crônica de quarta

Às quartas – Carona

Às quartas – Carona

Você está indo pra Tijuca? Importa-se de me dar uma carona? Obrigado. Você pega a Praça da Bandeira? O Maracanã? É o meu caminho! Fico um pouquinho depois mas é pertinho. Será que você pode me deixar ali no Grajaú?…
Às quartas – É gol!

Às quartas – É gol!

Vinte minutos para o jogo começar. As bebidas geladas, os petiscos preparados, os amigos instalados no sofá, o som das cornetas na vizinhança. O improvável acontece: o sinal da tevê a cabo cai. Atualizo o decodificador. Desligo o aparelho, espero…
Às quartas – Musa

Às quartas – Musa

  Carina andava pela cidade como celebridade, expondo sua beleza cinematográfica. Misturava-se com as pessoas, frequentava os mercados e padarias, posava para selfies com os fãs.  Seu sorriso não tinha ruga. Seu corpo não carecia reparos. Foi por acaso que José…
ÀS QUARTAS – O túnel

ÀS QUARTAS – O túnel

    Para Carlos, só na literatura cabia falar de um ponto no espaço e no tempo que abarcasse todas as realidades. – Borges, né? Até quando físicos, mesmo a NASA, começaram a falar da probabilidade de universos paralelos, Carlos…