“Marighella” e “7 Prisioneiros”, produções da O2 Filmes, ganham 9 prêmios no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2022

Trabalhos de Wagner Moura e Alexandre Moratto, venceram nas categorias Melhor longa-metragem ficção, Melhor primeira direção de longa-metragem, Melhor ator, Melhor direção de fotografia, Melhor roteiro adaptado, Melhor direção de arte, Melhor figurino, Melhor som e com Melhor ator coadjuvante; evento é considerado o Oscar do cinema nacional

Pôster de “Marighella”, filme que liderou as premiações do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2022

 

Com 27 indicações, a O2 Filmes participou este ano da 21ª Edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, evento organizado pela Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais com os longas-metragens “Marighella”, “7 Prisioneiros” e a série “Manhãs de Setembro”.

 

“Marighella” foi o grande premiado do evento na noite de ontem, vencendo as categorias: Melhor longa-metragem ficção, Melhor primeira direção de longa-metragem, Melhor ator, Melhor direção de fotografia, Melhor roteiro adaptado, Melhor direção de arte, Melhor figurino, Melhor som e com Melhor ator coadjuvante.

 

“O cinema nacional tem muita potência”, avalia a sócia e produtora executiva da O2, Andrea Barata Ribeiro.

Seu Jorge em “Marighella”

Com 17 indicações, o filme “Marighella” do diretor estreante Wagner Moura, liderou nas categorias da premiação. O longa-metragem, lançado em 2019 no Festival Internacional de Cinema de Berlim, venceu no Grande Prêmio nas categorias: Melhor longa-metragem ficção, Melhor primeira direção de longa-metragem, Melhor ator, Melhor direção de fotografia, Melhor roteiro adaptado, Melhor direção de arte, Melhor figurino e Melhor som. O longa do diretor já passou por diversos outros festivais de cinema como o Bari International Film Festival (Itália), Sydney Film Festival (Austrália) e no Santiago Festival Internacional de Cine (Chile) e estreou no Brasil no final do ano passado.

 

Outro sucesso da produtora é o longa “7 Prisioneiros” de Alexandre Moratto (Sócrates), disponível na Netflix. O filme foi vencedor na categoria de Melhor ator coadjuvante com Rodrigo Santoro. Desde que foi lançado, já conquistou prêmios como o do Sorriso Diverso Venezia de “Melhor Filme Estrangeiro” e menção honrosa da Fundação Fai Persona Lavoro Ambiente, na seção Horizontes Extra, do Festival de Veneza, o trabalho de Moratto já foi exibido no Festival de Toronto, além da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo.

Rodrigo Santoro, premiado Melhor ator coadjuvante, e Christian Malheiros em “7 Prisioneiros”

O2 Filmes

No mercado desde 1991, a O2 trabalha com as principais agências brasileiras e presta serviços de produção para o mercado internacional, além de produzir conteúdo reconhecido e premiado em todo o mundo. Mais informações no site da O2.

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Sou natural de Mata de São João, Bahia, mas atualmente moro na cidade do São Paulo. Sou formado em Engenharia, mas sempre tive uma verdadeira fixação pelo universo cinematográfico e sou o admin do @CinemaeCompanhia no Instagram. Assistir um filme é minha válvula de escape para mergulhar e me aventurar em mundos totalmente novos e me desligar dos problemas do dia-a-dia. Aproximadamente de duas a três vezes confiro as estreias da semana nas telonas, digamos que eu seja quase um “rato de cinema”. rs Será um enorme prazer compartilhar aqui minhas opiniões sobre os filmes e suas principais curiosidades. E uma ótima oportunidade para poder aprender e "trocar figurinhas" com todos vocês! Espero que se divirtam muito e curtam minhas dicas. Que a FORÇA esteja com vocês!!! Forte abraço! Luan Ribeiro. Instagram.com/CinemaeCompanhia e-mail: luancribeiro@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *