados dos festivais de dança Barra Dance e Barra Dance Kids. Sua oficina de Sapateado para Terceira Idade foi contemplada nos anos de 2014 e 2015 nos editais Viva a Cultura e Viva o Talento da secretaria de Cultura do RJ. Hoje atua como professora de balé e sapateado na ONG Projeto Dançarte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *