Você é um Networker? Sobre a arte de conquistar uma sólida Rede de Relacionamentos Empresariais

 

Em 2021 dei um passo de extrema relevância para minha atuação enquanto empresária, na minha empresa aberta em 2020, em plena pandemia, a Projetando Pessoas.

Como evolução contínua, estava buscando me desenvolver na arte das vendas, na ciência da prospecção de novos mentorados em liderança empreendedoras, nas possibilidades de atingir mais e mais segmentos de negócios, que extrapolassem meu universo atual de networking.

Networking para mim sempre foi uma arte que procurei estudar mais e mais, e praticar com muita dedicação, pois sempre priorizei a reciprocidade nas relações profissionais.
Praticava o genuíno networking através das atividades profissionais e das redes sociais, especialmente a rede profissional Linkedin.
Porém, até então, estava com foco muito concentrado no mundo corporativo e, em especial, nas redes de relacionamentos que construi enquanto atuava como executiva nos segmentos de Tecnologia da Informação, Telecomunicações, Indústrias da Siderurgia e do Papel e Celulose, mercados de Varejo, de Logística e Distribuição e de Energia Elétrica.

Sempre no espírito colaborativo e acreditando no poder das redes, fui apresentada à Rne – Rede de Negócios Empresariais em setembro/2021 por uma empresária do Sul de Minas Gerais, que me abriu um universo de infinitas possibilidades de negócios através de seu convite.

Página principal do site da Rne. Foto: Reprodução da Web

Como efeito muito positivo de toda essa pandemia, estão:

  • as oportunidades de expandir o networking através de reuniões virtuais;
  • de conhecer empresários de diversas localizações geográficas;
  • de estabelecer contatos online e/ou presenciais com empresas e empreendedores com atuações em diversos segmentos de negócios;
  • de interagir com culturas empresariais distintas;
  • de conhecer práticas heterogêneas das minhas e acima de tudo;
  • de vislumbrar novas parcerias e indicações de oportunidades de negócios;

Fazer parte da RNE está me proporcionando além de novas e incríveis conexões, um círculo virtuoso de fazer negócios que antes nunca tinha imaginado ser possível.

Transformei a RNE no braço estratégico comercial da Projetando Pessoas.

Nathália Bernardi, Sócia e Diretora Executiva Operacional da Rne propaga a máxima de “Ajude para ser Ajudado”, que me fala profundo na alma, pois tem total sinergia com meus valores profissionais e pessoais. Através da força das conexões dessa rede de negócios, temos oportunidades de capturar crescimento exponencial dos nossos negócios.

Thiago Ferraro, Sócio e Diretor Comercial da Rede de Negócios Empresariais, acolhe os membros com os Pilares da Rne , derivados dos 7 anos de existência da Rne e dos mais de R$92M em negócios fechados entre os membros da rede, que são:

  • as mentorias online e gravadas para formação dos membros com as melhores práticas aprendidas;
  • a plataforma Rne On-Line que compartilha toda a base de dados dos membros, histórico de visitas, indicações e negócios fechados , conteúdos de ensino;
  • as reuniões semanais que nos proporciona apresentações de nossos negócios e das nossas melhores práticas comerciais e de produtividade;
  • eventos e cafés de intercâmbio entre membros e convidados para amplas rodadas de negócios;

Sabe quando você se identifica com um ecossistema que traduz tudo o que você sempre buscou?
Pois é, me tornei Networker da Rne!

E como, desde 2013, desenvolvo constantemente minha rede de relacionamentos, sempre inspirada na querida Rania Anderson que foi a primeira líder a me categorizar como Networker nata, compartilho com vocês, para enriquecer o tema Como ser uma Networker Nata, uma estratégia derivada de pesquisas feitas por ela.
Rania, é americana, coach de executivas, fundadora e presidente do Portal The Way Women Work, palestrante internacional e autora de livros, dentre eles: Undeterred : Destemida – Os Seis Hábitos de Sucesso das Mulheres em economias emergentes, maior especialista sobre o avanço profissional de mulheres de negócios nas economias emergentes), e ela me autorizou a traduzir e publicar seus estudos sobre networking.

É dela o artigo:

Os diretores da Rne, Thiago Ferraro e Nathália Bernardi, autora do artigo. Foto: Instagram Rne.

“Homens e mulheres de sucesso possuem uma rede de relacionamento em 360o. Você já pensou nisso?
Como está sua rede de relacionamento?
Muito se vê as pessoas perdendo muito tempo em eventos de networking e convidando pessoas para um café virtual ou presencial, mas essas pessoas não se preocupam em construir um tipo diversificado de rede que pode ajudá-las a serem muito mais bem sucedidas. O grande erro é que elas passam o tempo todo com pessoas que já conhecem, com pessoas com as quais possuem afinidades, ou são do mesmo sexo, idade, local físico, segmento de negócio.
Para sermos bem sucedidos todos nós precisamos de uma rede diversificada e robusta, com todos os tipos de relacionamentos (Relacionamentos e não somente os Contatos).
São cinco as maneiras que você precisa para estar em rede: UP (para cima), DOWN (para baixo), ACROSS (para os lados), IN (para dentro) e OUT (para fora).
UP (para cima):
A rede “UP” é sua rede de relacionamentos com pessoas mais experientes e influentes do que você é atualmente.
Essas pessoas podem se tornar seus mentores ou até mesmo serem futuros patrocinadores ou parceiros. São profissionais inspiradores que representam aonde você quer chegar. É a força da senioriedade, do poder platinado, da voz da experiência, do “calo na mão”.

São as pessoas que podem abrir portas e fazer as apresentações e oportunidades disponíveis para você. Essas pessoas irão defender você. Se você é um empresário, por exemplo, essas são provavelmente as pessoas que abrirão portas para financiamentos, por exemplo.
Maneiras de conhecer essas pessoas: No seu trabalho, em conferências ou eventos do seu segmento de negócio, em rodadas de negócios, em redes de relacionamentos empresariais.
DOWN (para baixo):
A rede “DOWN” representa os seus relacionamentos com pessoas mais juniores do que você.
Essas pessoas também podem servir como mentores, só que reverso, ensinando sobre inovações, disrupção, startups.
Por uma questão geracional, elas geralmente têm acesso à diferentes tipos de informação, o que é uma fonte de aprendizado e feedback para você. É a importância da intergeracionalidade. O quanto a troca com a geração millenium é enriquecedora.
Maneiras de conhecer essas pessoas :
No seu trabalho, em redes de negócios, em intercâmbio com universidades, em cafés, em lives, em hackathons, nas startups, através de amigos e familiares ou em redes sociais.
ACROSS (para os lados/pares):
A rede “ACROSS” é composta de pessoas como você e seus colegas de trabalho, empresários que atuam na mesma ou em diferentes áreas que você.
São os seus pares, seus parceiros. Essas são as pessoas que você trabalha , interage negociando regularmente.
Se você tem um forte relacionamento com eles, você vai ser capaz de pedir ajuda, estabelecendo parcerias, dando e recebendo conselhos sobre as melhores maneiras de obter resultados dentro de sua organização.
Nossos pares ou parceiros normalmente são nossos “críticos” mais fortes e a falta de relacionamentos fortes com seus pares torna tudo muito mais difícil para se alcançar o sucesso.
Maneiras de conhecer essas pessoas :
Aonde você trabalha, nos eventos do seu segmento de negócio, seus concorrentes, seus fornecedores, em rodadas de negócios, grupos de networking, redes sociais profissionais e sociais.
IN (para dentro)
A rede “IN” é o seu relacionamento com as pessoas da indústria ou segmento de negócio em que você trabalha, incluindo os clientes.
Relações fortes com os clientes levam a oportunidades de desenvolvimento de negócios.
Relações com os seus clientes são fundamentais para compreender as suas necessidades, seus concorrentes e as vantagens competitivas do mercado.
Generalizando a falta de relacionamento com os seus clientes é uma fraqueza que observo em muitos processos de coaching e mentoria de lideranças empreendedoras.
O resultado é um volume decrescente de novos negócios derivado de um entendimento mais restrito dos clientes e das necessidades do mercado, resultando menor receita e menos oportunidades.
Maneiras de conhecer essas pessoas:
Em eventos individuais com os clientes, presenciais ou virtuais, em conferências, lives, em eventos sociais e da indústria em que atua, em eventos em que você avalia a experiência do cliente com os seus produtos e serviços.
OUT (para fora)
A rede “OUT” é estabelecida com pessoas que trabalham em campos completamente diferentes do seu. É denominada “laço fraco”.
Essas pessoas podem ser seus parceiros ou prestadores de serviços, tais como os banqueiros, consultores financeiros, advogados ou pessoas de áreas de atuação completamente diferentes da sua.
Esta é a rede que a maioria das pessoas ignora, negligencia ou decide que não vai perder tempo cultivando esses relacionamentos.
Grande erro.
Essas relações externas são as que mais ampliam nossas perspectivas e nos levam às idéias estratégicas e inovadoras.
São esses relacionamentos que muitas vezes nos levam às novas oportunidades.
Maneiras de conhecer essas pessoas :
Em sua comunidade, em eventos de outras indústrias, conferências, lives, em redes de networking, em rodadas de negócios, através de indicações de parceiros, familiares, amigos e também dos seus mentores.
A Força dos Laços Fracos:
Na década de 70, o sociólogo americano Mark Granovetter (formado em Harvard e professor da Universidade de Stanford), publicou um artigo , intitulado A força dos laços fracos, reconhecido como uma das matérias de maior influência de sociologia econômica já escritos.
Granovetter mostrou que as pessoas que conhecemos bem, e atuam nos mesmos círculos que nós, sabem o que nós já sabemos. Em contrapartida, as pessoas que operam em círculos diferentes dos nossos, têm acesso aos mais diferentes tipos de informações.
Laços fortes resultam em apoio, enquanto os laços fracos constroem pontes para onde queremos ir.”

 

Agora é a sua vez:

  • Avalie a força de sua rede em cada um desses cinco grupos.
  • Analise se você tem diversas relações fortes, em cada um desses grupos.
  • Medite em que periodicidade você está “alimentando” seus relacionamentos.
  • Pense sobre o que você precisa para conquistar novos relacionamentos.
  • Questione sobre que laços você tem construído.

E, se fizer sentido para você, entre em contato para saber mais sobre a Rede de Negócios Empresariais, RNE.

 

Sobre a RNE:

Idealizada por meio da experiência de seus fundadores em eventos de networking nacionais e internacionais, a Rne ensina e pratica o relacionamento profissional ativo. Essa vivência, que soma mais de 10 anos, mostra que não basta estar em uma equipe para receber indicações.

Menu do “RNE On Line”

É preciso, primeiro, desenvolver comportamentos para gerar a confiança mútua.

Com base nessa filosofia, a Rne está há 4 anos no mercado praticando networking profissional.  E seus resultados, advindos da filiação de mais de 500 empreendedores, somam atualmente:

+ de 92 milhões em negócios fechados

+ de 3 mil indicações de negócios

+ de 2 mil encontros para fomentar indicações

+ de 150 membros

obs.importante: todos esses números são apontados pelos próprios membros, que possuem o acesso ao Rne Online, plataforma e app exclusivos.

 

Conheça e siga a RNE !

https://conecta.bio/rnerededenegocios

@rne.rededenegocios

 

 

Fontes:

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Head da Projetando Pessoas há 12 anos, Empresa de prestação de serviços em coaching, mentoria de executivos e empresários, consultoria em gestão e empreendedorismo, eventos e palestras, com a missão de inspirar e desenvolver pessoas. Projetar Pessoas! Editora do Portal de Conteúdos www.projetandopessoas.com.br Matemática de formação, graduada pela UFRJ, mestrado em Engenharia de Sistemas pela COPPE-UFRJ, MBA em Gestão de Negócios (FAAP-SP) e Gestão Avançada APG – Amana Key. 38 anos de experiência em posições executivas em grandes empresas, respondendo por gestão de pessoas, governança de processos e projetos complexos, tendo atuado em projetos de Transformação Digital e inovação. Sou Coach certificada pela Sociedade Brasileira de Coaching, Palestrante formada pelo INAP(Instituto de Neurociências Aplicada) com sólido portfólio de palestras realizado em eventos corporativos e workshops de liderança. Certificada Positive Practioner & Trainer pelo Instituto Felicidade é Ciência, atuo com Positive Coaching e Formação de Lideranças Positivas, baseados na Ciência da Felicidade e na Psicologia Positiva. Co-autora do Livro Liberte seu Poder, Editora Leader (2015), presença no Livro Undeterred (USA-2015) e autora de artigos periódicos em Portais de Negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *