SER MAESTRO

Maestro5

“A realização artística é talvez o momento máximo da condição humana.”

O Maestro Ricardo Prado conta os segredos e desafios do trabalho de regente.

Esteve à frente de vários corais e orquestras no Brasil e no exterior.

Seu trabalho resultou em muitos prêmios, como o primeiro lugar no Concurso Internacional de Obras para Piano na Royal Academy of Music em Vancouver, Canadá (1977); e o prêmio hors-concours do Festival de Música Contemporânea em Zagreb, Croácia (1978).

Sempre envolvido na defesa da cultura musical, foi presidente e diretor de várias fundações e organizações ligadas à música, além de ter assumido a Subsecretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro em 1995. Chegou a criar a orquestra OPUS Rio de Janeiro, dedicada à formação de novas plateias para música de concerto.

Uma marca do trabalho de Ricardo Prado sempre foi a preocupação em aliar educação e cultura. Viajou pelo Brasil, Europa e Estados Unidos dando cursos voltados para a educação musical. Um dos pontos altos de sua carreira foi assumir a direção da maior escola pública de música do país, a Escola de Música Villa-Lobos, no Rio de Janeiro. Ali, pôde colocar suas ideias em prática, realizando uma transformação pedagógica, artística e administrativa.

Em 2008, o maestro criou o Programa Repertórios, de educação musical, adotado pelo SESI, do qual até hoje segue como coordenador, estimulando o gosto pela música entre crianças de 10 a 14 anos.

Não satisfeito, se aventura também pela literatura, fazendo parte de coletâneas de ensaios, contos e artigos, e publicando o romance “Leo e as caixas de música” pela editora Casa da Palavra.

Atualmente, é conselheiro artístico do Festival Ópera na Tela, um projeto que exibe, em salas de cinema por todo o Brasil, espetáculos de ópera produzidos pelos teatros mais aclamados do mundo.

Veja a entrevista com o maestro

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Patricia Costa
Editora-chefe do ArteCult.com Jornalista, roteirista, mãe, poeta, editora, escrivinhadora, atriz. Mulher. Sou filha da PUC-Rio, formada em Comunicação Social com habilitação em jornalismo. Trabalhei em revistas sobre meio ambiente e educação. Fui parar na TV na produção do Globo Ecologia e logo estava participando da criação do Canal Futura, onde fiquei por mais de 7 anos. Trabalho na MultiRio, uma produtora de multimeios educativos da prefeitura do Rio de Janeiro, há 10 anos, atuando como roteirista e editora. Colaborei para o site Opinião e Notícia por 2 anos escrevendo sobre Educação, Cultura, Cidadania e Meio Ambiente: opiniaoenoticia.com.br Escrevi também para a Revista do Senac Educação Ambiental por cinco anos. Me formei em teatro pelas mãos de Bia Lessa. Fui dirigida por Alberto Renault e Roberto Bontempo. Conheci muita gente talentosa. Aprendi com muita gente boa. Fiz cursos livres de canto, de dança flamenca, de locução de rádio e de roteiro para TV e cinema. Sou uma leitora contumaz. E ótima ouvinte. Gosto de observar a vida e de dar pitaco em alguns assuntos os mais variados. Mãe de dois adolescentes, continuo aprendendo sobre a vida todos os dias. O humano me encanta. E me aterroriza também!