Viagens e Turismo: Como viajar de avião neste Carnaval e só ter boas lembranças da folia

Startup Liberfly – líder na américa latina em mediações entre consumidores e companhias aéreas traz dicas para evitar surpresas indesejáveis ao voar nesse feriado

Em destaque, os fundadores da Liberfly (da esq.para a dir.) César Ferrari, Gabriel Zanette e Ari Moraes Jr

Carnaval é um dos feriados mais aguardados pelos brasileiros. Há quem diga inclusive que o Brasil só começa o ano após passar por ele. Por pelo menos 4 dias boa parte do país é tomada por festas de todo o tipo e com isso o fluxo de viajantes cresce – e muito. Devido ao maior fluxo nos aeroportos nessa época, é comum passageiros presenciarem em suas viagens problemas de cancelamentos ou atrasos em seus voos.
Transtornos podem ocorrer – mas há como ser compensado

São vários os motivos que podem ocasionar essas intercorrências, desde as condições climáticas até manutenção da aeronave e problemas com conexões. Um bom exemplo foi o que aconteceu com a estudante Tamires Chebabe (19). A jovem estava com passagem comprada desde o início do ano para passar o carnaval de 2018 no Rio de Janeiro com as amigas. Hotel reservado e além dos bloquinhos já havia algumas festas compradas.

Na sexta-feira, um dia antes da sua viagem, Tamires conferiu seu voo no aplicativo da companhia aérea, mas não encontrou nenhuma informação. Por morar próxima ao aeroporto, ela foi presencialmente até o balcão da companhia para saber o que poderia ter acontecido. Lá a estudante foi informada que havia ocorrido uma remarcação em sua passagem e um novo voo estava programado para cinco horas mais tarde do que o comprado previamente.

No momento que soube do cancelamento ela solicitou um comprovante e com a carta de contingência em mãos Tamires procurou a Liberfly. Ela optou pela “Negociação Expressa”, solução criada pela startup para quem deseja ter alguma compensação pelo transtorno sofrido sem ter de passar pelo trâmite com a companhia. Em casos como esse a Liberfly antecipa a quantia de R﹩ 1mil em até 48h para o cliente. Por facilitar esse trâmite, o valor a ser recebido da companhia fica com a empresa.

Pensando em amenizar eventuais dores de cabeça pré e pós feriado como a mencionada a Liberfly, startup pioneira e líder na América Latina em mediações entre consumidores e companhias aéreas montou o que pode ser chamado de “kit de sobrevivência do folião viajante”.

As dicas foram colhidas com Gabriel Zanette, CMO e cofundador da Liberfly. “Nossa ideia é sempre ajudar aos viajantes para, antes de tudo, saberem quais são os seus direitos e de certa maneira os seus deveres também para que a viagem seja ao máximo um motivo de alegria”, comenta Gabriel. “Geralmente quando estamos mais relaxados são momentos os quais algo pode ser esquecido. Por isso estes alertas podem ser valiosos”, aponta.

1- Atenção às atualizações na passagem

O passageiro deve estar sempre atento às atualizações que possam ocorrer em sua passagem. Vale lembrar que mudanças feitas na passagem pelas companhias, com menos de 30 dias de antecedência podem ser contestadas.

2- Chegue com antecedência ao aeroporto

Para evitar dificuldades na hora do embarque, a orientação da ANAC é de que o passageiro chegue com duas horas de antecedência para voos domésticos e três horas para voos internacionais.

3- Cuidado com o tamanho da bagagem

Cada companhia aérea tem suas próprias regras em relação ao tamanho aceitável de bagagem despachada e, peso e bagagem de mão, assim como as taxas. Antes de se dirigir ao aeroporto, é importante se certificar de que a mala atende aos requisitos O valor do excesso de bagagem pode ser muito alto.

Gabriel faz um alerta final: “Caso ocorra algum transtorno durante a viagem, peça um comprovante escrito de todo comunicado que a companhia aérea emitir sobre algum problema”. São em casos os quais não há possibilidade de antecipação ao problema que a LiberFly atua em todo o Brasil e Europa para auxiliar os consumidores.Com uma taxa de assertividade de 98,6% a empresa já facilitou 5 mil passageiros a conquistarem compensações por problemas em suas viagens.

Sobre a Liberfly

Criada em novembro de 2016 no Espírito Santo por um trio de jovens empreendedores, a Liberfly é a primeira Lawtech do país especializada na mediação de soluções no setor aéreo. Com foco total no resgate dos direitos dos consumidores, a startup desenvolve constantemente tecnologias para facilitar cada vez mais a vida das pessoas lesadas pelas companhias, trazendo o conforto e a certeza de que serão ouvidas e atendidas.

Siga a Liberfly nas redes sociais: 
Facebook – @LiberFlyBR
Instagram – @liberflybr

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Daniela Fróes
Musicalmente eclética, apaixonada pela diversidade dos estilos, das festas e festivais, amante de uma boa música, principalmente das batidas eletrônicas. #Música #MúsicaEletrônica - Nunca se precisou de drogas para senti-la, a essência da batida, a sonoridade toca a alma de um jeito que não da pra ficar parado! "Quem não sente a melodia acha maluco quem dança"!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *