Teatro Vannucci recebe comédia de época de Arthur Azevedo

‘O Oráculo’ faz curta temporada em agosto com renomados atores no elenco

Foto: Divulgação


“Um texto do século XIX, mas que retrata os comportamentos e hábitos atuais da sociedade”
. Assim, a diretora Ana Miranda define a comédia ‘O Oráculo’, de Arthur Azevedo, que estreia no dia 07 de agosto, e ficará em curta temporada, toda quarta-feira, às 21h, no Teatro Vannucci, no Shopping da Gávea, até 28 de agosto. No elenco, renomados atores da televisão e do teatro: Luciano Szafir (Nelson), Lica Oliveira (Helena), Luca Machado (Oráculo) e Rodrigo de Castro (José).

A peça foi montada e dirigida, pela primeira vez, por Ana Miranda, em 2016, durante a defesa da tese final do curso de licenciatura em teatro. “Decidi defender como diretora e queria algo que eu pudesse trabalhar com quatro atores e companheiros de faculdade. Me apaixonei por essa obra do Arthur Azevedo. Como é uma peça pequena, para aumentar o tempo de duração, precisei adaptar nas marcações, mas sem mexer no texto original, já que se trata de uma história antiga. O objetivo era fazer algo diferente do que a gente vê e que segurasse o público. O retorno foi maravilhoso e surpreendente porque é difícil fazer uma comédia de época. Agora, com mais recursos, resolvi fazer uma nova montagem, que está muito rica, com cenário e figurino do século XIX, aonde os quatro personagens são os protagonistas. Não tem um maior ou melhor que o outro. Todos são importantes na história”, afirma Ana Miranda, que está no ar, em “Malhação: Toda Forma de Amar”, da TV Globo, aonde interpreta a avó Margarida. No ano passado, ela viveu a Dona Teresa de Jesus, mãe de Martinho da Vila, no espetáculo ‘Martinho da Vila 8.0 | Uma Filosofia de Vida’, em homenagem ao sambista.

Com direção de produção de Ana Ferguson e Solange Bighetti‘O Oráculo’ conta a história do advogado Nelson que recebe conselhos amorosos do Oráculo para saber a melhor forma de como terminar o relacionamento com a sua amante, a viúva Helena. Quando descobre a sua intenção, ela inventa uma traição que o deixa revoltado. “Nessa peça de costumes, Arthur Azevedo demonstra toda a sua habilidade em criar um enredo engraçado, que prende a atenção do espectador, e ainda reelabora elementos da tradição literária”, completa Ana Miranda.

O escritor Arthur Azevedo nasceu no Maranhão e foi um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras. Além de ‘Oráculo’, lançado em 1956, também escreveu os contos ‘Sonetos’ e ‘Teatro’, as peças ‘O Liberato’ e ‘A Família Salazar’, entre muitos outros.

SERVIÇO:
Peça: ‘O Oráculo’
Local: Teatro Vannucci – Shopping da Gávea
Endereço: Rua Marquês de São Vicente, 52, 3° Piso – Shopping da Gávea, Gávea
Telefone para informações: (21) 2274-7246
Temporada: 07 de agosto a 28 de agosto
Dia: Quarta-feira
Horário: 21h
Duração do espetáculo: 60 minutos
Classificação etária: Livre

 

Elenco:
Lica Oliveira – Helena
Luca Machado – Oráculo
Luciano Szafir – Nelson
Rodrigo de Castro – José

Ficha Técnica:
Texto original – Arthur Azevedo
Direção – Ana Miranda
Direção de Produção – Ana Ferguson e Solange Bighetti
Assessoria de Imprensa – Eliana Brito e Tania Figueira e GMP Assessoria
Supervisão de cenário e Figurinos – João de Freitas Henriques
Preparação vocal – Carla Guapyassu
Preparação corporal – Oscar Calixto
Fotos – Rodrigo Sampaio
Assistente de Produção – Adriano Nascimento
Realização e Produção – Zeus Produções

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

maribarcelos
Eu me chamo Mariane Barcelos, tenho 26 anos, sou designer e estudante de Audiovisual, construindo uma carreira na área. Já viajei para quase todos os cantos do mundo, inclusive já fui para fora do planeta, já dei um pulo em Marte, conheci uns anéis de Saturno e me aventurei em galáxias muito distantes, me transformei em bruxa, loba e vampira, também já fui super heroína e vilã. Não pensem que sou louca, sou apenas uma cinéfila que enxerga nos filmes uma maneira de se desconectar da realidade, ou quem sabe me conectar, com a minha realidade. Quando eu vejo um filme é para me conectar com aquele mundo, se não estou no clima, digo "nossa que dor de cabeça" e fica para um outro momento. Cinema é para ser sentido, para se apaixonar e se iludir. Encantar. Espero poder compartilhar com vocês, toda essa emoção que eu sinto ao assistir um filme e conseguir fazer com que vocês também embarquem nessa viagem sem destino. Agora através do ArteCult, também faça cobertura de eventos, como o Festival do Rio, RioMarket, Pré-Estreias e afins. Assim como nos filmes, espero poder trazer grandes novidades e coberturas completas em todas as mídias sociais, para que vocês, leitores, possam se sentir sempre imersos ao nosso universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *